ACAMPAMENTO FARROUPILHA PORTO ALEGRE 2014 - PIQUETES







Fotos: Carlos Nascimento
Local: Porto Alegre - Rio Grande do Sul



ACAMPAMENTO FARROUPILHA PORTO ALEGRE 2014 - MASTROS







Fotos: Carlos Nascimento
Local: Porto Alegre - Rio Grande do Sul



ACAMPAMENTO FARROUPILHA PORTO ALEGRE 2014











Fotos: Carlos Nascimento
Local: Porto Alegre - Rio Grande do Sul



ACAMPAMENTO FARROUPILHA PORTO ALEGRE 2014 - MONTAGEM









Fotos: Carlos Nascimento
Local: Porto Alegre - Rio Grande do Sul


Câmara Temática de Meio Ambiente divulga documento sobre a Copa

31/08/2014

A Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Copa 2014 (CTRMAS-RS) integrou conjunto de nove Câmaras Temáticas implantadas no Estado (Comitê Gestor da Copa do RS) e em nível  nacional. Entre as atribuições, estão promover iniciativas referentes ao meio ambiente e à sustentabilidade, por parte do setor público, em especial Estado e Município de Porto Alegre, e da iniciativa privada, para preparação e execução da Copa do Mundo de Futebol, e administração do seu legado de obras e serviços.

Da Câmara Temática participam órgãos do setor público estadual (RS), agências regionais de órgãos federais, órgãos municipais de Porto Alegre, municípios do Estado, Universidades, entidades da iniciativa privada e organizações não governamentais, ligadas ou interessadas no tema.

Foi elaborado documento com o resumo do trabalho realizado pela Câmara Temática. O material está organizado em oito áreas:

1) PARQUES
2) BRASIL ORGÂNICO E SUSTENTÁVEL
3) SUSTENTABILIDADE DO ESTÁDIO E DOS CTSs
4) GESTÃO DE RESÍDUOS
5) MUDANÇA CLIMÁTICA
6) TURISMO SUSTENTÁVEL
7) COMPRAS SUSTENTÁVEIS
8) EDUCAÇÃO AMBIENTAL

Para acessar o relatório, clique aqui. 



Putin descarta reduzir sedes da Copa do Mundo de 2018

Vladimir Putin não vai reduzir o número de sedes da Copa do Mundo 
na Rússia em 2018 Foto: Divulgação
31/08/2014

Diante dos problemas que enfrentou na preparação para a Copa realizada no Brasil, Joseph Blatter chegou a dizer que duas das 12 arenas planejadas poderiam ser cortadas

Apesar da pressão da Fifa, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, descartou nesta sexta-feira a possibilidade de reduzir o número de sedes da Copa do Mundo de 2018. Ao todo, 12 estádios em 11 cidades russas - serão dois na capital Moscou - estão previstos para receber jogos da competição.

Diante dos problemas que enfrentou na preparação para a Copa realizada no Brasil, com atrasos nas obras dos estádios, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, chegou a dizer no mês passado que duas das 12 arenas planejadas para receber o Mundial na Rússia poderiam ser cortadas da programação do evento.

Mas Putin já rechaçou a possibilidade. Segundo o presidente, o governo russo discutiu essa questão e "tomou a decisão de não reduzir" o número de sedes. Assim, mesmo com a pressão da Fifa para fazer cortes e diminuir o tamanho da empreitada, a Copa de 2018 será realizada em 12 estádios.

Também nesta sexta-feira, Putin foi perguntado sobre uma possível represália à Rússia, por causa das tensões políticas provocadas pela ação do país no conflito da Ucrânia. Ao ser questionado se a situação poderia custar até o direito de sediar a Copa de 2018, ele respondeu: "Espero que não".



Zúñiga é convocado por Pekerman e irá reencontrar Neymar em amistoso

Momento em que Zúñiga atinge Neymar (Foto: Odd Andersen/AFP)

31/08/2014

Lista da seleção colombiana para o amistoso contra a Seleção Brasileira foi confirmada com a presença do zagueiro do Napoli. Novidade é a volta do atacante Falcao García

O técnico José Pekerman anunciou os 24 jogadores convocados da seleção colombiana que irá enfrentar o Btasil. O zagueiro Zúñiga, do Napoli, foi chamado e irá reencontrar Neymar. O defensor foi o responsável pela joelhada nas costas, que tirou o atacante da Copa do Mundo na partida entre as duas seleções pelas quartas de final.

Destaque para o retorno de Falcao García, que esteve fora da Copa por causa de uma lesão. O artilheiro do Monaco voltou em grande estilo, marcando gols embora a sua equipe tenha iniciado com duas derrotas no Campeonato Francês.

Outro nome de destaque da lista de Pekerman foi o meia James Rodríguez, recentemente contratado pelo Real Madrid. Brasil e Colômbia se enfrentarão no próximo dia 5 de setembro, no Sun Life Stadium, em Miami, nos Estados Unidos.

Confira a relação colombiana:

Goleiros: Ospina (Arsenal/ING) e Vargas (Santa Fé)

Defensores: Zapata (Milan/ITA), Balanta (River Plate/ARG), Valdés (Philadelphia Union/EUA), Armero (Milan/ITA), Zúñiga (Napoli/ITA) e Santiago Arias (PSV/HOL)

Meio-campistas: Carbonero (Cesena/ITA), Aguilar (Toulous/FRA), Quintero (Porto/POR), Carlos Sánchez (Aston Villa/ING), Mejía (Atlético de Madrid/ESP), Cuadrado (Fiorentina/ITA), Ibarbo (Cagliari/ITA), Muriel (Udinese/ITA), Guarín (Internazionale/ITA), James Rodríguez (Real Madrid/ESP) e Aldo Ramírez (Atlas/MEX)

Atacantes: Falcao García (Monaco/FRA), Jackson Martínez (Porto/POR), Bacca (Sevilla/ESP), Adrián Ramos (Borussia Dortmund/ALE) e Teo Gutiérrez (River Plate/ARG).

Fonte: Lancenet



Pós-Copa traz oportunidades econômicas e de avanço político para o Brasil

Torcida holandesa na estação da Luz, em São Paulo; o mundo veio ao Brasil e gostou
Foto: Luís Augusto Simon/UOL

31/08/2014

Com o mundo morrendo de amores pelo que aconteceu no Brasil desde 12 de junho, o país sai com a imagem valorizada aos olhos de boa parte do planeta. Se a seleção deu vexame, a organização do Mundial de futebol não decepcionou.

Não houve caos aéreo, apagão, falta de internet nos estádios ou problemas de segurança. Se o sucesso do evento não vai resolver os problemas de logística do Brasil, nem baixar os custos de produção, cria oportunidades econômicas em diversos setores que deveriam ser aproveitadas. É o que afirmam especialistas ouvidos pelo UOL Esporte sobre o que a Copa poderá deixar como legado para o Brasil do ponto de vista econômico. 

De acordo com Marcelo Proni, diretor associado do Instituto de Economia da Unicamp (Universidade de Campinas), entre as possibilidades que surgem para o país com a Copa estão o fechamento de acordos bilaterais e a atração de novos investimentos. Segundo ele, isso é possível porque o torneio transcorreu sem violência, caos em aeroportos ou falta de organização. A lembrança que fica é de um país alegre e que recebe bem os visitantes.

Proni diz que a hospitalidade brasileira era conhecida dos estrangeiros, mas a capacidade de realizar e a existência de uma infraestrutura mínima são as "novidades" que reforçam a posição nacional. "O efeito é maior entre europeus e americanos, porque os latino-americanos já conheciam a realidade brasileira. Cabe aos diplomatas do Itamaraty capitalizar a atenção voltada para o país neste mês", afirma o pesquisador, que é autor do livro "A Metamorfose do Futebol" e de vários artigos sobre economia do esporte.

O professor diz também que o Mundial valorizou a "marca" Brasil, e isto pode significar ganhos principalmente para setores econômicos que lidam com a brasilidade, porque a aceitação para o país está em alta. "Não vai fazer vender mais minério de ferro, soja ou laranja. Mas se você tem uma empresa de frutas tropicais ou do setor de moda, pode explorar o sucesso da Copa. Os fabricantes de biquínis brasileiros são um exemplo de quem pode sair ganhando".

Finalmente, Proni observa que as associações de empresários também devem agir para aproveitar o ganho de imagem gerado pela Copa. Esta lógica se aplica especialmente ao turismo, setor que teria as melhores perspectivas no período pós-Mundial.

Para Marustschka Moesch, professora do Centro de Excelência em Turismo da UnB (Universidade de Brasília), em um primeiro momento, o turismo será beneficiado pela propaganda boca a boca, marketing muito mais eficaz do que qualquer campanha.

Ela ressalta que o Brasil não pode ignorar os países da América Latina. "Vale lembrar que houve uma invasão de torcedores da América do Sul e do México. Este público tem interesse em conhecer o país, e irá ouvir coisas boas de quem veio para cá", destaca. Além disso, o Brasil tem maiores condições de atrair o turista do subcontinente latino-americano do que o de outras partes do mundo. "Os europeus viajam muito dentro do próprio continente, e os americanos, para o Caribe", diz a professora.

Além dos ganhos econômicos, há outras vantagens que podem advir da experiência, sob a ótica da sociologia. De acordo com Max Rocha, professor e pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Pesquisa sobre Futebol e Modalidades Lúdicas da USP (Ludens), o futebol funcionou como instrumento de incentivo de discussão dos problemas brasileiros. Por isso, a população sai mais politizada da Copa.

O professor ressalta que os protestos que antecederam o Mundial ajudaram a consolidar movimentos sociais como Passe Livre, MTST (movimento dos sem-teto) e Comitê Popular da Copa. Ele avalia que a politização do evento faz a largada das eleições ter as digitais do torneio de futebol. Mas este cenário se aplica em um primeiro momento, e não há certezas que continuará até o dia da votação.

Apontada por todos como crucial para evolução do futebol brasileiro, a reforma na administração da modalidade é considerada pouco provável pelo pesquisador do Ludens. Rocha explica que é impensável qualquer alteração enquanto a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) estiver no controle do esporte no país, em virtude da estrutura arcaica que teria a entidade.

Rocha declara também que a Copa pode aproximar o Brasil dos outros países da América Latina. "Este intercâmbio é pequeno por questões de ocupação de território, o país ser voltado para o litoral e vinculado à Europa. Mas a 'invasão' de colombianos, argentinos, chilenos, mexicanos e outros pode estreitar os laços".

Fonte: UOL


37ª Expointer é aberta com a marca da qualidade

O governador Tarso Genro abriu oficialmente a 37ª edição da Expointer neste sábado  
Foto: Alina Souza/Palácio Piratini

31/08/2014

A 37ª Expointer foi aberta oficialmente na manhã deste sábado, dia 30. Nesta edição, a maior feira do agronegócio da América Latina apresenta diversas melhorias, resultantes dos investimentos realizados no Parque de Exposições Assis Brasil desde 2011, no valor de R$ 12 milhões. A "Expointer da qualidade", assim definida pelo governador do Estado, Tarso Genro, reflete o desempenho da agricultura gaúcha, que registrou as maiores safras históricas nos últimos três anos, bem como o crescimento de vários outros segmentos do setor primário.

"Esta Expointer revela o resultado de uma profunda transformação que o parque recebeu, em uma articulação do Governo do Estado com produtores, agricultores, pecuaristas e entidades", afirmou o governador durante a solenidade de abertura dos portões. Tarso estava acompanhado do prefeito de Esteio, Gilmar Rinaldi, do secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Claudio Fioreze, e do subsecretário do Parque de Exposições Assis Brasil, Adeli Sell, entre outras autoridades.

Neste ano, uma nova estrutura equipa o parque Assis Brasil. Foram feitas obras de contenção de alagamentos, há 111 lugares para camping e um novo lavatório para o gado. As redes elétrica e de abastecimento de água foram reformadas, as esferas-símbolo do parque foram pintadas, e todo o local foi cercado.

Conforme o secretário da Agricultura, a expectativa quanto aos resultados deste ano é positiva. Segundo ele, a feira deve atingir o mesmo volume financeiro de 2013, de R$ 3,29 bilhões em negócios, entre animais, máquinas agrícolas, artigos da agricultura familiar e artesanato. O secretário afirmou ainda que a conjungação de fatores da Expointer aponta para bons resultados: "O Rio Grande do Sul terá novamente uma grande safra, os preços estão favoráveis para a agricultura e pecuária, há políticas de crédito de longo prazo, e as indústrias de máquinas estão cada vez mais avançadas".

De acordo com presidente do Sindicato das Indústrias de Máquinas e Implementos Agrícolas (Simers), Claudio Bier, uma das principais conquistas da Expointer 2014 é a obra que evitará alagamentos junto ao Arroio Esteio. "Felizmente superamos esse problema histórico e devemos ter um ambiente ainda mais favorável para manter a expectiva de grandes negócios", comemorou.

O governador destacou ainda a evolução da qualidade na agricultura e pecuária gaúchas, aliadas à cooperação e que estão concentradas no conjunto de atividades da feira. "Esta Expointer faz a síntese do trabalho comum do governo com a sociedade civil, com os produtores de todos os tamanhos e origens revelados nesta magnifíca demonstração de exuberância", disse.

Após a abertura dos portões, o governador e comitiva visitaram estandes e conversaram com expositores.
A 37ª Expointer é uma realização do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, com promoção do Sistema Farsul, Febrac, Fetag-RS, Sistema Ocergs-Secoop/RS, Simers e Prefeitura Municipal de Esteio.

Fonte: Expointer


FIFA lança projeto de pesquisa sobre saúde mental

© FIFA.com

30/08/2014

A FIFA acaba de lançar uma nova área de pesquisa, intitulada "Saúde Mental e Esporte", para ajudar a derrubar o tabu que cerca as questões a respeito da saúde mental de atletas de elite e construir uma base a partir da qual se possam desenvolver materiais para tratamento e informação, destinados a médicos, técnicos e jogadores.

Em que pese a existência de casos proeminentes, os problemas de saúde mental raramente são notificados no futebol e em outros esportes. Consequentemente, são raros os dados científicos sobre a saúde mental dos atletas, e praticamente nenhum estudo científico até hoje se dedicou a investigar a saúde mental de jogadores de futebol. Para preencher essa lacuna de conhecimento, a FIFA abriu uma nova área de pesquisa, de maneira que todos aqueles envolvidos com o futebol possam falar mais abertamente sobres essas questões e tenham mais facilidade de acesso a tratamento adequado.

Eleita Jogadora do Ano da FIFA em três ocasiões, Birgit Prinz, que se formou em psicologia e hoje trabalha como psicóloga esportiva em um clube da Bundesliga, é a pesquisadora-chefe do novo projeto da FIFA. Prinz contará com a colaboração de Edgar Schmitt, ex-atacante do Karlsruher e do Frankfurt, que atuará como embaixador do projeto.

"O condicionamento mental é tão importante para o bem-estar e o desempenho dos jogadores de futebol profissional, dentro e fora de campo, como o condicionamento físico e uma técnica bem definida", disse Birgit Prinz. "No entanto, é muito raro que se ofereça treinamento de condicionamento mental. Parte-se do princípio de que os jogadores são mentalmente sãos. De acordo com a minha experiência, e na minha opinião, é importante ver e demonstrar abertamente como é 'normal' que jogadores profissionais sofram estresse psicológico e que isso não resulta automaticamente em fracasso na carreira. Mas é um problema que se pode prevenir, tratar e curar. Precisamos superar o mito de que os jogadores de futebol profissional são invulneráveis."

Os transtornos mentais e comportamentais não são exclusivos de nenhum grupo em especial. É possível detectá-los em indivíduos de todas as regiões, países e culturas.

"Cerca de 450 milhões de pessoas sofrem de transtornos mentais, de acordo com estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS 2010)", informou a doutora Astrid Junge, pesquisadora-chefe do Centro de Pesquisa e Avaliação Médica da FIFA (F-MARC). "Uma em cada quatro pessoas desenvolverá pelo menos um transtorno mental ou comportamental ao longo da vida. Não há nenhuma evidência de que os jogadores de futebol são diferentes. Pelo contrário, jogadores de futebol, principalmente os de ponta, estão expostos a níveis muito altos de estresse, não apenas devido à carga física dos jogos e treinamentos, mas também pelas enormes expectativas em torno de seu desempenho e por possíveis conflitos ou competitividade com outros integrantes da equipe. O estresse é um importante fator de risco para o desenvolvimento de transtornos mentais e comportamentais. Além disso, já foi provado que fatores psicológicos contribuem para o risco de se sofrerem lesões esportivas e para o prolongamento da recuperação após um problema de lesão."

Aproximadamente um quarto dos 180 jogadores de futebol masculino profissional em atividade que participaram de uma pesquisa recente do FIFPro relataram sinais de depressão e/ou ansiedade. Esse percentual foi ainda maior no grupo de ex-jogadores. Recentemente, o futebol alemão sofreu uma dupla tragédia, com os casos de Robert Enke e Andreas Biermann, que se suicidaram após lutarem contra a depressão.

O primeiro projeto de pesquisa estudará os "altos e baixos durante e após a carreira no futebol profissional", enquanto o segundo terá como foco os "fatores de risco e prevenção de problemas de saúde mental", e o terceiro analisará os "efeitos do esporte na saúde mental de atletas amadores". O projeto será realizado na Faculdade de Medicina de Hamburgo, na Alemanha. Para a coleta de dados, será enviado um questionário on-line a ex-jogadores (homens e mulheres) do Campeonato Alemão. Em uma segunda fase, está prevista a ampliação da pesquisa para ex-jogadores de elite de outros países. A confidencialidade de todas as informações está garantida. Os primeiros resultados deverão ser divulgados em meados de 2015.

Fonte: FIFA


Samu prepara ação de conscientização contra trotes

Este ano, o Samu já recebeu mais de 33 mil chamadas falsas
Foto: Ivo Gonçalves/PMPA

28/08/2014 

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Porto Alegre está desenvolvendo ações de conscientização para enfrentar os trotes telefônicos que prejudicam o serviço. Este ano a central já recebeu mais de 33 mil chamadas falsas. Isso representa 21% de todos os chamados que os atendentes do Samu recebem. Os contatos do Samu com quem passa trotes já podem estar diminuindo esta incidência. O relatório parcial de agosto (até o dia 28) aponta 28.850 chamadas, sendo 5.374 trotes. “Isso representa uma redução de 18,63% no volume de trotes, em relação ao índice parcial de 2014” , comemora Miria Patines, coordenadora-geral do Serviço.

Para disseminar a conscientização e agir diretamente com a população, o serviço está preparando uma unidade móvel que vai percorrer escolas e os lugares de onde se originam a maior parte dos trotes. A ambulância (reformada e que já não faz mais parte da frota de atendimento) terá um visual característico, tendo os desenhos do Samuzinho, personagem infantil criado para esta campanha, estampado nas laterais. A equipe vai conversar com alunos e pessoas da comunidade, explicando os problemas gerados pelos trotes. “A educação é nossa melhor arma para enfrentar este problema”, completa a coordenadora-geral do Samu. A unidade móvel Samuzinho está em fase de adesivagem, e deverá entrar em ação nas próximas semanas.  

As ligações são feitas tanto por crianças quanto adolescentes e até adultos. Muitas delas são detalhadas e chegam a convencer os atendentes. Em alguns casos, ambulâncias acabam sendo deslocadas para ocorrências fantasiosas. “Este tempo perdido pode representar a diferença entre a vida e a morte para alguém que realmente está precisando de atendimento e fica esperando a unidade que está longe dali atendendo uma chamada falsa”, conta Miria. 

Ela ressalta, porém, que todas as ligações são gravadas, o que permite fazer um rastreamento e identificar a origem da chamada. Um destes casos foi de um homem de 39 anos, com problemas mentais e que mora com os pais. Ele ligava de três celulares para fazer chacotas com as atendentes do Samu. Foi responsável por mais de 3 mil chamadas. O Samu conseguiu chegar até a família e conversou com os pais, que se comprometeram a impedir que o filho retomasse os trotes. O problema parou, mas se voltar a acontecer, ressalta Miria, os pais podem ser responsabilizados. 

O Samu também conversou com a avó de uma menininha que ligava para falar com o “Sami”. Ela se revelou surpresa com a atitude da neta e a convenceu a não ligar mais. 



Seleção Brasileira: Veja a programação para jogos contra Colômbia e Equador

Créditos: Rafael Ribeiro / CBF

29/08/2014

A delegação da Seleção Brasileira, com os integrantes que moram no país, se apresenta no domingo às 21h20 no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Segue para Miami no voo JJ 8090, às 23h20, com chegada prevista às 6h40 do local de segunda-feira.

Os jogadores que moram na Europa se apresentam diretamente no Hotel Mandarin Oriental, em Miami, durante a segunda-feira.

O primeiro treino da Seleção Brasileira para o jogo contra a Colômbia será na terça-feira, dia 2 de setembro, às 16 horas no FIU Socccer Stadium. Antes, às 12h45, haverá entrevista com dois jogadores no Hotel Mandarin.

Na quarta-feira, 3 de setembro, repete-se o procedimento, com entrevista de jogadores às 12h45, no hotel, e treino às 16 horas, mas agora no Sun Life Stadium.

Na quinta-feira, 4 de setembro, véspera do jogo, haverá entrevista coletiva do técnico Dunga, às 12h45, no Hotel Mandarin. O treino será às 16 horas, novamente no FIU Socccer Stadium.

Brasil e Colômbia se enfrentam na sexta-feira, dia 5 de setembro, no Sun Life Stadium, em Miami, às 21 horas (22 horas de Brasília).

O sábado, dia 6 de setembro, será de folga, com reapresentação marcada para as 20 horas. No domingo, 7 de setembro, haverá entrevista com dois jogadores no Hotel Mandarin, ainda em Miami, e treino às 15h30 no FIU Soccer Stadium.

Ainda no domingo, a delegação segue de Miami para Nova Jérsei, às 20h30, em voo fretado. Em Nova Jérsei, com chegada prevista para as 23 horas do local, a delegação ficará hospedada no Hoboken Hotel.

Na segunda-feira, dia 8 de setembro, véspera do jogo contra o Equador, a Seleção Brasileira treinará às 16 horas no Red Bull Arena, com entrevista de Dunga após.

Brasil e Equador se enfrentam na terça-feira, dia 9 de setembro, às 21 horas (22 horas de Brasília) no MetLife Stadium.

A delegação retorna para o Brasil na quarta-feira, dia 10 de setembro, no voo JJ 8103, saindo de Nova Iorque, do Aeroporto John F. Kennedy, às 22 horas, com chegada prevista a São Paulo, ao Aeroporto de Guarulhos, às 8h50 de quinta-feira, dia 11 de setembro.

Fonte: CBF


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...