Após ouro e Tite, CBF prepara volta a Rio e SP nas Eliminatórias em 2017

Seleção deverá voltar a jogar no Maracanã em 2017, na sequência das Eliminatórias
REUTERS/Murad Sezer

08/09/2016

A CBF, enfim, respira mais aliviada. Após mais de um ano de pressão dentro e fora de campo, a entidade começa a ver uma seleção brasileira menos pressionada, o que influencia diretamente no ambiente da confederação. Empolgados após o ouro olímpico e o excelente início de era Tite, os dirigentes já começam a planejar o ano de 2017 da equipe.

E uma das decisões importantes da agenda passa pela escolha das cidades que receberão a seleção nos três jogos das Eliminatórias que restarão em casa. Iniciado em 2016, com a escolha de Belo Horizonte para receber o importante Brasil x Argentino, o movimento de "descer" com os jogos para a região sudeste será mantido no próximo ano.

Ainda falta tempo, mas a ideia de diretoria e comissão técnica é que Rio de Janeiro e São Paulo recebam dois dos três jogos que restam – Paraguai (final de março), Equador (final de agosto) e Chile (início de outubro). A CBF ainda evita comentar o assunto, mas as conversas internas já acontecem.

Tanto Tite, dentro de campo, quando Marco Polo Del Nero, fora dele, gostaram das recentes visitas do time olímpico à Arena Corinthians e, principalmente, ao Maracanã durante a Rio 2016. Em alta, o estádio carioca, inclusive, deve ser o escolhido para receber a partida que pode selar a classificação à Copa do Mundo de 2018.

A ideia de não aturar nas regiões Sudeste e Sul, aliás, era uma decisão do antigo treinador da seleção, Dunga. E a política não deverá se sustentar em uma entidade que tenta "limpar" a imagem a cada dia e se livrar do perfil antipático da equipe nos últimos meses.

Nas rodadas finais de 2016, além do duelo contra a Argentina, o Brasil ainda encara a Bolívia em casa, na Arena das Dunas, em Natal (RN). Antes, a seleção rodou por Fortaleza, Salvador, Recife e, agora, Manaus nas Eliminatórias para 2018.

Cuiabá tenta última vaga

Com Rio e São Paulo no radar, resta ainda uma vaga para fechar o caminho do Brasil em casa ruma à Copa da Rússia. A CBF garante que ainda não há qualquer negociação em curso para este jogo. No entanto, cartolas da entidade se encontraram com políticos do Mato Grosso nas últimas semanas.

O governador do estado, Pedro Taques (PSDB), se reuniu com dirigentes da CBF para falar da intenção de levar um jogo das Eliminatórias à Arena Pantanal, em Cuiabá. A Confederação, no entanto, ainda não trata a hipótese como concreta e se preocupa com os problemas recentes do local. 

Fonte: UOL

Cursos Online na área de Ciências Exatas e Tecnologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...