Cristiano Ronaldo é eleito o melhor do mundo pela 3ª vez

Cristiano Ronaldo conquista pela terceira vez a Bola de Ouro da Fifa, 
durante cerimônia em Zurique, na Suíça - Fabrice Coffrini/AFP

12/01/2015

Craque português fatura Bola de Ouro e diz que pretende alcançar rival Messi na próxima premiação. Marta é segunda entre as mulheres

Cristiano Ronaldo foi novamente eleito o melhor jogador de futebol do planeta. O atacante português do Real Madrid superou os concorrentes Manuel Neuer e Lionel Messi e recebeu a terceira Bola de Ouro de sua carreira, a segunda consecutiva, em cerimônia realizada na sede da Fifa em Zurique, na Suíça, na tarde desta segunda-feira. Vencedor em 2008, 2013 e 2014, Cristiano alcançou duas lendas do esporte, Zinedine Zidane e o brasileiro Ronaldo, com três conquistas. Ele também se aproximou do recordista Lionel Messi, eleito o melhor do mundo em quatro ocasiões. "Eu nunca imaginei ganhar três vezes esta bolinha, não quero parar por aqui. Quero alcançar o Messi", afirmou o jogador, antes de soltar um grito bem alto, como em suas comemorações de gols. 

O português recebeu o prêmio das mãos do ex-atacante francês Thierry Henry e, ao contrário do ano passado, conseguiu conter o choro. "O ano foi incrível e ganhar um prêmio desses é único. Vou continuar trabalhando e melhorando sempre", prometeu o atleta de 29 anos, que marcou 56 gols e conquistou quatro títulos em 2014, incluindo a Liga dos Campeões e o Mundial de Clubes. Cristiano Ronaldo recebeu 37,66% dos votos dos jornalistas, capitães e treinadores das seleções nacionais. Messi ficou em segundo, com 15.76, enquanto Neuer teve 15.72% dos votos. Neymar ficou em sétimo. 

A brasileira Marta, seis vezes vencedora, voltou a concorrer ao prêmio entre as mulheres, mas o título de melhor jogadora do mundo ficou com a alemã Nadine Kessler. Marta ficou em segundo, com a americana Ammy Wamback em terceiro. O colombiano James Rodríguez recebeu o prêmio Puskás, dado ao autor do gol mais bonito do ano, por seu feito chute certeiro diante do Uruguai, nas oitavas de final da Copa do Mundo, no Maracanã. 

O alemão Joachim Löw, da seleção alemã, superou os concorrentes Carlo Ancelotti, do Real Madrid, e Diego Simeone, do Atlético de Madri, e foi eleito o melhor técnico de 2014. Ele considerou a premiação o ponto alto de sua carreira. “Foi a cereja do bolo, sendo o bolo a Copa do Mundo. Sei que o prêmio não é só meu, o recebo em nome de toda a minha equipe. Este é o resultado de muitos anos de trabalho duro”, discursou Löw. Entre os técnicos do futebol feminino, o eleito foi Ralf Kellermann, que comandou a equipe do Wolfsburg na conquista da Liga dos Campeões entre as mulheres.

A Fifa elegeu também o time ideal da temporada, com dois brasileiros incluídos. Apesar de terem formado a defesa mais vazada da história das Copas do Mundo, David Luiz e Thiago Silva formam a zaga titular. A dupla de zaga do Paris Saint-Germain não compareceu à cerimônia. Neuer, Lahm, Sergio Ramos, Kroos, Iniesta, Robben, Messi e Cristiano Ronaldo completam a equipe. Neymar, que estava pré-indicado, ficou de fora do time e nem compareceu à cerimônia.


Marta e Cristiano Ronaldo tiram 'selfie' 
Crédito: Alexander Hassenstein/FIFA/Getty Images

Momentos - A cerimônia em Zurique, apresentada pela jornalista inglesa Kate Abdo, reservou homenagens e alguns momentos curiosos. O presidente da Fifa Joseph Blatter fez um discurso de apoio aos jornalistas e policiais mortos no atentado terrorista à revista satírica francesa Charlie Hebdo, em Paris, na semana passada. O jornalista japonês Hiroshi Kagawa, de 90 anos, também foi homenageado com o prêmio presidencial da Fifa. Ele foi o profissional mais velho a trabalhar na Copa do Mundo no Brasil, o 20º Mundial de sua carreira.

Um momento constrangedor aconteceu durante o discurso de apresentação de Lionel Messi. Para surpresa dos presentes, o treinador do Barcelona, Luis Enrique, enviou uma mensagem ao argentino. Recentemente, a imprensa espanhola noticiou que Messi e Luis Enrique haviam cortado relações após uma sequência de desentendimentos. De cara fechada, Messi não comentou sobre a mensagem do técnico. 

No momento em que o time ideal da Fifa foi chamado ao palco, Messi destoou de todos os seus dez parceiros por seu figurino. Com um chocante terno bordô metálico, ele foi o único que não optou pela tradicional cor preta para a gala. Também usando um figurino ousado, Marta aproveitou para tietar o melhor do mundo. Antes da cerimônia, ela fez uma "selfie" com Cristiano Ronaldo. 

Fonte: Veja

Cursos Online na área de Ciências Agrárias e da Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...