Centro Estadual de Treinamento já se beneficia dos materiais utilizados da Copa do Mundo

A pista de atletismo do Cete é um dos locais que estão sendo qualificados com equipamentos 
provenientes das estruturas temporárias - Foto: Djavan Quadros/ Fundergs.

02/08/2014

O Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete) já está utilizando boa parte dos materiais das estruturas complementares e temporárias que estavam no estádio Beira-Rio durante a Copa do Mundo. Itens como as divisórias, que serviam para organizar a zona mista do estádio, local de entrevistas por onde passaram Messi, Robben, Benzema e os alemães campeões mundiais, agora integram o mobiliário do maior espaço público esportivo do Estado, que fica no bairro Menino Deus, na Capital.

“O Cete é um equipamento que tem a função de ser um centro de referência no meio esportivo, o que significa estar sempre com recursos atualizados. Dessa forma, esses materiais da Copa irão colaborar para manutenção das atividades com qualidade”, destacou o presidente da Fundação de Esporte e Lazer do RS (Fundergs), Claudio Gutierrez.

Entre os itens aproveitados estão cones, lixeiras, cavaletes, luminárias e relógios digitais, com bom aproveitamento na pista de atletismo. “Apesar de ser uma pista planejada para treinos e competições, o Cete divide o uso com o público em geral para caminhadas e atividades que proporcioenem qualidade de vida. "Esses cones servem para delimitar a área de caminhada e o trote (a corrida mais lenta) para competições”, explica o professor de Educação Física Pedro Vasconcelos Moraes.

Crédito: Brunno Prado/Fundergs

Assim como os cones substituíram os antigos, que estavam em menor número e desgastados pelo tempo, o mesmo ocorreu com outros materiais. “Estamos utilizando os cavaletes para disponibilização de informações ao público no lugar dos que estavam velhos. O relógio digital, que permite avistar de longe hora e temperatura, colocamos no lugar de um antigo relógio de ponteiro”, completa Moraes.

Ao redor de toda a pista principal ainda foram espalhadas lixeiras para resíduos orgânicos e recicláveis, e cones grandes foram alocados no estacionamento. Os relógios também estão sendo instalados dentro dos ginásios que agora possuem, também, tapetes vermelhos no espaço para a prática de lutas.

Além do Cete, outros sete órgãos do Estado ganharam os materiais utilizados nas estruturas complementares e temporárias do estádio Beira-Rio em processo coordenado pelo Comitê Gestor da Copa (CGCopa), órgão vinculado à Secretaria de Esporte e do Lazer (SEL). 

Cete

O Cete atende diariamente 3 mil pessoas, das 7h às 22h, que procuram o local para exercícios leves e para o treinamento de alto rendimento. Possui infraestrutura para prática de cerca de 20 modalidades esportivas, e atua na inclusão e iniciação em vôlei, basquete e atletismo. Além disso, as federações esportivas utilizam o Centro para a prática de ginástica artística, paraesgrima e lutas, como boxe, muay thai, MMA e jiu jitsu, entre outros

Programa de Grandes Eventos Esportivos

O Programa de Grandes Eventos Esportivos do Rio Grande do Sul, instituído pela lei 14.488 e regulamentado pelo decreto 51.355, estabeleceu a isenção fiscal de até R$ 25 milhões para as empresas privadas que aplicaram recursos nas estruturas temporárias necessárias para a realização dos jogos da Copa do Mundo no estádio Beira-Rio.

Além de destinar um investimento ao Fundo Estadual do Esporte (cerca de R$ 2,5 milhões foram captados), as empresas comprometeram-se a repassar ao Estado parte dos materiais utilizados nas instalações que circundavam o estádio. Os equipamentos a serem recebidos pelo Executivo gaúcho somam R$ 2,4 milhões, itens previstos como legado pelas empresas financiadoras das estruturas complementares e temporárias. Além disso, serão doados, pelas mesmas empresas, outros itens, cujo orçamento total soma R$ 621 mil.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...