QUASE PRONTO: PRINCIPAL PALCO DA COPA, LUZHNIKI CRESCE E SE TRANSFORMA



09/05/2017

Estádio histórico de Moscou passa a ter 81 mil lugares para receber abertura, final e mais cinco partidas do Mundial da Rússia

Por Richard Souza, Moscou, Rússia

A pouco mais de um ano para a Copa do Mundo da Rússia, a curiosidade sobre o principal palco dos jogos foi saciada. O Comitê Organizador do Mundial apresentou a jornalistas russos e de várias partes do mundo o Luzhniki Stadium, na capital Moscou. Ele receberá sete jogos: a abertura e mais três na primeira fase, uma partida de oitavas de final, uma semifinal e a grande decisão.

Inaugurado oficialmente em 1956 como símbolo da ambição do socialismo no esporte e chamado de estádio central Lenin, fechou em 2013 e está na reta final da reforma. Segundo o secretário de obras de Moscou, Marat Khusnullin, a entrega está prevista para daqui a dois meses, mas ainda não há uma data.

- Agora, o estádio está pronto, estamos na fase de preparação de documentos para entregá-lo. Isso vai demorar um pouco. Aqui são 221 mil metros quadrado, então, tem muito trabalho ainda com documentos. Sobre a prontidão do estádio: ele está 100% pronto para jogar nele, a grama está em ótimas condições, o som tem ótima qualidade, duas telas gigantes também estão prontas - frisou.

Luzhniki será o principal palco da Copa de 2018 (Foto: Richard Souza)

O secretário diz que o orçamento para a obra e o prazo para a entrega do novo Luzhniki foram respeitados, mas a inauguração estava prevista para abril de 2017. Segundo números oficiais, a profunda reforma custou US$ 530 milhões (quase R$ 1,7 bilhão).

- O objetivo principal e o mais difícil desta obra foi conseguir manter a aparência inicial do estádio. Essa foi a ordem do prefeito de Moscou: preservar a aparência histórica e, ao mesmo tempo, fazer dele o estádio de nível mundial para a Copa do Mundo. Nós começamos no fim de 2013, fizemos licitação entre empresas de construção civil e ganhou a maior empresa de engenharia da Rússia. A gente só contratou empresas estrangeiras para fornecer som e sistema de segurança. O planejamento e a construção foram feitos pelos russos.

Estádio abrigará a final do Mundial (Foto: Richard Souza)

Apenas a fachada do estádio foi preservada. O novo palco conta agora com 81 mil lugares, três mil a mais que a capacidade anterior. O ângulo de inclinação da arquibancada também mudou para melhorar o campo de visão dos espectadores.

- Antes tínhamos 10% de lugares com visualização ruim do campo, agora não tem mais esse problema, todos os lugares tem visualização boa para o campo. Além do mais, temos 102 sky boxes - lugares mais confortáveis, também temos 300 lugares para cadeirantes, 2.500 lugares para jornalistas, expandimos a área debaixo da arquibancada: tem salas para treinamento, centro de imprensa. Agora tem também praça de alimentação, algo que não tínhamos antes. Temos 1.100 metros de mirante com vista panorâmica maravilhosa para a cidade. Temos mais saídas e entradas: antes eram 13, agora são 15 - contou o secretário de obras.

Cadeiras instaladas estão protegidas por plásticos (Foto: Richard Souza)

O sistema de segurança também foi atualizado. Hoje, mil câmeras monitoram tudo aquilo que acontece dentro e nos arredores do Luzhniki.

- Posso dizer que de todos os estádios construídos recentemente este é um dos mais seguros do mundo.

Luzhniki agora tem capacidade para 81 mil pessoas (Foto: Richard Souza)

O estádio ocupa uma área de mais de 200 hectares. A reforma não ficará restrita ao espaço para o jogo de futebol. Uma calçada de três quilômetros já é utilizada como área de lazer para os moradores. Estão sendo construídas 24 instalações esportivas para a Copa: três campos de treinamento, mais um centro de imprensa, 56 mil metros quadrados de complexo para esportes aquáticos. Há também um projeto para um grande centro de tênis no local.

- Faremos um complexo onde por ano quatro, cinco milhões de pessoas poderão praticar esporte e relaxar. Plantamos 1.050 árvores com 20 anos de vida e mais 53 mil outras plantas. Luzhniki sempre foi uma área bastante verde, agora vai ser mais ainda. Ano passado, foi construída uma nova estação de metrô aqui perto do Luzhniki, até a Copa vamos facilitar mais ainda o acesso para o estádio - destacou Marat Khusnullin.

Quatro estádios prontos

A Copa do Mundo da Rússia será realizada em 11 sedes e em 12 estádios - dois deles em Moscou (Luzhniki e Spartak Stadium). Até agora, quatro foram inaugurados. São eles: Spartak Stadium, o Estádio Olímpico Fisht, em Sochi, a Arena Kazan, da cidade que leva o mesmo nome, e a Arena São Petersburgo. Além de Moscou, Sochi, Kazan e São Petersburgo, outras sete cidades russas receberão jogos do Mundial: Ecaterimburgo, Nizhny Novgorod, Saransk, Kaliningrado, Volgogrado, Samara e Rostov on Don.

Cogitados inicialmente, o Cáucaso e a Sibéria foram descartados por razões distintas: o primeiro por questões de segurança e o segundo por conta de razões de logística, como o fuso.

O Luzhniki ficou marcado nos Jogos Olímpicos de 1980, realizados em Moscou. Mais recentemente, abrigou a decisão da Liga dos Campeões, entre os ingleses Manchester United e Chelsea, pela temporada 2007/08. Foi fechado em agosto de 2013, após a realização do Mundial de Atletismo.

Fonte: Globo Esporte


Cursos Online na área de Ciências Biológicas e da Saúde
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...