NÃO É SÓ DIEGO SOUZA: VEJA OUTROS JOGADORES DO SPORT QUE FORAM DA SELEÇÃO

Divulgação: Facebook Oficial / Diego Souza

17/04/17

Diego Souza estava no elenco de Tite e hoje em dia está em evidência. Mas não foi somente ele que atuou pela Seleção enquanto estava jogando pelo Sport Club do Recife. Confira a seguir os que fizeram gols, os que jogaram e os convocados pra vestir o manto amarelo enquanto estavam em ação pelo Leão da Ilha do Retiro.

DO SPORT

Durante todos os mais de 100 anos da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), poucos jogadores que atuaram por equipes nordestinas tiveram o privilégio de serem convocados à Seleção Canarinho. 
 Do Sport foram 13 atletas convocados, sendo 10 que estiveram em campo. São eles:

1959 – Édson (5 jogos), Elcy (1 j), Traçaia (5 j), Zé Maria (3 j) e Bria (somente convocado)
1981 – Roberto Coração de Leão (2 jogos)
1983 – Betão (2 jogos)
1995 – Adriano (2 jogos)
1996 – Chiquinho (somente convocado)
1998 – Jackson (3 jogos)
2000 – Bosco (somente convocado)
2001 – Leomar (6 jogos)
2017 – Diego Souza (3 jogos)

GOLS

Dessas 32 participações em 23 jogos, somente 2 fizeram gols (um cada): Traçaia e Roberto Coração de Leão.

O atacante José Roque Paes, de apelido “Traçaia“, atuou quando a Seleção Brasileira foi representada por uma “Seleção Pernambucana”, com integrantes do Náutico, Santa Cruz e Sport. Na época, ficou conhecida como “Seleção Cacareco”. Após jogar os quatro jogos desse elenco no Campeonato Sul-Americano Extra de 1959 (sim, o 2º no mesmo ano), Traçaia atuou como meio-campista e fez seu gol num amistoso contra o Equador no Estádio Modelo Alberto Spencer em Guaiaquil em 29 de dezembro de 1959. Traçaia é o maior artilheiro da história do Sport, com 202 gols.

Roberto Coração de Leão foi também conhecido como “Roberto Cearense”. A invenção do apelido (Roberto é recifense) foi pela negociação com o Sport pois no mesmo ano havia outro atacante Roberto chegando à Ilha, vindo do Internacional. Participando do tricampeonato do rubronegro (1980-1982), foi chamado por Telê Santana para dois amistosos em 1981. Participou da goleada de 6 a 0 (4 gols de Zico) contra a Irlanda no Estádio Rei Pelé em Maceió (AL) em 23 de setembro. Fez o 2º, aos 18 do primeiro tempo. Em 2012, assumiu o Ferroviário temporariamente, onde jogou. O atacante, com 89 gols pelo Leão (9º maior artilheiro), trabalhou com as categorias de base do Sport desde 1997, mas foi demitido em 2015.

DS87 NA SELEÇÃO NA ÉPOCA PRÉ-SPORT

Diego Souza foi convocado antes para a Seleção, nas Eliminatórias da Copa de 2010 pelo Dunga. Na época, atuava pelo Palmeiras. DS jogou o 1º tempo, sendo substituído por Alex (ex-Inter, naquele momento jogava no Spartak Moscou) no intervalo de Bolívia 2 x 1 Brasil.

Foi novamente chamado, em 2011, para o “Superclássico das Américas”. Deu o passe para o 2º gol do Brasil, feito por Neymar. Deu Brasil 2 x 0 Argentina em 28/09/11 no Mangueirão em Belém (PA). Entrou aos 28 minutos da etapa complementar, substituindo Lucas Moura (à época São Paulo, atualmente PSG). Quando dessa convocação, Diego estava jogando pelo Vasco da Gama.

DS87 NOS TRÊS JOGOS

A primeira participação – já jogando no Sport – foi no “Jogo da Amizade”. Na partida beneficente em apoio às vítimas do acidente da Chapecoense, Diego Souza jogou até os 17′ do 2º tempo, quando foi substituído por Luan (Grêmio). Curiosidade: DS87 atuou pelo Tricolor Gaúcho entre 2007 e 2008. Vestindo a camisa rubronegra, já fez 5 gols contra seu ex-time: em 2015 na Arena do Grêmio, em 2016 tanto em Recife (2 dos 4×2) quanto em Porto Alegre (2 dos 3×0).

Pelas Eliminatórias da Copa 2018, sua estreia foi no Uruguai 1 x 4 Brasil em 23 de março deste ano. Diego Souza entrou aos 43 do 2º tempo, substituindo Roberto Firmino (Liverpool). No 1º lance com sua participação, tentou tocar para Neymar mas foi cortado pela zaga celeste.
A última participação na Seleção foi o 3 x 0 contra Paraguai em 28 de março, que garantiu a vaga do Brasil na Rússia. Também entrou aos 43 minutos da etapa complementar, substituindo Firmino.

FUTURO

A expectativa dos rubronegros de Pernambuco é que Diego continue na equipe, mesmo com a previsão de que Gabriel Jesus retorne ao ataque da Seleção Brasileira e reassuma a camisa 9. Os próximos jogos do Brasil são dois amistosos em junho na Austrália: dia 09 às 06h contra a Argentina e dia 13 às 07h05 contra os donos da casa (ambos no horário de Brasília). O Brasil volta a jogar em casa contra o Equador em 31 de agosto, começando a série de quatro jogos “pra cumprir tabela” das Eliminatórias da América do Sul. A partida provavelmente será na Arena do Grêmio, em Porto Alegre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...