COPA AMÉRICA: Peru vence Venezuela, estraga festa do "peitinho" e deixa Brasil na liderança

Pizarro marcou o gol da vitória da equipe peruana contra a Venezuela  
RODRIGO GARRIDO / REUTERS

19/06/2015

O lado ruim é que as apresentadoras venezuelanas não irão ficar nuas, como aconteceu na rodada anterior, já que sua seleção acabou derrotada

Apesar da péssima atuação e da derrota para a Colômbia, quarta-feira à noite, o Brasil vai chegar à última rodada da Copa América como líder do seu grupo. Nesta quinta, em Valparaíso, o Peru venceu a Venezuela por 1 a 0 e deixou praticamente tudo igual no Grupo C. Cada equipe tem uma vitória e três pontos, mas os brasileiros marcaram dois gols e venceram o confronto direto contra o Peru.

Na prática, isso significa muito pouco, uma vez que tudo será definido na última rodada. Brasil e Venezuela serão beneficiados porque jogam mais tarde, domingo, às 18h30 do horário de Brasília. Se Colômbia e Peru empatarem em 0 a 0, por exemplo, o Brasil sabe que fica em primeiro mesmo se também empatar sem gols.

Se o Brasil vai jogar desfalcado de Neymar, a Venezuela não vai poder contar com Amorebieta. O lateral-esquerdo fez falta em Guerrero, tentou pular o atacante peruano e pisou o rival. O árbitro interpretou o pisão como intencional e expulsou o venezuelano, ainda aos 27 minutos do primeiro tempo.

O jogo, que era parelho, ficou melhor para o Peru, que passou a pressionar. O gol saiu aos 26 minutos, depois de uma saída errada da Venezuela. Cueva abriu para Guerrero, que escorou até Pizarro, que estufou as redes. O time venezuelano era melhor estruturado, mas não conseguiu espaço para reagir.

FICHA TÉCNICA
PERU 1 x 0 VENEZUELA 

Data: 18/06/2015
Horário: 20h30
Local: Estádio Elías Figueroa Brander - Valparaíso (Chile) 
Árbitro: Raul Orozco (Bolívia)

Gols
Peru: Pizarro 26' 2T


Peru

Gallese; 
Advíncula, Zambrano, Ascues e Juan Vargas; 
Lobatón (Reyna), Ballón, Christian Cueva (Hurtado) e Joel Sanchez; 
Paolo Guerrero e Claudio Pizarro
Técnico: Ricardo Gareca





Venezuela

Baroja; 
Rosales, Vizcarrondo, Andrés Túñez e Amorebieta; 
Tomás Rincón, Luis Seijas (Miku Fedor), Ronald Vargas (Cichero), Alejandro Guerra e Juan Arango (Josef Martínez);
Rondón
Técnico: Noel Sanvicente






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...