Copa América: Conmebol contradiz Mundial e zerará cartões na 'hora errada'

Cartões amarelos poderão tirar uma estrela como Neymar da decisão da Copa América
GETTY IMAGES

19/05/2015

Enquanto sofre com as repercussões sobre a decisão responsável por eliminar o Boca Juniors da Copa Libertadores, a Conmebol realiza nessa semana um workshop no Chile para definir o regulamento da Copa América de 2015. Estigmatizada pela complacência com indisciplina, especialmente de clubes, a entidade tomou uma medida dura, que poderá até tirar um craque da decisão do torneio.

Segundo o regulamento da competição, que será disputada entre 11 de junho e 4 de julho em solo chileno, um jogador terá os cartões amarelos zerados ao final da primeira fase; ou seja, todos os atletas jogarão a primeira etapa do mata-mata com apenas uma chance de ficar fora de uma eventual semifinal: caso sejam expulsos.

A partir das quartas de final, a Conmebol anunciou que o acúmulo de dois cartões amarelos suspenderá os atletas do próximo jogo. Consequentemente, quem receber a advertência nas quartas e nas semis estará fora da decisão. Na Copa América, portanto, ninguém será blindado.

Reprodução

A decisão da Conmebol contradiz ‘apenas' a Copa do Mundo, a grande competição do futebol mundial. Desde 2002, quando Michael Ballack, estrela da Alemanha no Mundial, recebeu o segundo cartão amarelo na semifinal contra a Coreia do Sul e viu das tribunas a derrota para o Brasil na decisão, a Fifa se movimentou a fim de proteger as estrelas antes de uma decisão.

Nas últimas duas edições da Copa do Mundo, a entidade máxima do futebol mundial modificou a regra dos cartões a fim de blindar os craques. Ao invés de zerar os amarelos ao final da primeira fase, a Fifa passou a poupar os ‘pendurados' somente após as quartas de final.

Desta forma, um jogador não atuaria em uma decisão de Mundial somente em caso de expulsão. Já na Copa América, por outro lado, um amarelo nas quartas, seguido de outro na semifinal, tirará um jogador da final. Preocupação extra para Dunga, Gerardo Martino, José Pekerman e companhia.

Fonte: ESPN


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...