Peru vence em Lima e Equador não passa o Brasil nas Eliminatórias

Com gol do são-paulino Cueva, o Peru venceu o Equador e chegou aos 
sete pontos - Foto: Ernesto Benavides/AFP

06/09/2016

Os resultados da oitava rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo 2018 facilitaram o caminho do Brasil rumo à Russia. Após a sofrida vitória sobre a Colômbia, na noite desta terça-feira, em Manaus, a Seleção viu o Equador perder para o Peru, por 2 a 1, em Lima, garantindo-se na vice-liderança da tabela de classificação, com 15 pontos.

Dessa forma, os equatorianos caem do quarto para o quinto lugar, com 13 pontos, sendo a equipe que disputaria a repescagem ao Mundial com um representante da Oceania. O Peru, por sua vez, volta a vencer após cinco jogos, mas segue na sétima colocação, com sete unidades, perdendo para a Bolívia no saldo de gols.

Agora, o Equador, que chegou a liderar as Eliminatórias, buscará a reabilitação diante do Chile, em casa, no dia 7 de outubro. Na mesma data, os peruanos tentarão dar sequência à reação contra a terceira colocada Argentina, novamente em seus domínios.

O jogo – Em um início truncado, foi o Peru quem chegou com perigo pela primeira vez. Logo aos nove minutos, o meia-atacante são-paulino Christian Cueva bateu falta frontal. A bola passou raspando a trave direita do goleiro Alexander Domínguez.

Melhores na partida, os donos da casa não demoraram para serem recompensados. Após cobrança lateral, a bola passou por Paolo Guerrero e bateu no braço do zagueiro Gabriel Achilier. O árbitro colombiano Wilmar Roldán apontou a marca da cal. Na cobrança do pênalti, aos 19, Cueva mandou no canto direito, deslocou o arqueiro equatoriano e colocou o Peru em vantagem.

Atrás no marcador, o Equador se viu na necessidade de ir ao ataque, enquanto os mandantes recuaram na tentativa de armar contra-ataques. No entanto, quem se deu melhor foi a equipe visitante. Aos 30 minutos, o gremista Miller Bolaños cobrou falta para a área, Achilier subiu sozinho e testou forte para deixar tudo igual em Lima, redimindo-se da penalidade cometida há pouco.

Após o empate equatoriano, o jogo ficou lá e cá, mas sem grandes chances para ambos os lados. O primeiro tempo terminou em uma cobrança de falta semelhante à que originou o tento dos visitantes, mas Antonio Valencia errou o chute na sobra de bola.

Buscando mais o jogo, Peru se saiu bem e bateu o Equador em Lima 
Foto: Cris Bouroncle/AFP

A segunda etapa começou com ritmo mais lento em relação a primeira metade do jogo, com os dois times buscando seus atacantes através de bolas longas. Aos cinco minutos, no entanto, o Peru assustou. Após levantamento para a entrada da área, Guerrero ajeitou com o peito para o chute de Cristian Benavente. O tiro passou perto do gol de Domínguez.

A tônica do embate, então, passou a ser o Peru tomando a iniciativa, mas com pouca criatividade, e o Equador buscando os erros do adversário para armar os contra-ataques. Após mais de vinte minutos de sonolência, os anfitriões, enfim, ameaçaram o gol da equipe visitante. Tapia arriscou de longe e Domínguez se esticou para desviar e mandar para escanteio. Pouco depois, Cueva invadiu a área equatoriana pela direita, mas recuou para o goleiro rival.

Sentindo o melhor momento de seus comandados, o técnico do Peru, o argentino Ricardo Gareca, sacou o meia Benavente para a entrada do atacante Ruidíaz, que em seu primeiro lance saiu na frente de Domínguez e bateu de bico para a defesa do equatoriano.

De tanto insistir, o Peru foi presenteado aos 32 minutos. Cueva bateu falta para o meio da área do Equador, Domínguez cortou de soco, mas afastou mal. A bola foi parar no pé de Tapia, que finalizou com força e recolocou os donos da casa em vantagem.

Na base do abafa, os equatorianos pressionaram em busca do empate. No entanto, o time treinado por Gareca se defendeu como pôde, conseguiu a manutenção do placar e a segunda vitória nas Eliminatórias Sul-Americanas.

FICHA TÉCNICA

PERU 2 X 1 EQUADOR

Local: Estádio Nacional, em Lima (PER)
Data: 6 de setembro de 2016, terça-feira
Horário: 23h15 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)
Assistentes: Wilmar Navarro e Cristian de la Cruz (ambos da Colômbia)
Cartão Amarelo: Pedro Gallese, Miguel Trauco e Paolo Guerrero (Peru); Arturo Mina, Gruezo e Achilier (Equador)
Cartão Vermelho: Arroyo Mina (Equador)

GOLS:

PERU: Christian Cueva, aos 19 minutos do primeiro tempo; Tapia, aos 32 minutos do segundo tempo

EQUADOR: Gabriel Achilier, aos 30 minutos do primeiro tempo


PERU: Pedro Gallese; Aldo Corzo (Revoredo), Luis Abram (Miguel Araujo), Christian Ramos e Miguel Trauco; Víctor Yotún, Renato Tapia, Cristian Benavente (Ruidíaz) e Édison Flores; Christian Cueva e Paolo Guerrero.
Técnico: Ricardo Gareca



EQUADOR: Alexander Domínguez; Antonio Valencia, Arturo Mina, Gabriel Achilier e Walter Ayoví; Pedro Quiñónez (Gruezo), Christian Noboa, Jefferson Montero (Arroyo Mina) e Enner Valencia; Miller Bolaños (Ibarra) e Felipe Caicedo.
Técnico: Gustavo Quinteros




Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...