MARADONA ADMITE QUE DESEJA TREINAR A ARGENTINA NA COPA DE 2018

Maradona durante o sorteio do Mundial Sub20. EFE/Yonhap

30/04/2017

Técnico da Argentina entre 2008 e 2010, Diego Maradona declarou nesta segunda-feira que gostaria de voltar a comandar a seleção do país na Copa do Mundo de 2018, que será disputada na Rússia.

"Continuo sendo argentino e vou morrer argentino. Não é que eu esteja me oferecendo. Estou dizendo que o técnico dentro de mim não morreu e o cheiro do gramado continua a me atrair tanto como uma mulher bonita", admitiu o ex-jogador em entrevista à rádio "Rivadavia".

Com Maradona como treinador, a Argentina chegou até as quartas de final na Copa do Mundo de 2010, fase em que foi eliminada ao ser goleada por 4 a 0 pela Alemanha.

A respeito das negociações da Associação do Futebol Argentino (AFA) com o técnico do Sevilla, Jorge Sampaoli, para que assuma o cargo na seleção após a demissão de Edgardo Bauza, o ex-jogador foi claro.

"Não sei. Está muito inflado o caso de Sampaoli. No Chile, ele estava fazendo uma carreira bárbara. No Sevilla, ele não para e me parece que é um dos candidatos, mas não acho que seja o justo", ressaltou.

Maradona advertiu que, para ele, Sampaoli não tem a sensibilidade para fazer uma "limpeza" na seleção, como sugere grande parte da imprensa e dos próprios argentinos.

"Muito se fala da limpeza na seleção argentina, e não acredito que Sampaoli tenha o 'feeling' e o contato com os jogadores como para fazer isso", argumentou.

No entanto, se negou a citar outros candidatos ao posto: "Sou proibido pela FIFA de citar candidatos", enfatizou.

Fonte: EFE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...