GRAMADO DO ESTÁDIO MAIS CARO DA COPA É TROCADO UM MÊS APÓS INAUGURAÇÃO

Arena Zenit (Foto: Getty)

04/06/2017


Investimento de quase R$ 5 bilhões, grama da Arena Zenit foi reprovada por Fifa, Comitê Organizador e jogadores. Giuliano diz: "Não ficou ideal para praticar futebol"
Por Jorge Natan e Richard Souza, Rio de Janeiro e Moscou

A novíssima e caríssima Arena Zenit, estádio de São Petersburgo na Copa das Confederações e na Copa do Mundo da Rússia, acaba de ser inaugurada, mas já passa por uma reforma importante. O gramado do palco, que recebeu seu primeiro jogo em 22 de abril, teve de ser removido para a aplicação de outro.

A mudança se fez necessária por conta das péssimas condições da primeira grama. Segundo o diretor-geral do Comitê Organizador do Mundial, Alexey Sokorin, houve um consenso sobre a necessidade de refazer o campo.

- O gramado em São Petersburgo foi plantado no ano passado. Não teve um crescimento satisfatório, sem riscos. Tomamos a decisão de trocar por um gramado mais velho, que cresceu nos últimos quatro anos. Todas as partes, incluindo a Fifa, decidiram pela troca. O novo gramado está sendo instalado agora, sendo cuidado com a tecnologia apropriada. Para o primeiro jogo e para depois disso, vocês verão um gramado perfeito lá - afirmou Sokorin.

O meia brasileiro Giuliano, que joga no Zenit, clube que ficará com o estádio depois da Copa das Confederações, contou que sentiu dificuldades no primeiro gramado da arena. Apesar de ter aprovado toda a estrutura do estádio, o jogador da seleção brasileira diz que hoje não consegue dizer se o campo estará perfeito na abertura da Copa das Confederações, em 17 de junho.

- É realmente muito bonita a estrutura, é um estádio fechado, não tem o problema de inverno, de neve. Um estádio coberto facilita. O campo não ficou ideal para a gente praticar o futebol. E pelo que eu ouvi eles estão replantando uma nova grama para a Copa das Confederações, não sei em que estado vai estar. Não me agradaram as condições do gramado. Você pisava e a grama levantava, a bola não ia rasteira quando tocava, a bola ia quicando. Ele era muito mole, por isso a grama soltava, era muito nova. Não deu tempo para a gramar fixar o suficiente - explicou.

A Arena Zenit é a mais cara da Copa do Mundo da Rússia. A construção começou em 2007, mas os custos previstos no orçamento aumentaram consideravelmente e foram modificados diversas vezes. O custo da obra supera US$ 1,4 bilhão (cerca de R$ 4,8 bilhões) e inicialmente seria bancado pela Gazprom, patrocinadora do Zenit, mas o governo local assumiu parte do valor posteriormente. O time dos brasileiros Ernani, ex-Atlético-PR, Maurício, que jogou no Fluminense, e de Giuliano, mandará seus jogos no local e abandonará o pequeno estádio Petrosky, para 22 mil pessoas.
Estádio de São Petersburgo (Foto: AP Photo/Dmitri Lovetsky)

A nova arena tem capacidade para 69.591 pessoas e fica na ilha de Krestrovsky. Deixará como legado uma ponte levadiça ligando a área ao continente. A mobilidade dos torcedores é a principal preocupação dos organizadores do próximo mundial. Conhecida como "Veneza do Norte", por seus canais e rios, São Petersburgo sofre com o trânsito nas pontes durante o dia. Atualmente, sem retenção, de carro, o trajeto entre a principal avenida da cidade - Nevsky - e o estádio demora 23 minutos.

A arena sediará sete jogos na Copa do Mundo de 2018 - o principal deles, uma das semifinais. A abertura e a final da Copa das Confederações, que começa em 17 de junho deste ano e vai até 2 de julho, também estão agendadas para o local.

Fonte: Globo Esporte 

Cursos Online na área de Ciências Humanas e Sociais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...