Eliminatórias: MPRN pede suspensão da venda de ingressos para jogo do Brasil x Bolívia



24/09/2016

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), por meio da Promotoria do Consumidor, ajuizou Ação Civil Pública pedindo a suspensão da venda de ingressos para o jogo Brasil x Bolívia. De acordo com o documento, o sistema Pagseguro injustificadamente recusou o pagamento de milhares de compras efetuadas pelos consumidores esta semana quando abriram as vendas online.

Os ingressos dessas compras recusadas seriam colocados à venda na segunda-feira (26). Outro ponto dentro da ACP é que a empresa responsável pelas vendas online faça uma nova análise de todas as compras recusadas e somente deverão justificar a recusa.

Também consta no pedido liminar que as empresas rés encaminhem, no prazo de 48 horas, relação nominal de todos os consumidores e seus respectivos processos de compra que foram recusados, revisem todos os processos de compra que tiveram recusa injustificada no pagamento, e, em caso de novas recusas, que sejam apresentadas justificativas individualizadas, caso a caso, com a devida comunicação ao consumidor interessado. 

Por fim, consta um pedido de dano moral coletivo no valor de R$ 1 milhão a ser convertido ao Fundo Estadual de Defesa ao Consumidor, instituído pela Lei Estadual nº 6.872/97.

A Promotoria do Consumidor orienta ainda que os consumidores que tiveram a compra de ingresso cancelada ou recusada que encaminhem cópia da mensagem comunicando a recusa da compra, enviada por e-mail pela empresa PagSeguro para o endereço consumidor.natal@gmail.com, com a finalidade de  colaboração para levantamento de provas que possam melhor subsidiar o processo.

Veja aqui a íntegra da Ação Civil Pública ajuizada neste sábado (24):
  

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Eliminatórias: Programação da Seleção para Natal e Mérida

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

24/09/2016

Está definida a programação da Seleção Brasileira para as duas próximas rodadas das Eliminatórias Copa do Mundo Rússia 2018. A delegação se apresenta no dia 2 de outubro diretamente no Hotel Ocean Palace, local da concentração da equipe em Natal, Rio Grande do Norte. Os jogadores que atuam na Europa chegam no dia seguinte.

Na segunda-feira, o técnico Tite comanda o primeiro trabalho na Arena das Dunas, às 18h. O atendimento à imprensa será realizado depois da atividade.

Nos dois dias seguintes, terça e quarta-feira, o treinamento será novamente na Arena das Dunas, palco de Brasil x Bolívia no dia 6 de outubro. O treino começará às 17h, com atendimento à imprensa logo após o término da atividade.

Brasil e Bolívia se enfrentam na Arena das Dunas, na quinta-feira (6), às 21h45. No dia seguinte ao duelo não haverá atividade, mas a delegação seguirá em Natal.

Já no sábado, a Seleção Brasileira voltará a treinar na Arena das Dunas, novamente às 17h, com atendimento à imprensa logo depois. 

No domingo, dia em que a delegação embarca para a Venezuela, o técnico Tite ainda comanda uma atividade pela manhã na Arena das Dunas. O treinamento está marcado para as 9h30. À tarde, o time segue para Mérida, em voo fretado, às 15h. A chegada à cidade venezuelana está prevista para as 21h25 (22h25 de Brasília).

O Brasil realizará um treinamento no palco do confronto com a Venezuela, o Estádio Metropolitano, na véspera da partida. A atividade começará às 17h (18h de Brasília), novamente com atendimento à imprensa logo após.

A partida contra a Venezuela, no Estádio Metropolitano, em Mérida, começa às 20h30 (21h30 de Brasília). 

Do Aeroporto El Vigia, às 2h (3h de Brasília), a delegação deixa a Venezuela rumo ao Brasil. A chegada ao Aeroporto Internacional de Guarulhos está prevista para as 11h50. 

Confira a programação da Seleção para Natal e Mérida:

Clique na imagem para ampliá-la
Fonte: CBF

Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

Eliminatórias: Arena das Dunas lotada para Brasil x Bolívia

Créditos: Fernando Torres / CBF

24/09/2016

A Seleção Brasileira contará com o apoio total da torcida no jogo contra a Bolívia, no dia 6 de outubro, pela 9ª rodada das Eliminatória da Copa do Mundo FIFA Rússia 2018. Os ingressos para a partida do Brasil na Arena das Dunas, em Natal (RN), estão esgotados.

Nesta quinta-feira (22), os 31 mil bilhetes colocados à venda pelo site foram adquiridos em menos de oito horas. Na próxima segunda (26), haverá outra chance para a compra, pois os ingressos que não têm o pagamento concluído voltam ao sistema e são colocados, novamente, à venda.

Fonte: CBF

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Copa 2018: Mutko vence eleição e segue presidente da União Russa de Futebol



25/10/2016

O ministro do Esporte do país enfrentava duras críticas de treinadores e da imprensa local, mas venceu a eleição neste fim de semana

Vitaly Mutko garantiu neste sábado mais quatro anos como presidente da União Russa de Futebol (RFU, na sigla em inglês). O ministro do Esporte do país enfrentava duras críticas de treinadores e da imprensa local, mas venceu a eleição neste fim de semana e garantiu a sequência no comando até 2020.

Mutko recebeu 266 votos neste sábado, contra 142 de seu adversário, o ex-técnico da seleção nacional e do CSKA Moscou Valery Gazzaev. Este será o terceiro período do dirigente à frente da entidade e lhe garantiu o comando da mesma durante a realização da Copa do Mundo de 2018 no país.

"Não foi fácil a decisão de me candidatar para a presidência novamente. O ano passado foi muito difícil para mim. No entanto, em um curto espaço de tempo, nós conseguimos consolidar coisas e começar a mover para frente", declarou após sua vitória ser anunciada.

Mutko comandou a RFU de 2005 a 2009 e voltou ao poder no ano passado, depois que o presidente Nikolay Tolstykh foi retirado do cargo. Sua reeleição neste sábado foi bastante criticada no país, uma vez que a seleção russa atravessa péssima fase no futebol e vive uma grave crise financeira na modalidade.

"Você sabe, a situação do futebol russo é difícil, nós esperamos certos problemas. Esta é uma crise, todo mundo tem seus próprios pensamentos sobre isso. É impossível não ver o fato que o futebol russo tem grande potencial e possibilidades, mas estes não estão sendo realizados", opinou.

Também houve críticas sobre um possível conflito de interesses, uma vez que o presidente acumula o cargo de ministro do Esporte do país. Gazzaev, aliás, garantiu que Mutko só foi reeleito porque coagiu as federações do país a votarem nele.

"Eu sei que o Ministério do Esporte forneceu seus recursos administrativos com força total e que a atual direção da RFU está pressionando vocês", disse Gazzaev em entrevista diante dos dirigentes das federações. "Eu entendo perfeitamente que alguns de vocês poderiam perder seus empregos", completou. Mutko negou as acusações.


Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

Rússia inicia votação para escolha do Mascote da Copa de 2018

Show de luzes atraiu muita gente para o evento realizado pela Fifa em Moscou
Foto: Sergei Karpukhin/Reuters

24/09/2016´

Russos deverão decidir entre um tigre, um lobo e um gato para ser o símbolo do Mundial que começa daqui a dois anos

Em um belo espetáculo de luzes em um dos prédios mais conhecidos de Moscou, da Universidade Federal da Rússia, o país apresentou três mascotes para a Copa do Mundo 2018. A população poderá escolher pela internet qual será o vencedor.

Os russos foram apresentados a um tigre, um lobo e um gato, que foram criados após uma pesquisa com 51 mil jovens do país. O mascote oficial será conhecido no dia 21 de outubro.

“Desde o início convidamos o público russo para nos dizer quais eram seus personagens favoritos. Depois pedimos para talentos locais nos enviarem desenhos. Mas uma vez voltamos a convidar os russos, agora para decidir qual será o mascote oficial da Copa 2018”, disse Fatma Samoura, secretária geral da Fifa.

Os três desenhos finalistas foram criados por estudantes de arte e design de diferentes partes da Rússia, com uma curiosidade: as três são mulheres. Ekaterina Bocharova, da Sibéria, fez o lobo. Valeria Taburenko, de São Petersburgo, criou o tigre, e Sofia Podlesnykh, de Novgorod, desenhou o gato.

Apesar do tempo ruim, o evento foi acompanhado por muita gente na capital russa, que ficaram muito impressionados com os trabalhos e deram uma resposta positiva.

Fonte: Band

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Uruguaio ex-técnico do Internacional é anunciado pela seleção do Catar



24/09/2016

A Federação de Futebol do Catar anunciou neste sábado a contratação do uruguaio Jorge Fossati, de 63 anos, ex-Internacional, como novo técnico da seleção do país.

O chefe de imprensa da federação, Ali Salat, confirmou a contratação à Agência Efe e ressaltou que com Fossati o Catar espera se classificar para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

"Trabalhamos há muitos anos com ele. É um treinador muito apreciado por aqui, já esteve na seleção. Portanto, esperamos que ele possa nos classificar para a Rússia antes de sermos sede do Mundial de 2022", disse Salat, citando a passagem de Fossati como técnico da seleção do Catar entre 2007 e 2008.

O uruguaio, que comandava o Al Rayyan, atual detentor do título do Campeonato Catariano, chega ao banco de reservas da seleção após a saída de seu compatriota José Daniel Carreño.

"O Catar é um país muito especial para mim e se sou pedido para dirigir a seleção, eu não poderia dizer não", afirmou Fossati.

Na sua primeira passagem pela seleção, Fossati levou o Catar até a terceira fase das Eliminatórias Asiáticas para a Copa do Mundo de 2010, mas teve que deixar a equipe por problemas de saúde.

O objetivo de agora é o mesmo do que o de oito anos atrás: classificar o país para sua primeira Copa do Mundo antes de ser sede do Mundial de 2022.

Fonte: Terra

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Vovós de Buranovo apresentam música-tema da Copa de 2018

Integrantes de grupo garantem que sabem “dançar, cantar e jogar futebol" Foto:Reuters

24/09/2016

Grupo folclórico ficou conhecido por conquistas no Eurovision-2012. Onze cidades do país sediarão campeonato esportivo daqui pouco menos de dois anos.

O grupo folclórico Buránovskie Bábuchki (Vovós de Buranovo) apresentou esta semana um vídeo para a música “Olê, Olá”, dedicada à Copa do Mundo de 2018.

A gravação foi feita no estádio Metallurg, em Samara, antes da sétima rodada de partidas do campeonato russo.

“Deixem-nos felizes com seus gols, as vovós estão com vocês, e quem estiver em silêncio cante junto com a gente”, diz a canção.

Os nomes das 11 cidades russas que sediarão o evento esportivo também são mencionados no decorrer da música.

As quatro vovós de Buranovo, na Udmúrtia (1.200 km a leste de Moscou), ficaram famosas após conquistar o segundo lugar no concurso musical Eurovision em 2012.

Nascidas entre 1935 e 1968, as integrantes do grupo afirmaram durante o evento que não sabem só cantar e dançar, mas também jogar futebol.


Publicado originalmente pelo jornal Rossiyskaya Gazeta

Fonte: Gazeta Russa

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Seleção feminina de futebol enfrenta Costa Rica na Arena da Amazônia em dezembro

Foto: Divulgação/CBF

22/09/2016

Torneio Internacional de Manaus vai sediar oito partidas de futebol feminino. Todos os jogos serão em dezembro, na Arena da Amazônia

A seleção feminina de futebol enfrentará a Costa Rica no próximo dia 7 de dezembro, na Arena da Amazônia, em Manaus, pelo Torneio Internacional de Manaus. A informação foi divulgada nesta terça-feira (20) pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Em seguida, a equipe enfrenta a Rússia (11 de dezembro) e a Itália (14 de dezembro).

A competição é um quadrangular em que as quatro seleções se enfrentam, as duas melhores colocadas fazem a final, e as duas com menos pontuação decidem o terceiro lugar. Todos os confrontos serão na Arena da Amazônia.

O Brasil é hexacampeão da competição que é disputada desde 2009. A única edição em que a Seleção não ficou com o título foi em 2010, quando o Canadá sagrou-se campeão. Em 2009, 2010, 2011 e 2012, o Torneio foi realizado em São Paulo, em 2013 e 2014, foi em Brasília e, em 2015, em Natal.

Confira a tabela completa: 

7 de dezembro (quarta-feira)

Rússia x Itália
Brasil x Costa Rica

11 de dezembro (domingo)

Itália x Costa Rica
Rússia x Brasil

14 de dezembro (quarta-feira)

Costa Rica x Rússia
Brasil x Itália

18 de dezembro (domingo)

Disputa pelo terceiro lugar

Final


Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Eliminatórias: Frasqueirão será a casa da Seleção Brasileira durante passagem por Natal



22/09/2016

O duelo entre Brasil e Bolívia na Arena das Dunas, no dia 6 de outubro, será apenas o ápice da passagem da seleção por Natal. É que o time canarinho permanecerá durante uma semana na capital potiguar, segundo o presidente da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF), José Vanildo. O cronograma da CBF prevê que a equipe permaneça em solo potiguar entre os dias 3 e 9 de outubro. 

Natal já começa a vivenciar esse momento. Uma reunião será realizada na Arena das Dunas nesta quinta-feira, às 10h, entre integrantes da federação local e da confederação para definir as pendências do jogo, como preço e locais de venda dos ingressos, logística e segurança do evento. 

O que já está definido é que a equipe comandada pelo técnico Tite fará toda a preparação para o embate contra a seleção boliviana no estádio Frasqueirão. A informação também foi confirmada ao NOVO pela assessoria do Alvinegro. Na terça-feira passada (13), uma equipe de análise da CBF fez uma vistoria no estádio nos moldes do que aconteceu às vésperas da Copa do Mundo pela Fifa.

E, mesmo depois do jogo na Arena das Dunas, a seleção seguirá em Natal. A intenção da comissão técnica brasileira é de que parte dos treinamentos para o jogo contra a Venezuela, fora de casa, que será no dia 11, também aconteça no estádio Frasqueirão. “Natal será a capital do mundo nestes dias”, comemorou o presidente da FNF, José Vanildo.

Antes dos trabalhos nas quatro linhas, a parte burocrática ainda toma conta do dia a dia. A reunião de hoje entre membros da CBF, FNF e Arena das Dunas irá tratar de “tudo relacionado ao jogo”, segundo explicou José Vanildo.

“Vamos discutir questões de ordem de segurança e todos os trabalhos que serão realizados para permitir o confronto. É algo que agrega tudo relacionado à partida”, sintetizou. 

A equipe que chegará a Natal será comandada por Manoel Flores, diretor de competições e membro forte da CBF. Mas já na terça-feira passada, Arena das Dunas e Frasqueirão foram avaliadas por uma equipe técnica da Confederação. “As visitas foram para uma avaliação de qualidade”, resumiu o presidente José Vanildo. 

Segundo a assessoria do ABC, uma parte da grama do estádio Frasqueirão foi levada pela equipe técnica da CBF para saber as reais condições de jogo, além de servir como base para a medição da altura do gramado, que tem um padrão para a delegação canarinho. Os tamanhos das traves, do campo e os vestiários também foram alvos de análises.

O que mais interessa ao torcedor potiguar é saber quanto custará o ingresso da partida entre Brasil e Bolívia, dia 6 de outubro, na Arena das Dunas. Essas informações, segundo a FNF, serão detalhadas também na reunião que acontece hoje na Arena das Dunas. O presidente, no entanto, antecipou quanto pode ser cobrado nas entradas. 

“O que eu posso dizer, por enquanto, é que não será nenhum show de Wesley Safadão e nem de Marília Mendonça”, comparou em contato telefônico com a reportagem do NOVO.

De acordo com o dirigente, a tendência é de que, em média, os ingressos custem cerca de R$ 200. “Esse não é o preço mais baixo ou mais alto. É a média. Deve girar em torno de 200 reais”, explicou.

Na última rodada das eliminatórias, em que o Brasil enfrentou a Colômbia na Arena da Amazônia, os ingressos mais baratos custaram R$ 220 (inteira) e R$ 110 (meia), na arquibancada superior. Na inferior, os ingressos chegaram a R$ 260 e nos camarotes os preços variaram de R$ 300 a R$ 400.

A tendência é de que a média de preços se mantenha – ou até cresça. Isso porque a Arena da Amazônia tem capacidade para cerca de 45 mil torcedores. Em Natal, a Arena das Dunas comporta pouco mais de 31 mil, o que deve dificultar a busca por ingresso e pode alterar o preço cobrado.

Fonte: Novo Jornal

Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde

Eliminatórias: Venda de ingressos para Brasil x Bolívia

Créditos: arenadunas.com.br

22/09/2016

As vendas de ingressos para o jogo da Seleção Brasileira em Natal (RN) começam às 10h desta quinta-feira (22), exclusivamente no site www.cbf.com.br/ingressoseliminatorias. Nos pontos físicos, os torcedores podem comprar a partir do próximo dia 29. A bola vai rolar para Brasil x Bolívia às 21h45 do dia 6 de outubro, na Arena das Dunas.

O duelo com os bolivianos vale pela 9ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018. Todos os ingressos terão lugar marcado. Confira todos os detalhes!

BRASIL X BOLÍVIA - INGRESSOS

SITE (10h de 5ª feira, 22 de setembro)



PONTOS DE VENDA FÍSICA EM NATAL (10h de 5ª feira, 29 de setembro)

Bilheteria da Arena das Dunas: Avenida Prudente de Morais, 5121 - Lagoa Nova (segunda a domingo, das 10h às 18h)

Loja SportMaster – Shopping Midway Mall: Avenida Bernardo Viera, Loja 248 - Tel.: (84) 3204-3338 (Segunda a domingo, das 10h às 22h)

Loja SportMaster – Natal Shopping: Avenida Salgado Filho, Loja 240 - Tel.: (84) 3207-9363 (segunda a domingo, das 10h às 22h) 

* Formas de pagamento: dinheiro, cartões de débito e de crédito (2x)


VALORES

Arquibancada Inferior (Norte ou Sul)
R$ 150 (inteira)
R$ 75 (meia)

Arquibancada Superior (Leste ou Oeste)
R$ 170 (inteira)
R$ 85 (meia)

Arquibancada Inferior (Leste ou Oeste)
R$ 220 (inteira)
R$ 110 (meia)

Setor Premium (área exclusiva no setor inferior leste COM serviços de alimentos e bebidas incluídos)
R$ 300 (apenas inteira disponível)

Setor VIP (área exclusiva no setor inferior oeste, COM serviços de alimentos e bebidas incluídos)
R$ 350 (apenas inteira disponível)

Camarotes de 18 a 30 lugares (setor inferior oeste ou mezanino oeste, COM serviços de alimentos e bebidas incluídos)

R$ 400 por assento* (apenas inteira disponível)

* Venda apenas em lote fechado.

Camarote Villa Mix

R$ 350 (apenas inteira disponível)

Serviços: Camisa exclusiva do camarote; espaço exclusivo com lounge; entrada exclusiva; serviço incluso de bebidas (open bar de whisky, vodka, cerveja e refrigerante); DJ e shows da Banda Eva e da dupla Pedro & Benício.

Fonte: CBF

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Seleção Brasileira: Taison convocado para o lugar de Douglas Costa

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

22/09/2016

O atacante Taison, do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, foi convocado pelo técnico Tite para os dois próximos compromissos da Seleção Brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, contra Bolívia, no dia 6 de outubro, e Venezuela, no dia 11.

Taison substituirá Douglas Costa, do Bayern de Munique, desconvocado após ter confirmada uma lesão muscular na coxa direita.

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Artigo: O legado da Revolução Farroupilha e o processo penal



20/09/2016

Por: Daniel Kessler de Oliveira
  
Como o Canal Ciências Criminais é um veículo de alcance nacional, é necessário um breve introito para justificar o título e a coluna. No dia de amanhã, 20 de setembro, o Rio Grande do Sul comemora a data da Revolução Farroupilha, sendo feriado no estado e mais um bom motivo para o cultivo das tradições gauchescas.

Assim, imbuído neste espírito escrevo a presente coluna.

Como tudo no Rio Grande do Sul, esta data está longe de ser uma unanimidade, pois muitos criticam a sua comemoração por celebrar uma guerra perdida, por comemorar batalhas onde muitas vidas foram exterminadas, dentre tantos outros argumentos extremamente pertinentes.

Pois bem, não tenho aptidão para realizar qualquer reflexão histórica, nem ousaria fazer, com isto, já fica a advertência e o prévio pedido de desculpas por eventuais excessos ou omissões.

No entanto, esta data representa para grande parte do povo gaúcho a celebração de suas tradições, de expressão do orgulho de um povo que, historicamente, sempre se portou como questionador, como aguerrido, como capaz de lutar pelos seus ideais, a quem a vitória ou a derrota podem acontecer, mas sempre serão precedidas de lutas e de uma entrega verdadeira.

Ainda que na prática muitos destes valores tenham se perdido, o 20 de setembro sempre reaviva esta chama em cada coração gaúcho.

Mas o que este debate pode importar para as Ciências Criminais?

Dentre inúmeros episódios ocorridos durante a Revolução Farroupilha e muitos nomes que ali se revelaram, temos que as lutas de Honório Lemes, se assemelham a ideais ainda hoje buscados.

Atribui-se a ele a frase: a liberdade não se implora de joelhos, que deve inspirar todos aqueles que corajosamente labutam na advocacia criminal e devem buscar de cabeça erguida o enfrentamento de um Estado, muitas vezes, arbitrário.

Estamos suprimindo direitos e garantias individuais em nome de argumentos utópicos e utilitaristas, o “bem comum”, a “segurança pública”, o “interesse social” e mais uma série de jargões reducionistas revelam uma prática cada vez mais autoritária do ente público.

A associação ilógica entre defesa de direitos e a impunidade separam de forma maniqueísta a sociedade e colocam os advogados do “lado de lá”, na defesa “deles” na luta contra “nós”.

Como todo pensamento totalitário ele necessita de práticas que cativem o senso comum e que retirem as amarras do poder estatal, que, afinal, fará tudo para a defesa do “justo”, para o restabelecimento da “ordem”.

Os exemplos históricos parecem não ter sido bastante para aprendermos aquilo que ZAFFARONI (1995, p. 81) há muito nos adverte:

"A mais elementar experiência institucional demonstra que sempre que há poder sem controle opera-se o abuso de poder."

Não há poder legítimo que desconheça limites e, por estes limites, que devemos lutar, de cabeça erguida, sem ajoelharmo-nos perante aqueles que tentem sob as vestes de uma pseudo justiça, desrespeitar direitos e garantias individuais.

Em tempos de protagonismos judiciais, onde fins justificam os meios e o Judiciário desconhece os limites a ele impostos pela legislação e pela própria Constituição Federal, não é de se estranhar que os “direitos humanos” passem a receber trato pejorativo e vinculados a defesa do crime e do criminoso.

Os limites impostos pela própria linguagem desapareceram e a filosofia da consciência volta a imperar em pleno século XXI, onde ao intérprete é possível dizer o que bem entender sobre qualquer coisa, desde que se justifique por algum “fim” vendido como justo, será motivo de aplausos e delírios sociais.

Não há exercício hermenêutico que explique o protagonismo de se aplicar apenas a lei que lhe serve, de interpretar um texto normativo desconectado dos princípios que o informam e, pior, invocar “princípios” para se fazer o que bem entende com o texto normativo.

Alguns atores judiciais estão trajando vestes de heróis do povo e o povo está aquiescendo com estas práticas, olvidando-se que superheróis são privilégios de obras de ficção e os superpoderes que outorgamos a alguém hoje, podem nos custar muito caro amanhã.

Vivemos iludidos pelo espírito de um filme ficcionista onde o mocinho precisa pegar o bandido, mas a lei impede, as burocracias fazem com que o bandido siga impune, enquanto o Mocinho não consegue prendê-lo, mesmo que todos os espectadores saibam quem é culpado.

Aí o que o Mocinho faz? Age pela “justiça” e negando a lei, por ter convicção na culpa do bandido o prende mesmo assim ou o mata e o filme termina com ele (mocinho) sangrando, sujo, talvez com uma explosão o fundo e nos braços da mocinha. The End. Final feliz.

Estamos acreditando nisto! Com a diferença de que aqui é vida real, aqui não estamos todos olhando um filme e sabendo quem é o “bem” e quem é “mal”.

Acreditarmos que alguma pessoa ou alguma instituição é digna de um grau de confiança que despreze os limites ao seu poder é abrir as portas para a arbitrariedade, é aceitar o abuso que hoje até pode me estar sendo interessante, mas que representa o rompimento de uma barreira que não mais será erguida e que pode, num futuro próximo, me cobrar um preço muito alto.

Todos queremos combater a criminalidade, combater a corrupção e ter uma sociedade mais segura, mas isto não se consegue exterminando direitos fundamentais.

Não há possibilidade de estruturação de um Estado Democrático e de uma nação justa, quando a lei não disser mais nada. Quando o texto legal for um mero instrumento suscetível a vontade do intérprete.

Por isto, um motivo de orgulho neste 20 de setembro é a força para lutar por aquilo que moveu Honório Lemes, que hoje estampa a sua lápide na cidade de Rosário – RS e que foi a sua luta:

"Quero leis que governem homens e não homens que governem leis."

REFERÊNCIAS

ZAFFARONI, Eugênio Raul. Poder Judiciário: Crises, acertos e desacertos. Trad: Juarez Tavares. São Paulo, Revista dos Tribunais, 1995. 

As opiniões externalizadas nos artigos veiculados no portal são de responsabilidade exclusiva de seus autores, não representando, necessariamente, o posicionamento do Canal Ciências Criminais sobre a temática abordada.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...