Fifa vai liberar relatório do Comitê de Ética das Copas de 2018 e 2022

Sepp Blatter é o presidente da Fifa (Foto: Sebastien Bozon/ AFP)

20/12/2014

Mas de antemão, Blatter garante Mundiais na Rússia e no Qatar

A Fifa divulgou nesta sexta-feira mais um comunicado em relação à polêmica com o seu relatório. Durante esta semana, Michael Garcia, advogado que elaborou o documento de 430 páginas para o Comitê de Ética, pediu demissão do seu cargo, já que o seu trabalho não foi divulgado, e ainda questionou a transparência da entidade. Agora, Joseph Blatter, presidente do órgão, decidiu mostrar o que tem em mãos. De qualquer forma, ele garantiu que os Mundiais serão nos próprios países.

A investigação é em cima das candidaturas de Rússia e Qatar para as Copas do Mundo de 2018 e 2022, respectivamente. Há a suspeita de compra de votos e corrupção. O relatório não ser divulgado de forma integral, para assim preservar o anonimato de algumas fontes.

- Sempre estivemos determinados em buscar a verdade, e que ela fosse conhecida - disse Blatter em seu comunicado.

- Isto é, afinal, o motivo de montarmos este Comitê de Ética independente, com uma câmara de investigação que tem todos os meios necessários para empreender investigações por sua própria iniciativa.

Inicialmente, a Fifa não iria divulgar o material, apenas o sumário. Trata-se de uma política da entidade. Mas Michael Garcia acabou entrando com uma apelação para o seu trabalho ser mostrado, o que foi negado. E então o americano acabou se demitindo, causando essa reação de Blatter.

Fonte: Lancenet

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Copa 2018 é confirmada

As partidas da próxima Copa do Mundo, na Rússia, serão disputadas 
durante o verão daquele país. / Foto: Reprodução

20/12/2014

A Fifa confirmou nesta sexta-feira (19), em reunião do seu Comitê Executivo, em Marrakesh, no Marrocos, as datas da Copa do Mundo de 2018, na Rússia. Também anunciou o período da Copa das Confederações, a ser disputado no ano anterior, mas deixou em aberto as datas do polêmico Mundial de 2022, no Catar.

A próxima Copa será disputada entre 14 de junho e 15 de julho de 2018, durante o verão russo. Um ano antes, a Copa das Confederações vai reunir oito seleções entre 17 de junho e 2 de julho.

Para a preparação deste Mundial, a Fifa permitiu que as confederações da Ásia (AFC) e da América do Norte e Caribe (Concacaf) iniciem a disputa das Eliminatórias antes mesmo do sorteio. Assim, os primeiros jogos serão realizados em março de 2015, antes do sorteio, marcado para 25 de julho, em St. Petersburg.

A entidade aprovou também um bônus no valor de US$ 300 mil para cada seleção que se classificar para a Copa. A contribuição servirá para cobrir parte dos custos dos times durante as Eliminatórias.

Para o Mundial de 2022, as datas seguem em aberto. Tradicionalmente, a Copa é disputada entre os meses de junho, julho e agosto. No Catar, porém, estas datas coincidiriam com o poderoso calor do verão no Oriente Médio. Por essa razão, a escolha do país recebeu diversas críticas ao redor do globo, de jogadores a dirigentes.

Preocupada com o calor, a Fifa cogitou mudar a data do Mundial. O evento poderia ser antecipado para janeiro de 2022 ou adiado para dezembro do mesmo ano. Em ambas as datas, a Copa seria disputada no inverno local, com temperaturas mais amenas.

A decisão final sobre a data sairá na reunião da Força-Tarefa internacional, criada para debater o assunto, no dia 23 de fevereiro de 2015. A data escolhida ainda precisará ser aprovada pelo Comitê Executivo da Fifa na primeira reunião do próximo ano, em março.

Fonte: Clic Folha

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Beira-Rio com cores natalinas


19/12/2014
  
A iluminação cênica do Estádio Beira-Rio homenageará o Natal a partir de hoje até o dia 25, das 20h à meia-noite. 

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais


Marin diz que a Seleção vai se sentir em casa na Copa América do Chile

Foto: Divulgação

19/12/2014

O presidente da CBF, José Maria Marin, está com grande expectativa em relação à Copa América de 2015, no Chile. Para o mandatário, o Brasil vai se sentir em casa no país onde conquistou o bicampeonato da Copa do Mundo, em 1962. Marin também evitou apontar rivais mais difíceis para o Brasil.

- Quando o Brasil conquistou o título mundial no Chile, jogou como se estivesse em sua própria casa, com sua própria torcida. Sempre houve uma proximidade muito salutar em todos os sentidos com o Chile – disse Marin ao site oficial da Copa América Chile 2015 após o sorteio que definiu os grupos do torneio continental.

Confira a entrevista do presidente da CBF com o site oficial da competição:

Como vê o grupo do Brasil, com Colômbia, Peru e Venezuela?

José Maria Marin - Não existe hoje em dia, principalmente no futebol sul-americano, adversário fraco. Todos são fortes e com um outro objetivo também: todos querem vencer o Brasil, por ser o pentacampeão do mundo. Essa é a verdade.

A Colômbia é o adversário mais forte do grupo?

José Maria Marin - Não é a primeira vez que enfrentamos a Colômbia e sempre foram partidas disputadas. A Colômbia sempre teve junto ao futebol brasileiro o maior respeito. O Brasil encara todos os adversários com o maior respeito e preocupação. A Copa América será uma festa do futebol latino-americano.

Como vê o reinício de trabalho de Dunga?

José Maria Marin - O Dunga até hoje ganhou todas as partidas. E sofremos apenas um gol. Isso nos dá confiança pra ter um grande desempenho na Copa América.

O Brasil iria ser sede da Copa América 2015, mas passou a condição ao Chile por ser o anfitrião do Mundial e da Olimpíada...

José Maria Marin - Realmente cedemos a data de 2015 ao Chile. Sempre houve uma perfeita união entre Brasil e Chile. Quando o Brasil conquistou o titulo mundial no Chile, jogou como se estivesse em sua própria casa, com sua própria torcida. Sempre houve uma proximidade muito salutar em todos os sentidos com o Chile. Foi com muito prazer que, atendendo ao presidente Sergio (Jadue, da Associação de Futebol do Chile), não tivemos dúvida e concordamos. Voltaremos a ter a Copa América no Brasil em 2019.

O Chile está pronto para receber a Copa América?

José Maria Marin - Acredito que sim. O Chile tem uma potencialidade muito grande em todos os sentidos, e a torcida gosta do futebol. Nos estivemos aqui há muitos anos, é verdade, em 1962, quando conquistamos o bi mundial, e de lá para cá houve uma evolução muito grande, com excelentes praças esportivas. Tenho certeza absoluta de que não só o Brasil como todas as seleções se sentirão muito bem no Chile.

Fonte: O Povo

Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

Mesmo com bom rendimento pós-Copa, Gilmar Rinaldi espera crescimento da Seleção em 2015

19/12/2014

Depois do último Mundial, Brasil venceu todos os seus seis amistosos

Por Maximilian Pimenta Cabral

Após o quarto lugar na última Copa do Mundo e a entrada de Dunga no comando técnico, substituindo Luís Felipe Scolari, o Brasil ganhou todos os seus amistosos (Colômbia, Equador, Argentina, Japão, Turquia e Áustria). Mesmo reconhecendo os resultados positivos, o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, em entrevista concedida ao site oficial da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), nesta quinta, espera um crescimento no ano que vem.

"Procuramos fazer o melhor trabalho no menor tempo possível. É claro que tem muita coisa a ser feita, mas a gente está satisfeito", comentou o dirigente, que assumiu a função na vaga de Carlos Alberto Parreira.

No ano de 2015, o escrete canarinho disputará a Copa América, que será realizada no Chile. Além disso, haverá os primeiros jogos das Eliminatórias para a Copa de 2018, cuja sede será Rússia.

Fonte: FutNet

Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

Em janeiro, Copa América disponibilizará pacote para estrangeiros


19/12/2014

A partir do dia 14 de janeiro, a organização da Copa América disponibilizará o ingresso para que estrangeiros acompanhem a competição, que terá sede no Chile. O processo, que engloba um pacote completo para todas as partidas da fase inaugural, terá validade por 16 datas.

O plano, denominado Siga a sua Equipe, permite a compra direta de três entradas para os confrontos grupais. Além disso, o comprador terá preferência para adquirir os passaportes dos estágios seguintes, caso a seleção avance. As informações restantes estão dispostas no site oficial do torneio (www.ca2015.com).

A estreia da Seleção Brasileira, integrante do Grupo C, ocorre no dia 14 de junho, às 19h30 (de Brasília), em Temuco. Os duelos seguintes, contra Colômbia (17) e Venezuela (21), ocorrerão em Santiago, às 21h30 e 19h30, respectivamente.

O representante da sede está disposto na Chave A, ao lado de Bolívia, Equador e México. A rival Argentina compõe o Grupo B, ao lado de Uruguai, Paraguai e Jamaica.


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Turismo de Porto Alegre ganha com a Copa do Mundo

Presidente da Embratur, Vicente Neto; e o presidente da Anseditur e 
secretário de Turismo de Porto Alegre, Luiz Fernando Moraes

19/12/2014

Estudo realizado pela secretaria de Turismo da cidade revela que satisfação dos turistas com a hospitalidade chegou a 98% durante o mundial

O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vicente Neto, recebeu em 16/12), o presidente da Anseditur (Associação Nacional dos Secretários e Dirigentes Municipais de Turismo das Capitais) e secretário de Turismo de Porto Alegre, Luiz Fernando Moraes, que na ocasião, apresentou publicações com balanços da movimentação turística na cidade e o impacto da Copa do Mundo 2014 para o setor.

“A Copa do Mundo 2014 foi um desafio para todas as cidades-sede dos jogos e Porto Alegre se preparou para esse evento planetário, recebeu milhares de turistas do mundo inteiro e passou no teste”, comentou o presidente da Embratur, Vicente Neto.

O secretário de Turismo destacou que a melhor resposta do trabalho realizado está no índice de satisfação dos turistas com a hospitalidade (98%), gastronomia (91,7%), hospedagem e diversão noturna (88%), atrativos e informações turísticas (89%), transporte e mobilidade urbana (84%). “Os pousos internacionais aumentaram 73,76% e a ocupação hoteleira chegou a 91%”, complementou.

Ainda segundo o estudo da Secretaria de Turismo de Porto Alegre, a cidade recebeu 160 mil turistas internacionais e 200 mil visitantes nacionais. Entre os vindos de outros países, 96,5% pretendem voltar à cidade.

Fonte: Embratur

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Gramado do 7 a 1 na Copa do Mundo será trocado para 2015

Foto: Divulgação

17/12/2014

Com pouco menos de dois anos de uso, o gramado do Mineirão terá que ser trocado outra vez. O estádio, que foi entregue no final de 2012 após reformas para a Copa do Mundo de 2014, não conseguiu suportar a carga de jogos e chuvas que aconteceram neste período. Assim, toda a área de jogo está sendo reparada, sendo a primeira "Arena da Copa do Mundo" a passar por uma reforma.

Depois de sua reinauguração, o Mineirão já foi palco de grandes partidas, como o famoso 7 a 1 da Alemanha sobre o Brasil na semifinal da Copa do Mundo e a vitória de 1 a 0 do Atlético-MG diante do rival Cruzeiro na final da Copa do Brasil. Inclusive, no jogo entre Cruzeiro e Goiás, no qual o time celeste confirmou a conquista do Campeonato Brasileiro, o gramado do estádio ficou bem danificado e acabou atrapalhando o andamento do espetáculo. Com problemas na drenagem, a chuva foi um problema para a moderna arena nesta reta final da temporada de 2014.

Deste modo, a Minas Arena resolveu trocar toda a grama do estádio. O problema, segundo a empresa, foi uma fibra, que tinha a função de fixar as raízes da grama na areia. Contudo, esta fibra era o que dificultava a drenagem do campo. A Fifa, durante as obras para o Mundial, teria mandado seus especialistas aos estádio, que exigiram a presença desta fibra na constituição do gramado.

Agora, o Mineirão passará por três etapas até voltar ao estado normal. A primeira, que aconteceu neste último final de semana, é a de retirada da grama e da primeira camada de areia. A segunda, que dura cerca de 10 dias, consiste em um novo nivelamento de campo com a adição de areia. Por último, a terceira, que deverá ocorrer no Natal, será o plantio do novo gramado sem a presença da tal fibra.

Assim, com jogo do Campeonato Mineiro marcado para o dia 8 de fevereiro, o Mineirão terá cerca de 40 dias para ficar pronto após a plantação da grama. A empresa responsável pela obra garante que o prazo será cumprido e que o estádio estará à disposição no dia solicitado.

Fonte: ESPN

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Ministérios do Esporte russo e brasileiro firmam parceria para Copa-2018

Rebelo ressaltou que 2018 marcará a terceira vez consecutiva da realização do 
campeonato no território de um dos países do Brics Foto: Lori / Legion Media

17/12/2014 

Experiência brasileira será repassada à Rússia, que sediará o próximo Mundial da Fifa.

O ministro dos Esportes Aldo Rebelo declarou, na quarta-feira passada (3/12), que as autoridades brasileiras estão repassando a recém-adquirida experiência de organização da Copa do Mundo a seus homólogos da Rússia e do Catar, que sediarão o Mundial da Fifa em 2018 e 2022, respectivamente.

“Estamos dispostos a colaborar com a Rússia tanto na área pública, quanto comercial”, disse Rebelo, em uma coletiva de imprensa sobre os resultados da Copa-2014, no Rio de Janeiro.

A assinatura da agenda de colaboração, elaborada após as reuniões e negociações entre as partes interessadas, prevê o intercâmbio de informações e propostas entre os países. Antes do Mundial no Brasil, uma delegação do Catar veio ao país para acompanhar os preparativos para a Copa do Mundo, incluindo o funcionamento dos estádios.

Ainda durante a coletiva, Rebelo ressaltou que 2018 marcará a terceira vez consecutiva da realização do campeonato no território de um dos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). A Copa do Mundo de 2010 foi realizada na África do Sul, a de 2014 foi sediada pelo Brasil, e a de 2018 acontecerá em solo russo.

Fonte: Gazeta Russa

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Tensão contra Copa 2022 no Catar: Bundesliga diz que Uefa pode deixar a Fifa

Reinhard Rauball, presidente da DFL, que dirige a Bundesliga (AP Photo/Gero Breloer)

16/12/2014

Por: Felipe Lobo

A pressão aumenta no caso da Copa do Mundo do Catar de 2022. A publicação do relatório que inocenta o país do Oriente Médio de qualquer irregularidade causou muita controvérsia e deixou muita gente insatisfeita. A ameaça começou a ficar mais séria com as declarações de Reinhard Rauball, presidente da Deutsche Fussball League, que comanda a Bundesliga e a 2. Bundesliga, primeira e segunda divisão da Alemanha. Segundo o dirigente, se a crise não for resolvida com credibilidade, a Uefa precisa reconsiderar sua posição e uma opção é sair da Fifa.

O relatório publicado por Hans-Joachim Eckbert é só um sumário da investigação de Michael García, contratado para comandar a câmara de investigação do Comitê de Ética da Fifa – que, segundo a entidade, é completamente independente e, por isso, ela não pode fazer nada em relação ao relatório. O documento inocentou Rússia e Catar no processo de escolha das sedes das Copas de 2018 e 2022. Além de não considerar os dois vencedores culpados, o relatório ainda criticou duramente a candidatura da Inglaterra, mesmo com diversos fatos suspeitos ou não esclarecidos em relação aos dois vencedores.

Reinhard cobra que o relatório seja publicado integralmente, protegendo apenas os nomes das testemunhas, como queria Michael Garcia, mas Eckert afirmou que isso não será feito. A Fifa, em reação à chuva de críticas, reafirmou que o comitê é independente e não há nada que possa fazer. As críticas em relação à Blatter e à Fifa aumentaram ao redor do mundo.

“O resultado foi uma quebra na comunicação e balançou as fundações da Fifa de um modo nunca experimentado antes”, afirmou Rauball. “Como solução, duas coisas devem acontecer. Não apenas a decisão do comitê de ética ser publicado, mas o indiciamento do senhor Garcia também [deve ser publicado], então fique claro quais era as acusações e como elas foram julgadas”, declarou o dirigente alemão ao site da revista Kicker. “Além disso, as áreas que não foram avaliadas no relatório e se isso se justificava deve ser publicado. Isso deve ser tornado público. É a única forma que a Fifa pode lidar com a completa perda de credibilidade”, continuou.

Se o relatório não for publicado, Rauball diz que as consequências podem ser sérias. “Se isso não acontecer e a crise não for resolvida de uma maneira que tenha credibilidade, será preciso avaliar se você está em boas mãos com a Fifa”, argumentou. “Uma opção que teria que ser seriamente considerada é que a Uefa deixe a Fifa”, afirmou o dirigente.

A ameaça pode soar como uma bravata, mas vindo de quem vem, é muito mais séria do que parece. Há alguns motivos para isso. Primeiro, a Bundesliga é um dos campeonatos com mais prestígio no mundo atualmente, com regras financeiras austeras e um calendário um pouco mais racional que a maioria das outras grandes ligas europeias – tem 18 times nas duas primeiras divisões, por exemplo, o que já faz ter menos jogos. A Copa do Mundo de 2022 tem ameaçado mudar todo o calendário internacional para que ela seja disputada em um período diferente do tradicional, junho e julho, quando as ligas europeias estão em férias, para acontecer em novembro/dezembro ou janeiro/fevereiro. Evidentemente, os clubes europeus não gostam da ideia e já manifestaram sua posição em relação a isso.

Além das ligas e dos clubes insatisfeitos com as mudanças, há também a insatisfação da Inglaterra por ter sido atacada pelo relatório da Fifa. Mais importante que isso, há ainda a insatisfação da Uefa como um todo. Os membros da entidade pedem que Blatter deixe o cargo de presidente da Fifa depois do atual mandato, que acaba em 2015. Michel Platini optou por não concorrer com o suíço nas próximas eleições porque esperava que Blatter não concorresse. A Uefa, então, procura um candidato de oposição para desbancar o suíço.

O francês Jérôme Champagne já se candidatou e o chileno Harold Mayne-Nicholls ainda avalia a possibilidade. No Congresso da Fifa em junho, pouco antes da Copa do Mundo no Brasil, diversos dirigentes pediram que Blatter deixasse o cargo quando o mandato terminasse. Não foram atendidos, porque Blatter vai mesmo concorrer a mais um mandato em 2015. Mais do que isso, a Fifa mudou as regras da disputa para dificultar que apareça um candidato contra o suíço.

Um dos que fez denúncias à investigação de Garcia, que foi ignorado, Bonita Mersiades, chefe de comunicações da candidatura da Austrália para a Copa do Mundo de 2022, foi contundente na sua avaliação sobre como a Fifa lidou com o caso. “É uma organização que, em termos de governança, é apenas uma farsa”, criticou Mersiades. “As únicas pessoas que se saíram bem no sumário do relatório publicado por Eckert é a Fifa. Ele diz que eles tomaram as decisões certas em respeito ao Catar e à Rússia e há até uma referência lá que Joseph Blatter geriu um maravilhoso processo. É quase como uma grande comédia”, afirmou ainda Mersiades.

Michel Platini apoiou Blatter na eleição presidencial da Fifa em 2011, mas ficou insatisfeito com a decisão do suíço de concorrer a um novo mandato em 2015, uma vez que ele mesmo esperava herdar o cargo. Com isso, Platini fez duras críticas a Blatter, à Copa de 2022 no Catar e à Fifa. A insatisfação de Platini, dos membros da Uefa, das ligas e dos clubes cria uma oposição forte à Copa de 2022 no Catar. Isso sem falar nas associações de jogadores, que já protestaram contra a possibilidade de jogar em temperaturas que beiram os 50°C. A pergunta agora é: até quando a Fifa manterá a Copa de 2022 no Catar, mesmo com tanta pressão contra de todos os lados?

Fonte: Trivela

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Fifa rejeita recurso sobre escolha das sedes das Copas de 2018 e 2022

Presidente da Fifa, Joseph Blatter anuncia Qatar como sede da Copa do Mundo de 2022 - AFP

16/12/2014

O comitê de apelação da Fifa considerou inadmissível o recurso do comitê de ética da entidade sobre a escolha das sedes das Copas do Mundo de 2018 e 2022. A decisão foi oficializada nesta terça-feira (16), e o órgão ainda orientou que responsáveis sejam punidos individualmente por irregularidades nos processos que definiram Rússia e Qatar como palcos dos eventos.

Em 13 de novembro de 2014, a câmara adjudicatória do comitê de ética da Fifa emitiu relatório de 42 páginas sobre o processo de escolha das sedes. O documento foi assinado por Hans Joachim Eckert, presidente do órgão, e concluiu que não houve irregularidades. Michael J. Garcia, presidente da câmara de investigação do mesmo comitê de ética, entrou com um recurso.

"O comitê de apelação da Fifa também lembra que o relatório feito pela câmara de investigação sobre o processo de candidatura das Copas de 2018 e 2022 não é um documento definitivo, em acordo com o artigo 68 do FCE [Código de Ética da Fifa, na sigla em inglês]. O texto tampouco cita violação de regra de pessoas acusadas e não contém nenhuma recomendação de sanção", escreveu a entidade, justificando a decisão tomada pela câmara adjudicatória.

Ainda de acordo com a Fifa, enquanto a câmara de investigação não apresentar uma versão definitiva e contundente do relatório, não há meios para encaminhar sanções previstas no FCE.

Fonte: UOL

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Copa América 2015: Dez curiosidades sobre o torneio de seleções mais antigo do mundo

Foto: Divulgação

14/12/2014

Saiba quem é o campeão com pior média de gols, o estádio que mais recebeu jogos, entre outros dados interessantes

Faltam menos de seis meses para a bola rolar no Chile. A Copa América de 2015 está próxima, e o site oficial da competição traz um especial para você, fã do futebol sul-americano.

A maior goleada. O treinador com mais jogos. O campeão com menor média de gols. Confira dez estatísticas curiosas sobre a maior competição entre seleções do continente.

1) 3,28 é a média de gols por partida (725 jogos disputados)

2) Sete confrontos se definiram em um jogo-extra:

a) Brasil 1 x 0 Uruguai, Rio de Janeiro, 1929
b) Brasil 3 x 0 Paraguai, Rio de Janeiro, 1922
c) Argentina 2 x 0 Brasil, Buenos Aires, 1937
d) Brasil 7 x 0 Paraguai, Rio de Janeiro, 1949
e) Paraguai 3 x 2 Brasil, Lima, 1953
f) Peru 1 x 0 Colômbia, Caracas, 1975
g) Paraguai 0 x 0 Chile, Buenos Aires, 1979

3) 2381 gols foram marcados na história da Copa América

4) O ano de 1927, no Peru, marcou a maior média de gols por jogo de uma edição: 6,17, resultado de 37 tentos em seis encontros

5) A média de gols mais baixa de um campeão foi do Brasil, em 1922 – exatos 2 tentos por jogo (22 em 11 jogos)

 6) 15 países jogaram pelo menos uma vez a Copa América: os dez times da Conmebol, mais México, Estados Unidos, Costa Rica, Honduras e Japão – em 2015, a Jamaica entrará neste grupo.

7) O Estádio Nacional de Lima, no Peru, recebeu o maior número de jogos da história do torneio: 76.

8) 12 a 0 é a maior goleada da história da Copa América, ocorrida em 1942, na vitória da Argentina sobre o Equador

9) Gols históricos

a) Primeiro gol - José Piendibene (Uruguai) vs. Chile, em 1916
b) Gol 100 - Juan Heguy (Uruguai) vs. Chile, 1922
c) Gol 500 - José Moreno (Argentina) vs. Equador, 1942
d) Gol 1000 - Enrique Hormazábal (Chile) vs. Equador, 1955
e) Gol 1500 - Nelinho (Brasil) vs. Argentina, 1975
f) Gol 2000 - Luis Hernández (México) vs. Costa Rica, 1997
g) 2381 (último gol do torneio) - Diego Forlán (Uruguai) vs. Paraguai, 2011

10) O argentino Guillermo Stábille é o treinador com mais jogos na competição: 44.

Fonte: CA2015

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...