Bolivianos divulgam carta que anularia perda de pontos, mas Fifa desmente

Carta da Fifa divulgada pelo jornal "La Razón"
(Foto: Reprodução de Twitter)

03/11/2016

Documento datado de 2 de novembro reconheceria erro nos recursos de Peru e Chile

O jornal "La Razón" noticiou no início da tarde desta quinta-feira o que seria a reprodução de uma carta da Fifa para que fosse desconsiderada a punição que tirou quatro pontos da seleção nas eliminatórias sul-americanas da Copa do Mundo de 2018, por causa da escalação irregular do zagueiro Nelson Cabrera. Mas, pouco depois, de Zurique, a entidade internacional publicou um post no Twitter desmentindo a informação e confirmando a sanção.

- Isso é uma vergonha. A Fifa nos restituiu os pontos e agora dizem que não. É cômico o que aconteceu. A Fifa nos enviou uma notificação oficial, modificaram a tabela de classificação e minutos depois voltaram a mudar. O comunicado diz que a punição fica sem efeito. Não dá para entender - disse Rolando López, presidente da FBF, em entrevista coletiva tão logo soube da ratificação da Fifa.

O documento datado do dia 2 de novembro e assinado por Alejandra Salmerón García, secretária adjunta da Comissão Disciplinar da Fifa, afirma que a entidade "notou um erro em relação aos recursos legais" movidos por Peru e Chile, diretamente interessados e beneficiados pela punição anunciada no dia 1º, com vitórias por 3 a 0 nos jogos contra a seleção andina. O problema teria sido o prazo não cumprido para questionar a escalação, de uma hora depois do apito final para formalizar a queixa e 24 horas para entregar os documentos.

Twitter da Fifa desmente a informação e confirma a punição da Bolívia (Foto: Reprodução)

Paraguaio naturalizado boliviano, Cabrera não cumpriu a exigência de ter morado por pelo menos cinco anos seguidos no país (chegou ao Bolívar em 2013). Os jogos contra Peru e Chile foram declarados como 3 a 0 para os adversários, e a Federação Boliviana ainda recebeu uma multa de 12 mil francos suíços (R$ 39 mil).

Se os quatro pontos fossem oficialmente devolvidos à Bolívia e três retirados de peruanos e chilenos, outro beneficiado indiretamente seria a Argentina. Somando 16 na classificação, voltaria à quinta colocação e a ter o direito de disputar a repescagem.

A divulgação da carta foi feita pouco antes do anúncio dos convocados para as próximas partidas da Bolívia, contra Venezuela e Paraguai. O técnico Guillermo Hoyos chegou a dar declarações comemorando a devolução dos pontos. Fora da lista, Cabrera também se disse feliz pela suposta decisão da Fifa de anular a punição dada por sua escalação.

Em sua conta no Twitter, a federação boliviana mostrou a carta enviada à Fifa e à Conmebol pela AFA (Associação de Futebol Argentina), pedindo para que se revise se foi mesmo cumprido o prazo de questionamento da escalação do zagueiro boliviano.

Carta da AFA à Fifa e Conmebol relacionada à punição da Bolívia pela 

escalação de Cabrera (Foto: Reprodução de Twitter)

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...