ELIMINATÓRIAS: Moreno marca, Bolívia vence Paraguai com um a menos e sai da lanterna

Bolívia jogou com um a menos desde os 15 minutos do segundo tempo (Foto: Aizar Raldes/AFP)

16/11/2016 

Na abertura da 12ª rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa de 2018, a Bolívia venceu o Paraguai por 1 a 0, no Estádio Hernando Siles, em La Paz. Apesar de ter ficado com um a menos nos últimos 30 minutos, os donos da casa se aproveitaram da altitude e conseguiram ir atrás do triunfo para sair da lanterna da competição.

A Bolívia foi superior durante toda a primeira etapa. Tentando se aproveitar dos efeitos da atitude, os donos da casa arriscaram diversos chutes de longa distância para testar o goleiro Anthony Silva, mas faltou capricho para abrir o placar. Os paraguaios pareceram sentir bastante o cansaço e criaram boas chances apenas nos últimos cinco minutos.

Durante a segunda etapa, os bolivianos mantiveram a pressão. Aos 15 minutos, os donos da casa viram Gabriel Valverde ser expulso e, ainda assim, não se fecharam na defesa. Até conseguirem abrir o placar, aos 32 minutos, com boa jogada individual de Marcelo Moreno e com a ajuda do zagueiro Gustavo Goméz.

Com a vitória, os bolivianos chegaram aos 7 pontos e saíram da última colocação das Eliminatórias. O Paraguai, por sua vez, se distancia da zona de classificação para a Copa de 2018 e estaciona nos 15 pontos, na sétima colocação. A seleção paraguaia ainda pode ser ultrapassada pelo Peru, que enfrentará o Brasil nesta rodada.

O jogo – Em casa, a Bolívia começou melhor a partida. Logo aos sete minutos, Jhasmani Campos partiu com a bola pela lateral esquerda e arriscou um chute perigoso de fora da área. Pouco depois, foi a vez de Castro soltar outro chute venenoso de longe. Os bolivianos tentavam aproveitar os efeitos da altitude para abrir o placar.

Depois dos 15 minutos iniciais, o ritmo do jogo caiu. O Paraguai não ameaçava a Bolívia, mas também não conseguia criar chances perigosas. Os donos da casa voltaram a levar perigo apenas aos 28 minutos, quando Chumacero colocou a bola na área, Marcelo Moreno se antecipou à zaga e assustou o goleiro Anthony Silva.

Os paraguaios parecem ter guardado as energias e cresceram nos últimos cinco minutos. Aos 41, Vaca espalmou cobrança de falta e quase deu para Iturbe pegar o rebote. Logo em seguida, o meia recebeu, partiu em velocidade, invadindo a área, e bateu na saída de Vaca, mas o arqueiro defendeu.

Na volta para a segunda etapa, a Bolívia quase abriu o placar. Moreno recebeu cruzamento da esquerda e finalizou no canto direito, mas Anthony Silva se jogou para fazer grande defesa. O Paraguai tentou responder rapidamente. Aos 9, Iturbe carregou no ataque, invadiu a área, mas pegou mal na bola e mandou para fora.

Aos 11 minutos, Gabriel Valverde recebeu um cartão amarelo por falta dura. Quatro minutos depois, o zagueiro cometeu outra infração no meio do campo e o árbitro deu outro cartão amarelo. Expulso, o jogador deixou a Bolívia com um a menos nos últimos 30 minutos.

Ainda assim, os bolivianos não diminuíram o ritmo e se mantiveram em cima até conseguir balançar as redes. Aos 32 minutos, Marcelo Moreno invadiu a área paraguaia, driblou o goleiro, mas perdeu ângulo para o chute. Ao tentar rolar para o meio, a bola bateu no pé de Gustavo Goméz e foi morrer no fundo das redes.

O Paraguai ainda tentou ir ao ataque para buscar um empate nos últimos minutos, mas parecia sentir o cansaço de ter jogado a partida inteira na altitude. Sem mais pernas, os paraguaios viram o árbitro sentenciar o fim da partida.

FICHA TÉCNICA

BOLÍVIA 1 X 0 PARAGUAI

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (Bolívia)
Data: 15 de novembro de 2016, terça-feira
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Christian Ferreyra (Uruguai)
Assistentes: Mauricio Espinosa (Uruguai) e Gabriel Popovits (Uruguai)
Cartões amarelos: Iturbe (Paraguai); Walter Flores e Raúl Castro (Bolívia)
Cartão vermelho: Gabriel Valverde e Walter Flores (Bolívia)
Gols
BOLÍVIA: Marcelo Moreno, aos 32 minutos do segundo tempo

BOLÍVIA: Daniel Vaca; Saavedra (Ballivián), Raldés, Zenteno e Jorge Flores; Wálter Flores, Veizaga, Chumacero (Veizaga) e Jhasmani Campos (Yasmani Duk); Juan Arce e Marcelo Moreno
Técnico: Guillermo Hoyos



PARAGUAI: Anthony Silva; Patiño, Paulo da Silva, Gustavo Gómez e Júnior Alonso; Marcos Riveros, Celso Ortiz, Néstor Ortigoza (Óscar Romero), Hernán Pérez (Cecilio Domínguez) e Iturbe; Haedo Valdez (Ángel Romero)
Técnico: Francisco Arce


Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...