Copa 2014: Hospitalidade gaúcha tem 98% de aprovação entre turistas internacionais

Dados do estudo foi feito por meio de uma parceria entre a Setur e o Ministério do Turismo 
(Mtur) foram apresentados pelo secretário Márcio Cabral - Foto: Priscila Rodrigues 

08/08/2014 

A Secretaria do Turismo (Setur-RS) apresentou, na tarde desta sexta-feira (8), o resultado de duas pesquisas que traçaram o perfil dos turistas domésticos e internacionais que estiveram no Rio Grande do Sul no período da Copa do Mundo. O estudo foi feito por meio de uma parceria entre a Setur e o Ministério do Turismo (Mtur), com as pesquisas sendo realizadas pela Fundação Getúlio Vargas e o Observatório do Turismo do RS (nacional) e Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (internacional).

Os dados, segundo o secretário do Turismo, Márcio Cabral, apontam diferentes percepções entre os visitantes. “Podemos destacar, por exemplo, que o turista nacional veio ao Estado sozinho, já o estrangeiro preferiu estar em grupo. Assim como os brasileiros ficaram menos tempo em solo gaúcho, e os internacionais permaneceram aqui entre três e quatro dias”, disse.

Cabral, no entanto, ressaltou que em ambas as pesquisas o Rio Grande do Sul obteve mais de 70% de aprovação entre os entrevistados. “Percebemos que os estrangeiros captaram uma imagem mais positiva do Estado, principalmente com relação à segurança, à receptividade e às opções de hospedagem. E isso nos deixa bastante satisfeitos, uma vez que a grande preocupação pré-evento era se teríamos condições de receber bem os turistas internacionais”, avaliou.

Para o secretário, o documento serve para que, a partir dos resultados obtidos, haja um novo planejamento do destino Rio Grande do Sul pós-Copa do Mundo. “A pesquisa será um instrumento para sistematizarmos o caminho que tomaremos para a promoção do Estado com o objetivo de ocuparmos novos espaços no cenário internacional. Vamos trabalhar para que o RS se transforme em um polo para a realização de outros grandes eventos”, afirmou.

Parcerias consolidadas
O encontro realizado no Centro Administrativo Fernando Ferrari contou com as presenças do secretário do Turismo da capital, Luiz Fernando Moraes, do presidente do Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre (Sindpoa), Henry Chmelnitsky, da diretora da Associação Brasileira das Agências de Viagens, Rita Vasconcelos, e de Zelmute Marten, secretário do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do Rio Grande do Sul (CDES-RS), além de representantes das Câmaras Temáticas de Promoção e Marketing e do Observatório do Turismo.

Segundo Chmelnitsky, muito mais do que apresentar números que possam ser interpretados como bons ou ruins, o que fica para o Estado é o que foi vivido e o que se abriu de oportunidades para o futuro. “Porto Alegre passou a fazer parte de um outro patamar dentro do turismo mundial por causa da Copa. Foi uma experiência positiva que transcende qualquer número que possa parecer desfavorável. Esse Estado e essa cidade vão mudar muito mais rápido a partir de agora”, destacou.

Na oportunidade, Setur e Sindpoa renovaram o termo de cooperação que prorroga a parceria entre as entidades para a padronização do processo de informação turística e para apoio em eventos especiais, com a disponibilização de materiais e qualificação de pessoal.

Confira alguns resultados apontados pela pesquisa:

- O RS recebeu 350 mil turistas, sendo 160 mil estrangeiros de 74 países

- Os Centros de Atenção ao Turista (CATs) localizados na odoviária de Porto Alegre, Aeroporto Salgado Filho, Shopping Praia de Belas, Barra Shopping Sul e Parque Moinhos de Vento atenderam 24.449 turistas estrangeiros

Perfil do turista nacional

59,2% - Rio Grande do Sul
12,7% - Santa Catarina
9,6% - São Paulo
6,6% - Paraná
5,7% - Rio de Janeiro
1,8% - Distrito Federal
4,2% - Outros

Idade

41,7% - de 25 a 34 anos
23,7% - de 18 a 24 anos
18,4% - de 35 a 44 anos
9,6% - de 45 a 54 anos
4,8% - de 55 a 64 anos
1,8% - 65 anos ou mais

Satisfação
Aeroporto Salgado Filho

Muito bom – 38,1%
Bom – 55,2%
Regular – 6,0%
Ruim – 0,7%

Opções de Turismo e Lazer

Muito bom – 30,1%
Bom – 48,5%
Regular – 17,0%
Ruim – 4,4%
Segurança
Muito bom – 12,9%
Bom – 52,7%
Regular – 20,1%
Ruim – 14,3

Serviços de Informação Turística

Muito bom – 41,3%
Bom – 45,6%
Regular – 10,2%
Ruim – 2,9%

Opções de hospedagem

Muito bom – 36,7%
Bom – 56,1%
Regular – 5,8%
Ruim – 1,4%

Perfil do turista internacional

Homens – 89,8%
Mulheres – 10,2%

Idade

18 a 24 anos – 13%
25 a 31 anos – 30,7%
32 a 40 anos – 29,3%
41 a 50 anos – 17,6%
51 a 59 anos – 6,5%
Acima de 60 anos – 2,9%

Países de origem

Argentina – 35,5%
Austrália – 10,9%
Estados Unidos – 7,3%
Alemanha – 4,7%

Serviços turísticos

Hospitalidade – 98,1%
Gastronomia – 93%
Guias de turismo – 87,6%
Alojamento – 90,6%
Diversão noturna – 92,3%
Preços – 66,8%
Serviços de câmbio/bancários – 67%
Atendimento ao seu idioma – 68,5%
Informação turística – 91,2%
Restaurante – 94,9%

Principal meio de hospedagem

49,0 % - Hotel ou Flat
15,1 % - Casa de Amigos ou parentes
11,9% - Imóvel alugado
9,9% - Hostel
4,2 %– Pousada
4,7 % -Veículo
3,2% - Camping
Pernoite média no Brasil – 18,5 dias
Pernoite média no RS – 4 dias

Infraestrutura

Sinalização turística – 80,4%
Aeroportos - 83,4%
Limpeza – 92,3%
Telecomunicações/Internet – 65%
Segurança pública – 95%
Transporte público – 92,4%
Infraestrutura dos aeroportos – 90,7%
Rodovias – 75,4%

Expectativas da viagem

46,7% - Superou
37,1% - Atendeu plenamente
13,9% - Atendeu em parte
2,3% - Não satisfez ou decepcionou

Além de Porto Alegre, foram visitados 51 municípios gaúchos com destaque para Gramado, Torres e Novo Hamburgo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...