Nigéria chega a Porto Alegre com frio, chuva e torcedor sem medo de Messi

Jogadores embarcaram no ônibus ainda na pista de pouso do aeroporto de Porto Alegre (Foto:Thiago Lima)

24/06/2014

Há 11 anos no Brasil, Kay é o único a recepcionar seleção e diz que craque argentino é que deve temer goleiro Enyeama. Super Águias estão a um empate da classificação

Depois do calor de Cuiabá, o frio de Porto Alegre. Em dia chuvoso, a Nigéria desembarcou no início da tarde desta segunda-feira na capital gaúcha e seguiu direto para o hotel. A equipe tem um treino marcado para 14h30 (de Brasília) na Arena do Grêmio. 

Diferentemente do embarque em Campinas, que teve festa dos fãs, apenas um torcedor foi ao aeroporto Internacional Salgado Filho para recepcionar sua seleção.

O nigeriano Kay Omoniyi, de 33 anos, mora há 11 na cidade e já é quase um brasileiro. Português fluente, torcedor do Internacional e estudante de Engenharia Elétrica. Mas com as Super Águias em Porto Alegre, voltou a vestir a camisa da seleção. Valeu até faltar ao trabalho mesmo para ver os jogadores de longe, de uma passarela em frente à pista. Solitário, virou atração entre a imprensa, que sequer percebeu uma torcedora passar com a camisa da Argentina, adversária dos africanos na quarta-feira. E Messi, autor de dois gols na Copa, não causa temos no torcedor nigeriano.

- Temos goleiro. O Messi é que tem que ter medo do nosso goleiro. Nunca fez gol nele. Temos que ganhar, 1 a 0 está bom - disse o nigeriano, que não conseguiu ingresso para a partida e vai tentar encontrar alguém vendendo.

Torcedor solitário da Nigéria mora há 11 anos em Porto Alegre, é colorado e 
estudante de Engenharia (Foto: Thiago Lima)

A chegada no hotel também foi tranquila e rápida. Alguns atletas acenaram para os curiosos que aguardavam na calçada, enquanto outros pararam, deram autógrafos e posaram para fotos. A retirada de bagagens foi acelerada, uma vez que o time teria apenas cerca de 50 minutos entre a chegada ao local e uma nova saída, para o treino na Arena do Grêmio. A expectativa é saber se o técnico Stephen Keshi vai manter a mesma equipe que venceu a Bósnia.

As Super Águias encaminharam a classificação para as oitavas de final no Mundial, o que não acontece desde a Copa da França, em 1998. Jogando por um empate para garantir a vaga, a Nigéria enfrenta a Argentina às 13 (de Brasília) desta quarta-feira, no Beira-Rio. Se perder, terá de torcer para o Irã não vencer a Bósnia na Fonte Nova, no mesmo horário.

Curiosos tiraram fotos dos jogadores na chegada da delegação ao hotel na capital gaúcha (Foto: Jorge Natan)

Fonte: Globo Esporte


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...