Neymar reclama e diz que faltas do Chile pareciam UFC

Crédito: Divulgação

31/03/2015

O amistoso entre Brasil e Chile em Londres neste domingo comprovou que a rivalidade entre as duas seleções nunca foi tão grande. Depois das oitavas de final da Copa do Mundo do ano passado decidida nos pênaltis, em que os visitantes por pouco não eliminaram o time da casa, o clima entre as duas equipes ficou tenso.

Na partida no Emirates Stadium, foram sete cartões amarelos no total (cinco para o Brasil, dois para o Chile). Neymar, que também foi advertido, foi caçado em campo pelos chilenos e deixou o estádio mancando.  “Acabei machucando o tornozelo na primeira falta que sofri, mas daqui a pouco estou de volta”, disse.

O capitão da Seleção levou um pisão de Gary Medel no primeiro tempo. O jogador chileno não foi advertido pela arbitragem, o que deixou Neymar revoltado. Para o brasileiro, o lance não pode ser considerado normal. “De jogo, não. Se aquilo for lance de jogo então o nome (do esporte) está errado. Não deveria ser futebol, deveria ser UFC”, criticou.

Ele seguiu: “mas, vamos fazer o quê? O juiz não vê. Ele está aqui e não vê. Tem quatro árbitros ali e ninguém vê nada. Faz parte, tenho que  sofrer. Sou um sofredor“.

Neymar acredita que os lances violentos ocorreram por causa do clima tenso depois da Copa do Mundo. “Acho que foi pela rivalidade, então a gente acaba sofrendo muito.”

A estrela da Seleção espera que a arbitragem da Copa América, que será disputada no Chile no meio do ano, esteja atenta aos lances violentos, que são quase uma tradição no futebol sul-americano.

“Dentro de campo eu não posso fazer nada. Não posso me defender nem revidar. A gente tem um comandante dentro do campo que está ali para punir essas atitudes. Acho que eles precisam ficar de olho nisso daí”, completou, antes de ironizar dando “parabéns ao árbitro pela partida, mas acho que ele errou muito.”

O técnico Dunga preferiu não polemizar, mas também deixou clara sua insatisfação com as entradas duras do adversário. O treinador, no entanto, não quis comentar o fato do árbitro sequer ter advertido Medel.

“A decisão é do árbitro, não se pode falar. O Chile tem uma equipe muito dinâmica, mas alguns jogadores ainda se equivocam. Hoje existem 300’câmeras(filmando o jogo) então não adianta. Tem que jogar futebol, não tem outra solução”, afirmou.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...