Uruguai vence o Equador e segue firme na vice-liderança das Eliminatórias

Coates abriu a vitória uruguaia no início do jogo (Foto: Miguel Rojo/AFP)
11/11/2016 

O Uruguai recebeu o Equador nesta quinta-feira, no Estádio Centenário, pela 11ª rodada das Eliminatórias da Copa e, mesmo sem uma atuação de levantar sua torcida, conquistou um importante triunfo ao bater os equatorianos pelo placar de 2 a 1.

Com a vitória, a Celeste Olímpica chegou aos 23 pontos na tabela das Eliminatórias Sul-Americanas e se firmou na segunda posição, abrindo boa vantagem para a terceira colocada Colômbia, que tem 18. Já o Equador caiu para o quarto lugar, com 17 pontos, mas segue no grupo de classificação para a Copa do Mundo de 2018.

As duas seleções voltam a campo pelas Eliminatórias na próxima terça-feira. Às 19h(de Brasília), o Equador recebe a Venezuela, no Estádio Olímpico de Atahualpa. O Uruguai jogará um pouco mais tarde, às 21h30(de Brasília), quando visita o Chile, no Estádio Nacional de Santiago.

O jogo – O Uruguai começou a partida tentando tomar a iniciativa das ações ofensivas. A primeira boa chance aconteceu aos nove minutos. Suárez deu um toque de primeira para Stuani, que dominou na entrada da área e bateu cruzado. A bola tirou tinta da trave, mas foi para fora.

Se não marcou neste lance, não demorou muito para a Celeste Olímpica sair na frente do placar. Aos 12 minutos, Coates aproveitou cobrança de escanteio para a área e apareceu livre para completar de barriga e balançar as redes no Estádio Centenário.

Após ficar em desvantagem, a seleção equatoriana passou a abrir mão do contra-ataque e tentar a propor mais o jogo. Os visitantes, porém, pouco conseguiam criar. A melhor chance aconteceu aos 25 minutos. Bolaños invadiu a área uruguaia livre de marcação, porém, tentou ajeitar o corpo para bater de perna direita e acabou deixando a defesa se recuperar, perdendo boa oportunidade para finalizar.

O jogo seguiu morno, porém, pegou fogo nos minutos finais. Aos 44 minutos, Ibarra puxou contra-ataque rápido pelo Equador, passou pela marcação e tocou para Caicedo dentro da área. O atacante dominou a bola e finalizou para o gol para deixar tudo igual no Centenário.

A alegria equatoriana, no entanto, durou pouco. Logo na sequência, aos 45, Carlos Sánchez recebeu rebote dado pelo goleiro Dreer dentro da área e tocou para Diego Rolán. O atacante uruguaio apareceu para completar para a rede e retomou a vantagem dos donos da casa antes do intervalo.

A partida voltou para o segundo tempo extremamente aberta. A primeira boa chance foi do Equador. Aos 12 minutos, Noboa recebeu passe dentro da área e bateu firme para boa defesa de Muslera. Logo na sequência, aos 15, foi a vez de Suárez responder para o Uruguai em chute de fora da área por cima do gol.

Nos minutos seguintes, o jogo seguiu lá e cá, com o Equador tentando tocar mais a bola para criar jogadas e com o Uruguai se mantendo à procura do gol, mesmo com a vantagem no placar. Os visitantes, no entanto, não conseguiam criar chances efetivas para empatar.

Nos minutos finais, o volume de jogo aumentou, porém, mesmo assim, as oportunidades eram poucas. A última chance dos equatorianos aconteceu aos 45 minutos, em chute de Cazares de fora da área. A bola, no entanto, não foi em direção ao gol. Após mais alguns instantes de pressão, a defesa uruguaia fez seu trabalho e conseguiu segurar uma importante vitória pelas Eliminatórias.

FICHA TÉCNICA

URUGUAI 2 X 1 EQUADOR

Local: Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai)
Data: 10 de novembro de 2016 (Quinta-feira)
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Víctor Carrillo (Peru)
Assistentes: Jonny Bossio (Peru) e Coty Carrera (Peru)
Cartões Amarelos: Arévalo Ríos (Uruguai); Fidel Martínez e Orejuela (Equador)
Cartões Vermelhos: Nenhum

GOLS:
URUGUAI – Coates, aos 12, e Diego Rolán, aos 45 minutos do primeiro tempo
EQUADOR – Caicedo, aos 44 minutos do primeiro tempo

URUGUAI: Muslera, Maxi Pereira, Godín, Coates e Gastón Silva; Arévalo Ríos, Vecino e Carlos Sánchez(Corujo); Stuani, Luis Suárez e Diego Rolán(Gastón Ramírez)
Técnico: Óscar Tabárez



EQUADOR: Dreer, Paredes, Erazo, Achillier e Walter Ayoví; Noboa, Orejuela(Jaime Ayoví) e Miller Bolaños(Cazares); Ibarra, Caicedo e Fidel Martínez(Marcos Caicedo)
Técnico: Gustavo Quinteros




Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...