Artigo: Festa de toda a cidade

14/02/2015 

Os visitantes estrangeiros que consideraram Porto Alegre bem preparada para a Copa gostariam de estar em nosso Carnaval. Alemães, holandeses, franceses, hondurenhos, australianos, nigerianos, coreanos, argelinos, entre outras nacionalidades e pessoas de outros estados que vieram para participar e conhecer ficaram encantados com nossa hospitalidade, culinária e com nosso samba, presentes no Caminho do Gol, na Fan Fest e na Cidade Baixa. Esta experiência endossa a intenção de investir mais no carnaval e confirma a suspeita de que esta festa popular tem grande potencial de atração de turistas e de geração de valores agregados.

Em breve daremos um salto em direção à profissionalização definitiva do Carnaval, como aconteceu com a Feira do Livro que se internacionalizou e se consolidou. Outros segmentos ligados à cultura também passaram por este processo de maturação, tornando-se grandes eventos culturais. Por exemplo, o Porto Alegre Em Cena se consolida como o terceiro mais importante festival de teatro do Brasil e o nosso Festival Internacional de Teatro de Rua caminha na mesma direção, sem esquecer do Acampamento Farroupilha, que se abriu ao turista, afirmando-se como evento com forte viés cultural.

O Carnaval do Complexo Cultural do Porto Seco, este ano, vai avançar na qualidade e na decoração das instalações do Sambódromo. Existe um esforço das escolas de samba no sentido de qualificarem seus espetáculos, comprovado pelos níveis de audiência do Carnaval nos últimos dois anos, pois mais de 5 milhões de telespectadores assistiram ao Carnaval de Porto Alegre em 2014.

Avançamos no sentido de ter um carnaval que seja a “festa de toda a cidade”, mote de nossa campanha para o Carnaval 2015, com ações em vários bairros, resgatando a memória e permitindo o acesso a mais pessoas. Descidas da Borges, Dia do Samba, Carnaval de Rua, Carnaval Descentralizado, fazem o tamborim soar de Belém Novo à Ilha da Pintada, da Restinga ao Centro. O Carnaval de Rua só chama mais a atenção para a cultura carnavalesca e para a folia de profundas raízes em nossas comunidades. Dentro da Prefeitura o espírito de equipe entre as secretarias municipais, representantes das comunidades carnavalescas e autoridades de segurança pública se fortalece de forma crescente: a eles é que devemos as melhorias que o Carnaval experimenta. Bom carnaval a todos.

Roque Jacoby
Titular da Secretaria Municipal da Cultura (SMC) 

* Artigo originalmente publicado no jornal Zero Hora de 14 de fevereiro de 2015.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...