Copa Libertadores - Gol no último minuto garante empate do Atlético-MG com o Internacional

Lisandro López abre o placar para o Internacional contra o Atlético-MG na Libertadores 
EFE/Paulo Fonseca

07/05/2015

Victor Martins
Do UOL, em Belo Horizonte

Tomar um gol minutos finais nunca é bom, especialmente quando a equipe está vencendo um forte concorrente, fora de casa em fase decisiva da Libertadores. Mas o empate em 2 a 2 entre Atlético-MG e Internacional não foi ruim para os gaúchos, apesar de o time da casa ter chegado à igualdade somente aos 49 minutos da etapa final.

Com esse resultado a equipe colorada pode empatar em 0 a 0 ou em 1 a 1 para avançar no torneio. Já o Atlético precisa usar o lema 'Eu Acredito' bem distante de sua torcida. O time só vai manter vivo o sonho do segundo titular na Libertadores se vencer como visitante ou empate por três ou mais gols.

Um resultado que não foi de todo o ruim, já que o time perdia o jogo até os acréscimos e teria de vencer por dois gols de vantagem para se classificar. Certamente o empate não foi o resultado desejado pelos torcedores que lotaram o Estádio Independência, para serve de alento para a sequência da competição.

Fases do jogo: Um cartão amarelo, um gol e uma bola trave apenas nos quatro primeiros minutos de jogos. Resume muito bem a intensidade do começo de jogo entre Atlético e Inter. Com apenas 20 segundos de partida o meia Luan já estava amarelado. E antes do segundo minuto a equipe visitante estava na frente, com Lisandro Lópes, que aproveitou um passe errado de Marcos Rocha. Empurrado pela torcida, o Atlético foi para cima e Rafael Carioca, aos 4 minutos, acertou o travessão do gol defendido por Alisson.

A pressão atleticana foi tamanha que o Inter resistiu somente até os 14 minutos. Lucas Pratto fez boa jogada individual, mas acabou travado pela defesa colorada. O rebote ficou com o lateral esquerdo Douglas Santos, mas que usou a perna direita para empatar a partida. Aos 19 o argentino Lisando Lópes teve outra boa chance, mas parou em Victor.

Embora as chances reais de gol tenham se concentrado nos primeiros 20 minutos, o primeiro tempo no Independência foi digno de um confronto entre dois dos últimos cinco campeões da América. Tanto que os dois treinadores não fizeram alterações no intervalo. D'Alessandro continuava no banco de reservas do Internacional.

Mas estratégia de Aguirre funcionou e muito bem. Se para abrir o placar foi preciso um minuto, para fase o segundo gol o Inter precisou ter D'Alessandro e Valdívia em campo por apenas um minuto. O camisa 10 bateu a falta que resultou no gol do jovem meia, mostrando que além de talento, ele tem muita estrela.

Levir tentou responder com as entradas de Giovanni Augusto e Jô. Aos 23 até teve a chance de empatar, com o zagueiro Jemerson. Mas o defensor alvinegro conseguiu chutar por cima do gol, mesmo dentro da pequena área. Os minutos finais foram de bastante pressão, com direito a blitz do Atlético. Se não veio a vitória, o empate saiu aos 49 minutos, com o zagueiro Leonardo Silva, após Alisson salvar o Inter em pelo menos outras três ocasiões.

O melhor: Diego Aguirre. Competência, coragem, trabalho e sorte. Enfim, o treinador colorado saiu do lugar comum e foi premiado com um grande resultado em Minas Gerais.

O pior: Dátolo. O argentino lembrou mais o jogador com passagem apagada pelo Beira-Rio do que o meia importante na conquista da Copa do Brasil pelo Atlético.

Chave do jogo: O último lance. A bola bateu e rebateu dentro da área como um pebolim, mas sobrou para Leonardo Silva chutar firme e empatar.

Para lembrar:

Beira-Rio: O jogo de volta entre Atlético e Internacional vai ser disputado em Porto Alegre, na próxima quarta-feira, dia 13, às 22h, no estádio da equipe gaúcha.

Vantagem: Com o resultado desta noite, o Inter pode empatar em 0 a 0 ou 1 a 1 para continuar na Libertadores. Empate por três ou mais gols classifica o Atlético.

Brasileirão: Mas antes do jogo da volta, as duas equipes se concentram no Campeonato Brasileiro. No sábado o Atlético joga contra o Palmeiras, em São Paulo, e no dia seguinte o Inter visita o Atlético-PR.


FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 2 X 2 INTERNACIONAL

Data: 06/05/2015 (quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Motivo: Oitavas de final da Copa Libertadores
Local: Independência, em Belo Horizonte (MG)
Público: 19.553 pagantes Renda: R$1.197.920,00
Árbitro: Wilmar Roldán (COL)
Assistentes: Wilmar Navarro e Christian de La Cruz (ambos colombianos)

Cartões amarelos: Luan (CAM) Willian, Aránguiz e Lisando Lópes (INT)
Gols: Lisando Lópes a 1 min, Douglas Santos aos 14min do primeiro tempo; Valdívia aos 15 min do segundo tempo; Leonardo Silva, aos 49 minutos do segundo tempo.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete (Giovanni Augusto), Rafael Carioca, Dátolo (Jô) e Luan; Thiago Ribeiro (Carlos) e Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi

INTERNACIONAL: Alisson; William, Alan Costa, Juan e Ernando; Rodrigo Dourado, Aránguiz, Eduardo Sasha (Valdívia), Alex (D'Alessandro) e Jorge Henrique (Alan Ruschel); Lisandro López. Técnico: Diego Aguirre

Fonte: UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...