Dunga vai à Europa para negociar presença de Neymar e outros astros no Rio 2016

Dunga revela intenção de mesclar atletas do time Olímpico com o principal na Copa América (Foto: CBF/Rafael Ribeiro)

04/03/2016

Treinador deseja entrar em acordo com clubes estrangeiros para garantir seleção brasileira forte no torneio Olímpico

O técnico da seleção brasileira Olímpica de futebol masculino, Dunga, anunciou que embarca neste domingo para a Europa. Entre as principais missões na viagem está conversar com atletas brasileiros e dirigentes dos clubes nos quais atuam. O assunto: a participação nos Jogos Rio 2016, com jogos disputados entre 4 e 20 de agosto. Será mais um esforço para buscar o título Olímpico, único que o time pentacampeão mundial ainda não conquistou.

Nos Jogos, as equipes, de 18 atletas, deverão ser compostas por jogadores sub-23 (nascidos a partir de 1º de janeiro de 1993), com permissão para a inclusão de três exceções acima desta faixa etária. O torneio Olímpico de futebol, no entanto, não é considerado “data Fifa” - ou seja, não faz parte das competições oficiais às quais os clubes são obrigados a ceder atletas. Como fator dificultador, o período de disputa do torneio Olímpico coincide com as férias dos atletas que atuam na Europa.


Ciente da situação e levando em conta a realização da Copa América um pouco antes dos Jogos - de 3 a 26 de junho, nos Estados Unidos –, Dunga pretende negociar pessoalmente com os candidatos a integrar a equipe Olímpica e os dirigentes dos clubes. “Vamos conversar para chegar a um denominador comum. Que seja bom para todos, que ninguém saia prejudicado”, disse o treinador, durante entrevista no Rio de Janeiro, após a convocação para partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. “É uma disputa que vem logo depois da Copa do Mundo, em casa, e a gente tem de estar bem preparado."

Neymar, "o cara"

Neymar definitivamente está nos planos Olímpicos. Ao ser questionado sobre as notícias divulgadas na imprensa europeia da intenção do jogador do Barcelona de disputar tanto a Copa América como os Jogos, Dunga declarou: “Só não gostei quando você disse ‘se’ a informação for verdadeira. Gostaria que ela fosse verdadeira. Seria mais fácil tomar decisão". O treinador sempre valorizou atletas dedicados à seleção.

“É bom para um jogador querer estar no museu da seleção brasileira e, quando as crianças ou familiares passarem, poder dizer: ‘Meu nome está lá. Eu ganhei!’”

Para ter Neymar, porém, é preciso contar com o aval de seu clube. “Temos de conversar não só com o Barcelona, mas também com as demais equipes que vão ceder jogadores acima de 23 anos, e chegar a um acordo. Uma vez que os jogadores são patrimônio do clube, nós temos de conversar, expor as nossas ideias, ouvir as ideias deles.”

Imagem Rio 2016Imprensa na Europa divulgou que Neymar deseja jogar Copa América e também os Jogos Olímpicos (Foto: Getty Images/Buda Mendes)

Dunga revelou que tem mantido diálogo com os dirigentes das agremiações que cedem atletas à seleção e revelou sua disposição de não sobrecarregar ninguém. “O jogador fica a maior parte do seu tempo com seu clube e um período muito curto na seleção brasileira. Temos de entregar esses jogadores às equipes nas melhores condições. Sabemos da importância que tem a seleção brasileira, os próprios jogadores sabem e os clubes também sabem. Mas o mais importante é a gente conversar."  Consenso atingido, as novidades serão divulgadas. “No momento oportuno vamos passar as informações concretas.”
E o restante do grupo?

Para a convocação desta sexta-feira (4), a comissão técnica da seleção principal se reuniu com a comissão técnica da seleção que prepara os atletas para os Jogos. “Debatemos todos os relatórios, as observações que eles têm feito nos últimos tempos e definimos os jogadores”. Quanto à composição do grupo sub-23 no Rio 2016, a intenção de Dunga é convocar jogadores com ritmo de jogo e sem lesões.
“A maioria tem de estar em nível de competição, porque a gente não vai ter muito tempo para treinar. E vai enfrentar um evento que é o grande sonho do futebol brasileiro”

O treinador revelou também uma ideia em estudo: mesclar jogadores Olímpicos com jogadores da seleção principal na Copa América. “Mas aí tem um detalhe que no momento oportuno a gente vai passar: os jogadores da seleção Olímpica estarão de férias no período e, que se apresentarem para as Olimpíadas”, ponderou. “Então a gente está estudando tudo isso, programando com a comissão técnica, médicos, e preparadores físicos para anunciar a melhor decisão."

Dunga pode alcançar um feito histórico no futebol nacional.Se vencer no Rio 2016, pode ser o único brasileiro a ter no currículo conquista mundial (foi capitão do time tetracampeão na Copa de 1994) e Olímpica.

Fonte: Rio2016 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...