MP libera valor, e Inter avança para quitar estruturas temporárias da Copa

Estruturas temporárias Beira-Rio Porto Alegre (Foto: Inter/Divulgação)

16/10/2014

Acordo selado nesta terça em Porto Alegre autorizou clube a utilizar mais R$ 5,6 milhões em repasses do governo do estado, através de isenções fiscais


Um acordo selado nesta terça-feira autorizou o Inter a utilizar mais R$ 5,6 milhões em repasses do governo do estado, através de isenções fiscais, para dar avanço ao pagamento dos gastos com estruturas temporárias durante a Copa do Mundo, no Beira-Rio. O uso do valor foi liberado pelo Ministério Público Estadual (MP), que, antes do Mundial, iniciou uma investigação para esclarecer os motivos dos investimentos com recursos públicos. O estádio sediou cinco jogos.

O MP, contudo, ainda não permite que o clube quite a dívida. Segundo o promotor Nilson de Oliveira Rodrigues Filho, uma última parcela pendente, de aproximadamente R$ 4,2 milhões, não foi justificada satisfatoriamente. 

- As empresas (contratadas pelo Inter) ainda não apresentaram comprovação que justifique liberar esse valor com recursos de isenções fiscais concedidas pelo estado. Quando documentos forem apresentados, iremos analisar a última liberação - disse o promotor ao GloboEsporte.com.

De acordo com Rodrigues Filho, o recurso já foi repassado pelo estado e está depositado em uma conta, atualmente sob um bloqueio recomendado pelo MP e acatado pelo Inter. O contrato para a instalação das estruturas temporárias, espaço que foi usado para oferecer estrutura a patrocinadores e imprensa na Copa, custou cerca de R$ 24 milhões. Com a liberação desta terça, mais de R$ 19 milhões já estão pagos, conforme o MP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...