ELIMINATÓRIAS: Equador não toma conhecimento do Chile e vence por 3 a 0

Ramirez comemora gol com seus companheiros de seleção equatoriana 
Foto: Rodrigo Buendia/AFP

06/10/2016 

O Equador recebeu nesta quinta-feira a visita do Chile no estádio Olímpico Atahualpa, em partida válida pela nona rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. Diante de uma seleção chilena muito perdida em campo, os equatorianos não tomaram conhecimento do adversário e venceram por 3 a 0.

Apostando em jogadas de velocidade o Equador não teve dificuldades frente o Chile. Logo aos 18 minutos, Antonio Valencia aproveitou cruzamento da esquerda e abriu o placar. Menos de cinco minutos depois, Martínez bateu de fora da área e ampliou. O terceiro e último gol saiu aos 48 segundos do segundo tempo, com Caicedo arrematando de perna direita, sem chances para o goleiro Bravo.

Com a vitória, o Equador chegou a segunda colocação momentânea das Eliminatórias, com 16 pontos somados, podendo ser ultrapassado por Brasil, Argentina e Colômbia. Na próxima terça-feira, os equatorianos viajam para a Bolívia, onde enfrentam a seleção nacional.

Enquanto o Chile manteve-se na sétima colocação, com 11 pontos e se complicou na classificação. Também na próxima terça, os chilenos recebem o Peru.

Correria no primeiro tempo – O Equador começou o jogo apostando na velocidade de seus atacantes Caicedo e Enner Valencia. No entanto, mesmo com muita correria, o time da casa não conseguia chegar com força ao ataque. Enquanto isso, o Chile, comandado por Pizzi, cadenciava o jogo e procurava tocar a bola e se organizar em campo.

A correria do Equador surgiu efeito aos 18 minutos. Enner Valencia carregou a bola pelo lado esquerdo, imprimiu velocidade e cruzou rasteiro. Caicedo deixou a bola passar e Antonio Valencia apareceu bem colocado, dominou e chutou forte cruzado para abrir o placar.

O Chile pareceu ter sentido o golpe e em menos de cinco minutos voltou a tomar mais um gol. Depois de cobrança rápida de lateral nas costas da zaga, Antonio Valencia cruzou para a área, Caicedo furou e a bola sobrou limpa para Fidel Martínez, que soltou uma pancada de perna esquerda e saiu para comemorar: 2 a 0.

Mesmo com a vantagem no placar, o Equador foi quem continuou procurando o jogo, e ainda voltou a assustar o goleiro Bravo com alguns chutes de fora da área, porém, sem marcar gols. O Chile parecia perdido em campo, e não conseguia acompanhar as jogadas de velocidade do time da casa.

Começo arrasador no segundo tempo – Com apenas 15 segundos de jogo no segundo tempo, Enner Valencia saiu cara a cara com Bravo que se jogou na bola e realizou um milagre. Na sequência, com 48 segundos, Valencia ajeitou para Felipe Caicedo, que chegou chutando cruzado e mandou no canto direito do goleirão chileno: 3 a 0.

Depois do terceiro gol sofrido o Chile se lançou ao ataque e parecia que iria incomodar o Equador, no entanto, não conseguia achar espaço para a finalização. Depois da leve reação dos chilenos, o Equador voltou a dominar o jogo e perdia diversas chances no ataque.

A única oportunidade de gol que o Chile criou em toda a partida aconteceu aos 30 minutos. Vidal descolou lançamento para Alexis Sánchez, que chutou na saída de Dreer, que defendeu com o peito e salvou o Equador. Já no final do jogo, Enner Valencia se lesionou e teve que sair de campo, sendo levado a uma ambulância posteriormente. Com direito a “olé”, o Equador caminhou para a vitória tranquila com o apito final do árbitro aos 48 minutos.

FICHA TÉCNICA:

EQUADOR 3 X 0 CHILE

Local: Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito (Equador)
Data: 6 de outubro de 2016, quinta-feira
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Julio Bascuñan (Chile)
Assistentes: Christian Schiemann e Raul Orellana (ambos do Chile)
Cartão Amarelo: Claudio Bravo (Chile)

GOLS: Antonio Valencia aos 18 minutos do primeiro tempo, Ramírez aos 23 minutos e Caicedo aos 1 minuto do segundo tempo (Chile)

EQUADOR: Dreer; Paredes, Arturo Mina, Luis Caicedo e Crisitan Ramírez; Antonio Valencia, Christian Noboa, Fídel Martínez (Cazares) e Orejuela; Caicedo (Ibarra) e Enner Valencia (Ayoví)
Técnico: Gustavo Quinteros



CHILE: Claudio Bravo; Mauricio Isla, Enzo Roco, Gonzalo Jara e Eugenio Mena; Pablo Hernández, Charles Aránguiz, Marcelo Díaz (Castillo) e Arturo Vidal; Eduardo Vargas (Leonardo Valencia) e Alexis Sánchez
Técnico: Juan Antonio Pizzi


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...