Cachito vê Gareca com desconfiança e espera proposta da Europa

22/01/2014

Após três anos no futebol brasileiro, com passagens por Corinthians, Ponte Preta e Botafogo, Cachito Ramírez está sem contrato e espera conseguir se transferir para um clube europeu nesta janela de transferências de janeiro. Em entrevista, o jogador afirmou que o futebol peruano não está tão longe do brasileiro e que não tem uma grande impressão de Ricardo Gareca.

"Estou esperando até o dia 31 de janeiro para ver se consigo fechar com um clube da Europa. Caso contrário, já tenho propostas de times sul-americanos para jogar nesta temporada", disse o peruano, em entrevista ao Canal N.

Após o término de seu contrato com o Corinthians no final do ano passado, Ramírez ainda não definiu qual clube vai defender em 2015, mas garantiu que seu foco não é voltar a jogar em clubes peruanos. O volante garantiu que não conseguiu ter uma continuidade no Brasil por causa de suas diversas lesões.

"Eu alternei bons e maus momentos como todo jogador. No ano passado, eu não terminei como titular do Botafogo por causa de uma lesão. Eu estava tento muita continuidade e aproveitando as chances, mostrando o motivo de eu ter ido para o Botafogo. No Corinthians, perdi espaço por algumas lesões e não consegui recuperar porque lá a concorrência é forte, é um dos maiores times do Brasil", contou o atleta.

Com o confronto entre Brasil e Peru na Copa América de 2015, já que ambas as seleções estão no grupo C ao lado Colômbia e Venezuela, se aproximando, Cachito analisou o futebol de seu país e afirmou que falta melhorar a mentalidade dos jogadores para se igualar ao futebol brasileiro. Além disso, ele acredita que o esporte precisa ser tratado com mais profissionalismo no Peru.

"Eu acho que o jogador peruano não está longe tecnicamente do jogador brasileiro, mas a mentalidade é diferente. No Brasil, a mentalidade é outra, os jogadores são mais profissionais", explicou Ramírez.

Além disso, ele comentou sobre o possível novo treinador da seleção peruana, Ricardo Gareca. O volante, que já trabalhou com o técnico, disse que o argentino é comprometido com o que faz, mas que, por causa da passagem ruim pelo Palmeiras, a imagem do comandante ficou manchada.

"Eu trabalhei seis meses com Gareca no Universitário em 2008. Como treinador, ele é muito comprometido com o que faz, o que já é positivo. Porém, ele foi muito mal no Palmeiras. Então eu fiquei com uma última imagem ruim dele, já que ele não conseguiu se sair bem no Brasil", revelou o jogador.

Fonte: Terra


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...