ARGENTINA 1 X 1 BRASIL - LUCAS LIMA SALVA SELEÇÃO DE DUNGA DE MAIS UM FIASCO

Argentina x Brasil - Eliminatorias - 13/11/2015 / cbf.com.br

13/11/2015

A seleção brasileira foi dominada no primeiro tempo, mas contou com o oportunismo do santista para afundar ainda mais os hermanos

A Seleção Brasileira fez mais uma partida longe do futebol que o consagrou em toda a história. Isso, porém, foi amenizado com um empate, por 1 a 1, diante da Argentina, em pleno Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, pela 3ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, pois nossos hermanos seguem sem vencer na competição e estariam eliminados se a competição terminasse nesta sexta-feira. O jogo aconteceria na quinta, mas foi adiado pelas fortes chuvas que castigaram o país.

Sem um triunfo sequer, a Argentina apareceu apenas na oitava colocação, com meros dois pontos, apenas na frente de Venezuela e Peru. O Brasil, por sua vez, tem quatro pontos - vitória contra Venezuela e derrota para o Chile -, e fica na quinta posição, assim estaria na repescagem. A liderança fica por conta do Equador, único com 100% de aproveitamento, seguido pelos chilenos, com sete, Uruguai, com seis, e Paraguai, com quatro.

Os números fazem com que a equipe de Dunga tenha o pior início na história das Eliminatórias. Curiosamente, o treinador nunca perdeu para a Argentina sob o comando da Seleção. Foram cinco jogos, quatro vitórias e um empate.

NEYMAR DEPENDÊNCIA!
O Brasil é hoje uma seleção extremamente dependente de Neymar. Com o craque pouco inspirado, a seleção passou aperto ontem diante de uma Argentina esfacelada no ataque, sem Messi, Agüero, Tevez e Pastore, todos machucados. Na defesa, o time ainda não contou com o lateral Zabaleta e o zagueiro Garay, também cortados por lesão.

A partida foi duríssima para o Brasil. A Argentina começou o jogo em um ritmo alucinante. Pelo lado esquerdo da defesa brasileira, Di María partiu para cima de Filipe Luís e David e, com apenas cinco minutos, já havia criado duas boas chances de abrir o placar. Acuado, o Brasil mal conseguia passar do meio de campo.

Lucas Lima marcou seu primeiro gol com a camisa da Seleção

Depois de dez minutos de muita pressão, a seleção conseguiu deixar o jogo um pouco mais equilibrado, mas não o suficiente para levar perigo à Argentina. Para piorar, Ricardo Oliveira praticamente não participava do jogo. O atacante ficou “encaixotado” entre os zagueiros e mal encostava na bola.

Outra novidade na escalação de Dunga, o meia Lucas Lima atuava muito mais como um defensor do que como armador das jogadas de ataque, função para qual foi colocado em campo na vaga de Oscar.

O Brasil era um time sem repertório. A equipe parecia jogar à espera de algum lance genial de Neymar. Mas quem acabou fazendo uma jogada brilhante foi Di María. Aos 33 minutos, o argentino passou a bola entre as pernas de Lucas Lima e deu ótimo passe em profundidade para Higuaín nas costas da defesa brasileira. O atacante rolou para o meio da área e Lavezzi só teve o trabalho de empurrar para o gol.

ACORDOU?
O Brasil só não sofreu o segundo gol logo com um minuto no segundo tempo porque foi salvo pela trave após o chute de Benega. Com dez minutos, Dunga resolveu dar mais velocidade ao ataque e trocou Ricardo Oliveira por Douglas Costa. O time melhorou e, três minutos depois, saiu o gol. Daniel Alves fez o cruzamento pela direita, Douglas Costa cabeceou na trave e, no rebote, Lucas Lima bateu de primeira para o funda rede.



O gol recolocou o Brasil no jogo. A Argentina, porém, continuava perigosa. Aos 32, por exemplo, Filipe Luís quase marcou contra depois do cruzamento de Rojo. O Brasil passou aperto nos minutos finais. A situação ficou ainda mais delicada com expulsão de David Luiz, mas o time conseguiu se segurar até o apito final

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima rodada, a Argentina encara a Colômbia na terça-feira, às 18h30, no Estádio Metropolitano Roberto Meléndez, em Barranquilla. No mesmo dia, às 22h, o Brasil enfrenta o Peru, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA).

FICHA TÉCNICA

Argentina 1 x Brasil

3ª rodada

Data: 13/11/2015
Horário: 22h00
Local: Monumental de Nuñez - Buenos Aires 
Árbitro: Antonio Arias (PAR)
Assistentes: Eduardo Cardozo (PAR) e Milciades Saldívar (PAR)

Cartões Amarelos
Argentina: Roncaglia, Mascherano, Otamendi
Brasil: Lucas Lima, Felipe Luis, David Luiz

Cartões Vermelhos
Brasil: David Luiz

Gols
Argentina: Lavezzi 33' 1T
Brasil: Lucas Lima 13' 2T


Argentina

Romero; 
Roncaglia, Funes Mori, Otamendi e Rojo; 
Mascherano, Biglia e Banega (Lamela); 
Di Maria, Lavezzi (Nico Gaitan) e Higuain (Dybala).
Técnico: Tata Martino






Brasil

Alisson; 
Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luiz; 
Luiz Gustavo, Elias e Lucas Lima (Renato Augusto); 
Willian (Gil), Neymar Jr. e Ricardo Oliveira (Douglas Costa).
Técnico: Dunga







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...