GALO ACABA COM JEJUM DE DOIS ANOS CONTRA O CRUZEIRO E É CAMPEÃO MINEIRO



07/05/2017 

O Atlético-MG é o Campeão Mineiro de 2017. O título foi garantido após vitória sobre o Cruzeiro, na tarde deste domingo, por 2 a 1, no estádio Independência. Além da taça, o triunfo acaba com a sequência sem vitórias: mais de dois anos sem bater o maior rival, algo que incomodava o torcedor.

O título foi conquistado após dois jogos bem feitos pelo Atlético. No primeiro, o Galo se segurou, jogando no Mineirão, com maioria da torcida adversária nas arquibancadas. O alvinegro então montou sua estratégia de se defender e atacar nas melhores oportunidades, algo que foi bem feito.

Na partida final, o Galo foi para o seu estádio, local que gosta de jogar e seus atletas preferem ter seus jogos. Com a maioria de seus torcedores e podendo jogar por um empate, por ter feito melhor campanha na primeira parte do Campeonato Mineiro, o Galo montou novamente se estilo de jogo e não facilitou a vida cruzeirense.

Roger Machado mandou a campo um time com três volantes, mas isso não fazia do Atlético um time retrancado. Aliás, em comparação ao primeiro confronto, o Galo foi até mais solto. Diante disso, o Atlético foi superior e garantiu a vitória, o fim do jejum e a taça do Campeonato Mineiro.

O Galo volta a campo na quarta-feira, contra o Godoy Cruz, no Independência, pela Copa Libertadores. Já o Cruzeiro vai até o Paraguai jogar contra o Nacional, pela Copa Sul-Americana.

Primeiro tempo

O Galo entrou em campo com uma postura diferente que teve no jogo passado. Interessante é que o técnico Roger Machado escalou sua equipe com três volantes. Isso, no entanto, dava mais liberdade para Elias e mais qualidade na saída de bola.

O comportamento atleticano era de sair mais para o jogo, mas a recomposição era feita com velocidade. Isso dificultava a vida azul, que via perigo nas saídas do Galo, mas também não tinha facilidade para penetrar na zaga preto e branca.

O primeiro gol preto e branco saiu no começo do jogo. Em boa roubada de bola, no meio campo, Fred foi lançado na ponta direita e fez o cruzamento na área, deixando Robinho na cara do gol para marcar o tento.

Mesmo após o gol, o Galo seguiu bastante superior. A postura atleticana fazia com que o Cruzeiro ficasse com poucas oportunidades. O Atlético, enquanto isso, aproveitava que o time adversário precisava sair e encontrava mais espaços. Para se ter uma ideia, a primeira etapa já caminhava para o fim e o Cruzeiro não tinha dado qualquer trabalho ao goleiro Victor.

Segundo tempo

O Cruzeiro voltou com outra postura na etapa complementar. O técnico Mano Menezes percebeu o estilo de jogo atleticano e resolveu mandar seu time pra cima. Ele tirou Hudson para colocar Ramon Ábila.

Surtiu efeito rapidamente. Aos 7 minutos, Ramon Ábila recebeu na frente, dominou bonito e marcou um belo gol. Mais que isso, a mudança tática do Cruzeiro dava superioridade numérica a Raposa em vários pontos do campo.

O técnico Roger Machado, no entanto, percebeu isso cedo. Rapidamente ele tirou Otero e Robinho, ambos mal na partida, e colocou Maicosuel e Cazares.

E Cazares mudou o jogo. O passe com mais qualidade no meio fez com que a velocidade de Maicosuel fosse levada em consideração. O segundo gol atleticano partiu dos pés dele, que colocou Elias na frente, em condições, para marcar.

O Galo passou então a administrar o resultado. A equipe se defendia bem e saia apenas com segurança. No fim do jogo, Rafinha fez falta para parar o contra-ataque e recebe o amarelo. Minutos depois acontece o mesmo com Adilson.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG X CRUZEIRO

Local: Estádio Independência, Belo Horizonte (MG)
Data: 07 de maio de 2017, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Igor Júnio Benevenuto
Assistentes: Pedro Araújo Dias Cotta e Ricardo Júnior de Souza
Gols: Robinho, aos 13 minutos do primeiro tempo, Elias, aos 24 minutos do segundo tempo (Atlético); Ramon Ábila, aos 7 do segundo tempo
Cartões amarelos: Hudson, Rafinha (2), Raniel (Cruzeiro); Elias, Carioca, Adilson (2) (Atlético)
Cartão vermelho: Rafinha (Cruzeiro); Adilson (Atlético).

ATLÉTICO-MG – Victor, Marcos Rocha, Leo Silva, Gabriel, Fábio Santos, Rafael Carioca, Elias (Danilo), Adilson, Robinho (Cazares), Otero (Maicosuel), e Fred.
Técnico: Roger Machado.



CRUZEIRO – Rafael, Mayke, Léo, Caicedo, Diogo Barbosa, Henrique, Hudson (Ramon Ábila), Thiago Neves, Rafinha, Arrascaeta (Raniel) e Rafael Sóbis (Alisson).
Técnico: Mano Menezes.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...