Rui Branquinho cria capa da INFO sobre Copa do Mundo

Crédito: Divulgação
13/05/2014

Vice-presidente de criação da Young & Rubicam assina capa da edição de maio, que destaca as inovações tecnológicas que marcarão o mundial deste ano.

Assim como aconteceu com as parcerias de INFO com os criativos Erh Ray (BETC), Eco Moliterno (Africa) e Hugo Rodrigues (Publicis Brasil), a principal revista brasileira de tecnologia e cultura digital recebeu a colaboração gráfica e conceitual de outro grande nome da publicidade. Rui Branquinho, VP de Criação da Y&R, assina a capa da edição de maio da INFO. Não são só os 21 leões em Cannes que fazem de Branquinho o criativo certo para a edição: fanático por futebol, Branquinho criou o conceito que simboliza a evolução tecnológica da Copa do Mundo — tema da reportagem de capa. 

O criativo combinou o design de diferentes versões da camisa da Seleção Brasileira para envolver o leitor na crescente busca por inovação, que, como demonstra a reportagem de capa Ciência da Copa, também permeia o futebol. A reportagem em formato de infográfico mostra o contraste entre a Copa de 1950 (a primeira sediada pelo Brasil) e a próxima, que começa daqui a alguns dias. O esporte evoluiu em todos os aspectos: na camisa, antes feita de algodão, no material e na tecnologia empregada na fabricação de bolas e chuteiras, na transmissão, do rádio para o formato 4K, nos gadgets hoje usados por árbitros e bandeirinhas, como o relógio inteligente que vibra quando a bola ultrapassa as traves. 

Diz o publicitário Rui Branquinho: “A dificuldade era, uma vez que estávamos no período de Copa, onde todo mundo está falando no assunto, saber como chegar numa imagem desse tema, mas uma imagem única, que chame a atenção. O símbolo que mais identifica a Copa do Mundo para o brasileiro é a camisa da Seleção, que nem sempre foi amarela.” O publicitário lembra que a camisa da Seleção Brasileira era branca até a Copa de 1950.

Para ilustrar o conceito, Branquinho convidou o ilustrador Marcelo Braga.

A edição de maio da INFO mostra também como anda o 4G nas cidades-sede mais populosas da Copa. O INFOlab saiu a campo com notebooks, modems e smartphones e percorreu mais de 7 mil quilômetros e visitou seis cidades. Belo Horizonte registrou a melhor banda larga móvel do país. As piores foram Rio de Janeiro e São Paulo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...