Copa América Chile 2015: veja quem serão os protagonistas de uma tradição sul-americana

Crédito: Divulgação/Conmebol

13/04/2015

A Copa América-2015 terá início em 11 de junho com a presença de diretores técnicos que, sem mágicas receitas e estilos próprios, marcam o passo do futebol sul-americano.

Argentina vem com um amplo crisol de treinadores, alistando a metade dos 12 selecionados da Copa, que vão desde o interminável José Pekerman no banco colombiano ao flamejante treinador do Equador, Gustavo Quinteros, argentino nacionalizado boliviano.

Com Gerardo ‘Tata’ Martino dirigindo a Argentina, Ricardo Gareca com o Peru, Ramón Díaz com o Paraguai e Jorge Sampaoli à frente da equipe anfitriã, as chances de um albiceleste gritar campeão se multiplicam. Assim também aparecem na lista dos sul-americanos Mauricio Soria com a seleção da Bolívia, Carlos Caetano Bledorn Verri, conhecido como Dunga com o pentacampeão Brasil, Noel Sanvicente com a Venezuela e o 'Maestro' Óscar Tabárez com a histórica seleção uruguaia.

"São coisas do momento, como se fosse uma moda. A América do Sul teve e tem bons técnicos”, disse à AFP, Elias Figueroa, lendário ex-jogador chileno.

"O futebol reflete o que é um país, sua identidade, por isso creio que um pouco disso se perde", se o DT de uma seleção é estrangeiro, acrescentou.

Nos últimos anos o futebol chileno apostou forte nos argentinos. Marcelo Bielsa dirigiu a ‘roja’ de 2007 a 2011 e, após um breve passo de Claudio Borghi, Jorge Sampaoli tomou em 2012 o controle.

Um veterano da competição, o ‘Tata’ voltará depois de dirigir o Paraguai na Venezuela 2007 –quando chegou a quartas de final- e levar a albirroja a final da Argentina-2011, onde Uruguai o aniquilou 3-0 na final para ficar com seu 15 título transformando-se no máximo ganhador do torneio.

Longe de excentricidades, Pekerman ganhou o coração dos colombianos com uma condução sóbria que levou a seleção cafeteira a debutar nas quartas de final de uma Copa do Mundo no Brasil-2014.

O argentino, um discreto ex-jogador que antes de triunfar como treinador conduzia táxi para levar o sustento à sua família, chega ao Chile-2015 com uma equipe armada que tem o meio-campista do Real Madrid James Rodríguez, como sua máxima figura.

Sem a pressão de ser favoritos, mas com a responsabilidade de demonstrar porque foram eleitos estão o carismático ‘Pelado’ Díaz no Paraguai, Quinteros no Equador e Gareca à frente do Peru.

O treinador que brilhou com River Plate e San Lorenzo busca despertar o Paraguai do pesadelo que começou a viver logo de cair na final da passada edição da Copa ante o Uruguai.

Em situação similar está 'Tigre' Gareca que tentará revitalizar a equipe peruana.

Quinteros irá por sua revanche no torneio logo de dirigir a Bolívia quatro anos atrás, seleção que tem como DT atual a Mauricio Soria, que em janeiro assumiu o compromisso de fazer sonhar o país. Dunga, capitão da Seleção do Brasil que ganhou o título no Mundial dos Estados Unidos 1994, quer o nono título para a verde-amarela. Venezuela tem suas esperanças postas em Noel Sanvicente e o Uruguai, atual campeão, conquista que conseguiu com o 'maestro', a décima quinta Copa América para seu país.

Fonte: Conmebol


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...