Prefeitura recebe propostas para revitalização da Orla do Guaíba

Projeto contempla trecho compreendido entre a Usina e a Rótula das Cuias
Foto: Divulgação/PMPA

12/07/2015 

Nesta segunda-feira, 13, a Prefeitura de Porto Alegre recebe as propostas para a primeira fase da revitalização da Orla do Guaíba. O ato público acontece a partir das 14h30, na Comissão de Licitação (av. Siqueira Campos, 1163, 8º andar). O prefeito José Fortunati acompanha o recebimento dos envelopes.

O aviso de licitação para a construção do Parque Urbano da Orla do Guaíba foi publicado no Diário Oficial em 3 de junho deste ano. O projeto contempla os primeiros 1.320 metros, trecho compreendido entre a Usina do Gasômetro e a Rótula das Cuias.

Sobre o projeto – O projeto de revitalização da Orla, que vai da Usina do Gasômetro até o Arroio Cavalhada, está dividido em cinco fases. A primeira, que terá propostas apresentadas nesta segunda-feira, irá até a Rótula das Cuias, com previsão de que a obra dure cerca de 18 meses a partir de sua ordem de início.

O novo Parque Urbano da Orla do Guaíba estará caracterizado por dois elementos: o nível do calçadão, que corre sobre o dique que integra o sistema de proteção de cheias da cidade, e o novo passeio, mais elevado.

O projeto nasceu em 2011, com a assinatura do contrato pelo arquiteto Jaime Lerner, um dos mais importantes urbanistas do país, com reconhecimento internacional pelo conjunto de sua obra. Após a assinatura do contrato, o projeto foi construído junto com a população. Em outubro de 2013, foi realizada uma audiência pública na Câmara de Vereadores. Foi também aprovado pelo Conselho do Plano Diretor, que tem representação de entidades de classe e das oito regiões de planejamento (Centro; Humaitá/Navegantes/Ilhas e Noroeste; Norte e Eixo Baltazar; Leste e Nordeste; Glória/Cruzeiro e Cristal; Centro Sul e Sul; Lomba do Pinheiro/Partenon e Restinga e Extremo Sul). 

O projeto passou por avaliação do Tribunal de Contas do Estado e pela Promotoria de Justiça e Habitação e Defesa da Ordem Urbanística do Ministério Público do Rio Grande do Sul.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...