SOB OLHARES DE PUTIN, SÃO PETERSBURGO PASSA NO PRIMEIRO TESTE PARA A COPA



16/06/2017

Sistema de segurança funciona, público comparece em bom número e até o gramado da Arena Zenit é elogiado na abertura da Copa das Confederações

Globo Esporte

Por Thiago Dias, São Petersburgo, Rússia

São Petersburgo passou em seu primeiro teste para a Copa do Mundo de 2018. Alvo de polêmicas pelo valor (cerca de R$ 2,3 bilhões, segundo o governo) e tempo (dez anos) da construção, a Arena Zenit foi sede de uma partida sem grandes problemas de organização na vitória da Rússia por 2 a 0 sobre a Nova Zelândia, neste sábado, pela abertura da Copa das Confederações. Em vez de violência, os torcedores compareceram em bom número e demonstraram total apoio à seleção da casa. Até o gramado, que foi completamente trocado em maio, recebeu elogios.

- Pelo que vimos no jogo, a qualidade do campo foi muito boa. Ele nos permitiu jogar nosso futebol – disse o técnico da Rússia, Stanislav Cherchesov.

Segurança

A segurança sempre foi tratada como prioridade pela organização, principalmente após o atentado terrorista em uma estação de metrô da cidade, em abril. Para entrar no estádio, todas as pessoas tiveram que passar por um rígido sistema de revista e detectores de metal. Cães farejadores também auxiliavam os policiais e soldados. Profissionais de imprensa, por exemplo, eram obrigados a ligar os equipamentos eletrônicos para provar que funcionavam.

O sistema “Fan ID” mostrou-se eficiente. Uma lei nacional obriga que todos os torcedores sejam identificados em eventos esportivos na Rússia. Assim, para ter acesso à arena, a pessoa era obrigada a fazer um cadastro prévio e retirar uma credencial com foto, que deveria ser pendurada no pescoço para passar pelos portões junto com o ingresso. A agência Reuters identificou, por exemplo, que o hooligan Alexander Shprygin, preso após a briga generalizada entre russos e franceses na última Eurocopa, teve seu bilhete cancelado graças ao cadastro e foi proibido de assistir à partida em São Petersburgo.

A presença do presidente Vladimir Putin redobrou a atenção com a segurança. Os pontos de acesso ao camarote onde o político viu a partida com Pelé e Gianni Infantino, mandatário da Fifa, foram bloqueados durante boa parte do jogo e dificultou a locomoção de torcedores. Na hora de ir embora, Putin pegou um helicóptero ao lado do estádio.

Pelé acompanha a partida ao lado de Gianni Infantini e Vladimir Putin 
em camarote da Arena Zenit (Foto: Reuters)

Torcida

Outra preocupação do Comitê Organizador Local (COL) era a presença do público, já que a venda dos ingressos até o início do torneio estava abaixo do esperado. Segundo a Fifa, 50.251 pessoas compareceram à Arena Zenit – a capacidade para o jogo era de 57 mil (51 mil comercializados e 6 mil à disposição da organização e patrocinadores).

- O estádio estava lindo e todos ficaram satisfeitos. Ainda não tivemos nenhuma questão sobre o estádio. Putin, Infantino e Pelé estavam conversando, todos ficaram impressionados com a arena e a torcida. Todos aproveitaram muito – disse o presidente do COL, Vitaly Mutko.

Provavelmente por causa do rigoroso processo de revista, as filas para entrar no estádio ficaram grandes para quem chegou mais em cima da hora. Mesmo assim, quando a bola rolou, a maior parte das arquibancadas já estavam ocupadas. Chamou a atenção uma grande quantidade de cadeiras cobertas, sem torcedores, bem no setor central do estádio.

Setor central da arquibancada, bem próximo ao gramado, perdeu grande 
espaço de cadeiras por causa de cobertura (Foto: Thiago Dias)

Serviços

Durante o intervalo, as lanchonetes ficaram lotadas e, por causa da fila, vários torcedores acabaram perdendo o início do primeiro tempo. Como opções no cardápio para matar a fome, cachorro-quente e cheeseburger por 250 rublos (cerca de R$ 14). Uma garrafa de refrigerante saía por 150 rublos (R$ 8). Os colecionadores podiam levar ainda copos de cerveja exclusivos da Copa das Confederações, parecidos com os que fizeram sucesso no Brasil na Copa do Mundo de 2014, também por por 250 rublos (cerca de R$ 14).

Longas filas na lanchonete para comprar um cachorro-quente de R$ 14 no 
intervalo de Rússia x Nova Zelândia (Foto: Thiago Dias)

Transportes

A maior dificuldade na gigantesca Arena Zenit era o deslocamento, pois tudo fica muito longe. A estação de metrô fica a dois quilômetros de distância. Depois, dependendo do setor escolhido, o torcedor tinha que andar bastante ou subir vários degraus. Em alguns pontos dos corredores surgiram goteiras do teto, deixando poças de água no chão. Algo até curioso de se notar em um estádio de R$ 2,3 bilhões.

- Milhões de pessoas ao redor do mundo vão ver um show fantástico, espetacular, o triunfo real do esporte. Queridos amigos, vamos ver futebol! Bem-vindos à Rússia! – disse Putin em seu discurso de abertura, que inflamou a torcida.

E foi só o começo.

Um belo bandeirão foi exibido pela torcida russa na Arena Zenit durante a 
execução do hino nacional antes da partida começar (Foto: Reuters)
Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...