Copa 2014: Telebras publica balanço final de investimentos

12/09/2014

Empresa respondeu pela construção da rede de fibra óptica usada na transmissão de imagens de alta definição nas sedes do evento

A Telebras divulgou nesta quinta-feira (11) o balanço final de investimentos para a implantação de infraestrutura da rede de fibra óptica na Copa do Mundo: R$ 89,9 milhões foram gastos para atender a competição entre os anos de 2012, 2013 e 2014.

A previsão inicial de gastos, divulgada pela Telebras em julho, indicou um valor superior a R$ 90 milhões, mas houve ajustes na contratação e cancelamentos de algumas ordens de serviços.

Esta é a posição fechada de 2012 a 2014 e inserida no Portal da Transparência da Copa do Mundo de 2014, com os valores oficializados junto ao Gecopa (Ministério dos Esportes) e o Ministério das Comunicações, com data de fechamento de 31 de julho de 2014.

Foram investidos R$ 39,6 milhões em 2012, R$ 28,1 milhões em 2013 e mais R$ 22,2 milhões em 2014, com um total de R$ 89.938.721,62.

A Telebras foi a empresa responsável pela construção da rede de fibra óptica usada na transmissão de imagens de alta definição (HDTV – vídeo e áudio) entre as 12 Arenas e o Centro Internacional de Coordenação de Transmissão (IBC) no Rio de Janeiro. A empresa também interligou os centros de treinamento das seleções de todos os países ao IBC.

Cidades-sede

A cidade-sede que recebeu mais investimentos, nestes três anos, foi o Rio de Janeiro, com R$ 18,3 milhões, seguida de Belo Horizonte, com R$ 12,2 milhões, e Brasília, com R$ 11,5 milhões. Estes investimentos mais altos são justificados porque Belo Horizonte foi a sede do Centro Internacional de Coordenação de Transmissão (IBC) da Fifa na Copa das Confederações 2013, enquanto o Rio foi a sede do IBC na Copa do Mundo de 2014. Este ano, todas as imagens em alta definição dos jogos foram concentradas no IBC do Riocentro (RJ).

Em 2014, entraram nas despesas também os centros de treinamento em Maceió (AL), com R$ 3,2 mil e em Vitória (ES), com R$ R$ 17,4 mil. Além de investimentos de R$ 140,6 mil na cidade de Maceió.

Ao todo, a Telebras transmitiu 166 terabytes de dados no anel óptico interligando as 12 arenas da Copa ao IBC da Fifa no Rio de Janeiro. Foram cerca de 517 horas de transmissão na dupla abordagem entre as arenas e o IBC, de onde as imagens foram distribuídas a mais de 200 emissoras de TV de vários países em contrato com a Fifa.

Para construir e operar essa rede de 15.280 km interligando os estádios ao IBC a Telebras mobilizou 229 colaboradores em atuação direta, além de 72 pessoas de empresas parceiras e 142 de fornecedores.

Transparência

Com o objetivo de dar maior transparência da participação da Telebras nas ações para implantar essa infraestrutura, de acordo com a Matriz de Responsabilidades da Resolução Gecopa 24 e em observação ao item 9.4 do acórdão nº 299/2014-TCU-Plenário, disponibilizamos no Portal da Transparência as informações sobre os dispêndios alocados pela empresa agregados por cidade-sede.

Detalhamento dos dados orçamentários e de execução dos projetos para o Mundial de Futebol pode ser visualizado no Portal da Transparência da Copa do Mundo de 2014.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...