500 belos e tensos dias para a Copa do Mundo na Rússia

Escultura no gelo russo mostra: faltam 500 dias para a Copa do Mundo
GETTY

03/02/2017

Por Gustavo Hofman, com colaboração de Grigory Telingater, de Moscou 

"Noites Brancas" é um dos mais belos textos de Fiodor Dostoiévski. No livro, o genial autor descreve o fenômeno das noites claras em São Petersburgo através do amor e da força da juventude. Conta que "era uma noite maravilhosa, uma dessas noites que apenas são possíveis quando somos jovens". Conduz o leitor a procurar o infinito ao descrever o céu "tão cheio de estrelas, tão luminoso", mas rapidamente o devolve ao mundo material com o questionamento de "que quem erguesse os olhos para ele se veria forçado a perguntar a si mesmo: será possível que sob um céu assim possam viver homens irritados e caprichosos?" O próprio Dostoiévski finaliza ao revelar que "a própria pergunta é pueril, muito pueril".

No mundo da literatura, Fiodor Dostoiévski, Aleksandr Púchkin, Leon Tolstói, Nikolai Gogol, Anton Tchekhov, entre outros escritores russos, forneceram à humanidade algumas das maiores obras já escritas. Com o céu de São Petersburgo, mas sem a mesma arte dos gênios citados, talvez com a apreensão de algumas obras, a Rússia quer organizar daqui 500 dias, entre 14 de junho e 15 de julho de 2018, uma Copa do Mundo impactante.

Tudo isso com o país ainda enfrentando grave recessão, barreiras econômicas internacionais e em situação de guerra na Síria e na Ucrânia. Mesmo assim, o Governo estipulou no orçamento federal para o triênio 2017-19 investimentos de 156.4 bilhões de rublos (8.2 bilhões de reais) no Mundial.

É bem verdade que o cronograma de entrega de estádios e outras obras de infra-estrutura está bem adiantado, mas alguns escândalos já marcaram a Copa de 2018 na Rússia, apesar de Vitaliy Mutko, Todo Poderoso do esporte russo, negar qualquer problema.

"Um relatório foi preparado sobre a Copa do Mundo e eu apresentei com detalhes. Tinha todos detalhes operacionais, desde a Copa das Confederações, a apresentação do mascote, o lançamento do programa de voluntários e um documento sobre a infra-estrutura. Estádios, hotéis, aeroportos, tudo foi considerado em detalhes. Nenhuma questão ficou pendente. Acredito que esse seja o primeiro campeonato preparado pela Fifa de maneira calma e sem problemas", afirmou recentemente à agência Tass.

Mutko é presidente do Comitê Local da Copa, máximo mandatário da Federação Russa de Futebol, ex-Ministro dos Esportes e atualmente vice-primeiro Ministro, cargo criado especialmente para ele em outubro do ano passado.

Entre 17 de junho e 2 de julho deste ano a Rússia receberá a Copa das Confederações. São Petersburgo, Moscou, Sochi e Kazan sediarão as partidas, e justamente a nova casa do Zenit tem sido o motivo de preocupação do Comitê Local, a ponto do presidente nacional, Vladimir Putin, classificar o atraso como "uma triste história".

Mas o cronograma dos estádios não está sendo cumprido? Está, com exceção de São Petersburgo.

Às margens do Rio Neva, na ilha de Krestrovsky, o novo estádio terá capacidade para 68.134 torcedores e está em obras há incríveis dez anos. O orçamento já superou R$ 2.3 bilhões e no ano passado o governo demitiu em julho a empreiteira Transstroy, responvável pela construção e acusada também de desvios de verbas públicas.

Apesar das negativas públicas dos dirigentes de temor com o prazo para a Copa das Confederações, a situação gerou muita preocupação na Fifa. Entre os cidadãos russos, o caso é tratado como uma vergonha nacional exposta para o mundo todo. Ao menos nos outros estádios a história é mais tranquila.

"Os novos estádios são realmente muito modernos, bonitos, grandes . Ainda não tive oportunidade de jogar em todos, mas nos que eu joguei a atmosfera foi algo impressionante", relata o meia Giuliano, destaque do Zenit e presente em todas convocações do técnico Tite para as eliminatórias. "Há uma movimentação bastante grande nas ruas, correções de asfalto, novas construções de pontes para facilitar o acesso, novo estádio ficando pronto. São muitos detalhes ainda para ajustar, mas São Petersburgo já vive a Copa do Mundo", completa.

Fonte: ESPN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...