A tarde em que Sampaoli subiu numa árvore e mudou seu destino

Crédito da foto: gentileza do diário La Capital de Rosario.
15/03/2015

Atual técnico do Chile começou dirigindo uma pequena equipe, mas uma expulsão e uma foto impulsionaram sua carreira.

Grita, sai, volta e grita de novo. Está incomodado. O árbitro não responde e só faz um sinal com a mão em direção ao túnel, típico gesto de expulsão de treinadores. Jorge Sampaoli tem pouco mais de 35 anos e uma trajetória de certo destaque na Liga Casildense, um pequeno torneio regional em Santa Fe, Argentina.

Sua atitude parece de alguém inexperiente. Demora alguns minutos para se calar. Caminha logo e cruza a saída. Está nervoso. Só foram jogados 15 minutos e ainda havia muitas coisas para apontar e mudar. Olha para um lado, vira para outro. Precisa de uma solução, já que não quer (nem pode) perder o que resta da partida... E encontra: uma árvore perto do campo, alta e fácil de se pendurar. Sobe nela, enquanto tenta não esquecer a estratégia que traçou durante a semana. Uma vez acomodado, com uns óculos escuros que se ajustam à moda do momento, o técnico do Alumni de Casilda começa a dar instruções a seus comandados. 

A atitude de Sampaoli não passa despercebida por quem estava no campo assistindo ao jogo. Sergio Toriggino, um fotógrafo do jornal La Capital de Rosario, decide imortalizar aquele momento com sua câmera. Dispara um par de vezes, até ficar satisfeito com a imagem. Ele não sabe, Sampaoli muito menos, mas esta foto mudaria a vida do treinador para sempre.

É setembro de 1995, uma época em que as fotos não são transmitidas em questão de segundos. Uma vez terminada a partida, Toriggino volta rapidamente à redação e baixa seu material. Um resultado muito mais atrativo do que o esperado. A foto, com um Sampaoli sorridente em meio a galhos e folhas, começa a percorrer por várias outras publicações. Os editores quase não discutem a ideia e lhe dão espaço. A imagem segue seu caminho: impressão de jornais, caminhões de distribuição, lares.

Como a cada manhã, um dos exemplares de La Capital chega ao escritório presidencial do Newell’s Old Boys. Ali Eduardo López, mandatário do clube há cerca de um ano, toma café enquanto folheia o jornal. Quando encontra o suplemento esportivo, se apaixona pela foto daquele homem na árvore. Daquele técnico do Alumni. De Sampaoli. A decisão está tomada: contratará este personagem.

“Sim, tudo começou com esta foto”, reconheceu Sampaoli, muitos anos depois, em entrevista ao mesmo jornal que lhe impulsionou à fama. "Essa foto foi vista por López, pelo pai do Scaloni (Lionel, ex-jogador da Seleção Argentina), que era daquela área, e me chamaram para dirigir o Argentino (de Rosario, clube gerenciado pelo Newell’s) em 1996. Saí tempos depois, mas voltei em 2001 para ajudar em um momento difícil. Depois parti ao Peru e de ali em diante não parei de trabalhar”, explicou o argentino.

E assim foi. Entre 2002 e 2007, Sampaoli passou por quatro equipes do futebol peruano (Juan Aurich, Sport Boys, Coronel Bolognesi e Sporting Cristal). Embora não tenha conquistado títulos, demonstrou que tinha condições de comandar times de primeira linha. Assumiu em 2008 o O'Higgins, clube no qual permaneceu por dois anos. Em seguida, após breve passagem pelo Emelec, chegou à Universidad de Chile, onde alcançou a glória: três títulos da Primeira Divisão, uma Copa do Chile e uma Sul-Americana. 

Admirador do estilo de Marcelo Bielsa, ídolo no país, e com grandes resultados em um dos grandes clubes do Chile, Sampaoli se tornou um dos preferidos dos torcedores para assumir La Roja após a saída de Claudio Borghi em 2012. Aceitou o desafio e não decepcionou: levou a equipe até as oitavas de final da Copa do Mundo no Brasil, sendo eliminado pelos anfitriões em uma batalha nos pênaltis.

Hoje, a três meses da Copa América 2015, Sampaoli se prepara para comandar o Chile em busca do seu primeiro título. A carreira vitoriosa do técnico, o forte elenco da seleção e o fator casa são motivos para o público local se encher de esperança.

Que curioso... Tudo por causa de uma foto!

Foto: Goal


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...