Rogério Micale cita “fator Maracanã” e pede cautela com Honduras na semifinal do futebol

Rogério Micale quer atenção com os hondurenhos na semifinal olímpica. 
Foto: Celso Junior/Getty Images

16/08/2016

Técnico da seleção brasileira elogia velocidade e força dos hondurenhos e evita falar de possível encontro com a Alemanha na final

Cautela para encarar um time rápido e forte fisicamente. Estas foram as principais orientações do técnico da seleção masculina de futebol, Rogério Micale, para enfrentar Honduras na semifinal dos Jogos Olímpicos Rio 2016, nesta quarta-feira (17.08), às 13h, no Maracanã. A duas vitórias da medalha de ouro inédita, o Brasil, em caso de sucesso contra os hondurenhos, pega o ganhador do duelo entre Nigéria e Alemanha, que jogam no mesmo dia, às 16h.

Com seu tradicional jeito tranquilo, Micale tratou de vários temas durante coletiva de imprensa, nesta segunda-feira (15.08), no auditório do Maracanã. O estádio, que foi palco das finais das Copas do Mundo de 1950 e 2014, é tratado como uma das armas para o sucesso da seleção. “O Maracanã é um estádio que representa muito para o futebol brasileiro. Vai ser um privilégio e uma honra realizar um jogo tão importante aqui”, comentou o treinador.

Micale elogiou o time de Honduras e destacou as qualidades do adversário, que eliminou Argentina e Coreia do Sul dos Jogos Rio 2016. “Será um jogo duro. Sabemos das qualidades da equipe que vamos enfrentar. Eles são rápidos e de muita força física. Não é à toa que estão na semifinal das Olimpíadas”, elogiou.

Para ser campeão olímpico, o Brasil precisa passar por Honduras e, depois, encarar o vencedor do confronto entre alemães e nigerianos. Ao ser perguntado se gostaria de enfrentar a Alemanha numa possível final, como forma de curar cicatrizes da Copa do Mundo, Micale foi direto. “Gostaria de estar na final, independentemente do adversário”, respondeu. “A seleção brasileira sabe a importância dessa medalha”, assegurou.

Neymar e Luan são apostas de Micale no ataque da seleção para superar Honduras e 
chegar à final do Rio 2016. Foto: Alexandre Schneider/Getty Images

O time de Honduras é treinado pelo colombiano Jorge Luis Pinto, que levou a seleção da Costa Rica até as quartas de final na Copa do Mundo de 2014, mesmo estando no chamado “grupo da morte” da competição, com Uruguai, Inglaterra e Itália. Em declarações à imprensa, o técnico hondurenho afirmou que é possível vencer o Brasil, principalmente pela pressão que existe pelos últimos resultados negativos da seleção.

Para o técnico Micale, os jogadores brasileiros estão prontos para esse tipo de jogo psicólogo antes da decisão. “Ele está no direito de acreditar e vai querer jogar o peso da responsabilidade pra nós”, disse. “Mas, assim como ele está confiante, nós também estamos”, respondeu.

Teste final

Palco da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o Maracanã passou por testes finais para receber as partidas de futebol. Por volta das 19h desta segunda-feira, voluntários participaram de uma simulação de início de jogo e cuidaram dos últimos detalhes para a bola rolar já nesta terça-feira, no jogo da seleção brasileira de futebol feminino, que enfrenta a Suécia por a vaga na final. Na quarta-feira será a vez de os homens jogarem. O teste teve direito à entrada em campo, execução dos hinos dos países e até voluntários perfilados, com a mão no peito, como jogadores.

Fonte: BRASIL 2016

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...