O que rolou na segunda noite de Descida da Borges

Bambas da Orgia se fez presente na noite de ontem, 23. Foto: Édy Dutra

25/01/2015

Na noite de sábado (23), aconteceu a segunda edição da Descida da Borges 2015. Novamente com um grande número de espectadores, a festa no centro da capital contou com a participação da Academia de Samba Puro, Bambas da Orgia e União da Vila do IAPI. Confira abaixo o que foi destaque na apresentação de cada uma das escolas.

O SAMBA É PURO E É TRADIÇÃO

Alexandre Becker e Guislaine Pereira bailaram com a bandeira da
Samba Puro. Foto: Tairine Machado.

A azul e amarelo do Morro Maria da Conceição foi quem abriu os festejos da noite. A Samba Puro levou sua comunidade para descer a Borges e também contou com bom número de torcedores entre aqueles que assistiam o evento. Com o belo samba na ponta da língua, os integrantes, sob o comando de Paulinho Durão, cantaram forte e sambaram, ao som da bateria Cadência do Morro. A bateria, comandada pelo mestre Karlinhos, foi um show à parte na descida.

E partiu do mestre Karlinhos também a intenção de homenagear Mestre Brinco, mestre de bateria dos Imperadores do Samba, falecido em 2014. Junto da Samba Puro, um grupo de amigos e familiares do Brinco, acompanhados de sua mãe e da segunda porta-estandarte dos Imperadores, Fê Selbak, que empunhava um lindo estandarte com a imagem do homenageado, desceu a Borges sendo aplaudido por todo o público.

Alexandre Becker e Guislaine Pereira desfraldaram o pavilhão da Samba Puro na Borges com maestria, já que o vento um pouco insistente soprava no centro da cidade. Mas nada que atrapalhasse a dança do casal, que evoluiu com tranquilidade. Diego e Carla, os passistas da Samba Puro, também deram show, com samba no pé e sorriso no rosto, marca registrada da dupla que segue como uma das mais antigas parcerias a dançar juntos pela mesma escola.

O CANTO FORTE DOS BAMBAS DA ORGIA

Shaienne foi um dos destaques dos Bambas na Borges.
Foto: Édy Dutra.
Não é preciso dizer que quando Fábio Ananias deu o grito de guerra dos Bambas, a Borges de Medeiros estremeceu. A nação azul e branco foi em peso para a Descida e mostrou porque é detentora de uma torcida grandiosa e apaixonada.

Figuras ilustres da escola, como Pipoca e a ex-presidente Rosalina Conceição, desceram a Borges junto com o Bambas.

Shaienne, a primeira porta-estandarte, foi um destaque à parte na azul e branco. Bem trajada e empunhando o pavilhão da escola com graciosidade, ela arrancava aplausos calorosos do público. Mesmo entusiasmo também com o primeiro casal de passistas. Adilson e Lú mostraram bela sintonia e muito samba no pé.

Além dos destaques bem vestidos (na temática baiana do enredo de 2015 da escola) e da bateria Trovão Azul que agitou o público, o canto da escola foi o grande destaque da noite. O samba do Bambas era cantado a plenos pulmões, por destaques e por componentes, que em agrupados em alas no meio da escola, cantavam incessantemente.

O RETORNO DA VILA DO IAPI

Grupo show da Vila subiu a Borges cantando o samba de 2015. Foto: Édy Dutra.

Após quatro anos sem descer a Borges, a União da Vila do IAPI foi a terceira e última escola da noite a participar do evento. E a Vila voltou para matar as saudades... Surpreendendo o público já na chegada, o grupo show da escola fez o caminho inverso, subindo a Borges de Medeiros entoando o samba enredo de 2015 e arrancando aplausos do público. Ao chegar no ponto de partida, a bateria 4D do Mestre Boneco deu arrancada, colocando a Borges para sambar.

A Comishow da Vila do IAPI foi um dos trunfos da escola. O grupo muito bem entrosado, interagiu com o público e também realizou suas coreografias com sincronia, ganhando muitos aplausos. Dignos de aplausos também foi a turma do samba no pé da Vila do IAPI. Tanto primeiro casal de passistas (Giovani e Tays) quanto os demais da Ala de Passistas, riscaram o chão da Borges com muito samba e alegria. 

A apresentação da Vila do IAPI foi marcada pela energia e a comunicação da escola com o público, que vibrou durante toda a apresentação da tricolor da zona norte. Foi um retorno para marcar época. Tanto integrantes quanto os torcedores da escola estavam com saudades de vê-la descer a Borges. E pelo o que se viu, todos lavaram a alma com o retorno tão esperado.

Na semana que vem, Unidos do Capão, Embaixadores do Ritmo e Imperadores do Samba encerram as Descidas da Borges 2015.

Fonte: Setor 1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...