São Lourenço do Sul celebra a Tocha Olímpica

Ciclista Bruna Elias realizou a condução com um extenso sorriso no rosto
Foto: Cristian Iepsen

07/07/2016

São Lourenço do Sul recebeu a Tocha Olímpica na manhã da quinta-feira (7), quando a comunidade lotou as ruas para ver o símbolo dos Jogos passar. No total, 17 pessoas participaram do Revezamento da Tocha Olímpica Rio 2016 por cerca de seis quilômetros, sob os aplausos entusiasmados da plateia, que de perto sentiu o espírito dos Jogos Olímpicos.

O Revezamento começou no Largo Laura Abreu. No local, três estudantes selecionados em um concurso de redação receberam o símbolo olímpico: Thiago Elias, Luise Pereira e Tobias Renan Heller Peglow. Thiago é ciclista e, junto aos colegas, passou a Tocha para a primeira condutora, a irmã, Bruna Elias, ciclista com títulos no Mountain Bike Gaúcho, Brasileiro e prata no Pan-Americano. Bruna percorreu 200 metros com a Tocha, acompanhada dos estudantes, e não escondia a alegria, com um largo sorriso no rosto. “Não tem explicação. Não acredito que estou com um símbolo olímpico nas mãos”, comenta entusiasmada a jovem, de 16 anos, que na próxima semana tentará pela terceira vez o título Brasileiro e tem foco num futuro olímpico: “Se foi uma emoção conduzir a Tocha, fico imaginando se um dia conseguir ir às Olimpíadas”.

O Revezamento seguiu pela orla da praia e outro lourenciano emocionado ao conduzir a Tocha foi o escritor e maratonista André Marcelo Hartwig (Xará). Ele passou o fogo ao ciclista fundador da União Lourenciana de Ciclistas (ULC), Dirceu Hartwig, figura atuante no esporte de toda a região. Ele conduziu o símbolo de bicicleta por cerca de 2 quilômetros na orla da praia. “Sem dúvida nenhuma é uma emoção única. Poder representar o esporte lourenciano e, em especial, o ciclismo é uma coisa marcante. Foi algo único. Durante aqueles 30 minutos o ciclismo esteve representado através da Tocha. Foi sensacional, o máximo”, comentou ele. Já no Centro da cidade, o maratonista lourenciano Luciano Moraes da Silva realizou seu trajeto no Revezamento. 

O último condutor foi Enos Guilherme Ziebell, aos 84 anos. Dentista e ex-atleta de várias modalidades, por muito tempo organizou e dirigiu as Olimpíadas Municipais, além de ser atuante do incentivo ao esporte. “É uma emoção única. Tenho que controlar a emoção, pois é imensurável aos 84 anos ter essa oportunidade e ver a receptividade das pessoas. Espero que os Jogos tragam um exemplo ao nosso país, que está precisando de valores”, disse ele, emocionado, após ser ovacionado pelo público.

Ziebell subiu ao palco com a Tocha para o encerramento da celebração e ouviu elogios do secretário Estadual de Turismo, Juvir Costella, por seu exemplo e vitalidade. O prefeito Daniel Raupp agradeceu ao voluntariado dos integrantes do comitê local do Revezamento e refletiu: “Me atrevo a dizer que nunca mais nossa geração terá uma oportunidade como esta, de ver o símbolo dos Jogos, o símbolo da paz universal, em São Lourenço do Sul”.

A cerimônia seguiu com homenagem a quatro atletas lourencianos: Ardilson Lüdtke, jogador de futebol amador multicampeão; Valcyr Silva dos Santos (Carruíra), jogador de futebol profissional e amador, treinador e atuante no esporte local; Ângelo Pereira, paraesportista com títulos nacionais e internacionais, e recordista brasileiro dos 200 m rasos; e Eduarda Duarte Moreira (Duda), ex-goleira da Seleção Brasileira de Futebol Feminino. O evento seguiu com apresentações de bandas marciais locais e com a premiação dos Jogos Olímpicos municipais.

Dirceu Hartwig conduziu o símbolo de bicicleta por 2 quilômetros

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...