Porto Alegre dá exemplo e resíduos orgânicos da Copa viram combustível

Foto: Divulgação

11/07/2014

Um projeto inovador fez Porto Alegre se diferenciar das demais cidades sede da Copa do Mundo no quesito sustentabilidade: os resíduos gerados em dois espaços do evento (Acampamento Farroupilha e Fifa Fan Fest) foram transformados em combustível para abastecer o próprio caminhão que fez a coleta nos dias do mundial. O chamado GNVerde, marca exclusiva da Companhia de Gás do Estado (Sulgás), é um gás gerado a partir da decomposição de resíduos orgânicos que possui características químicas semelhantes ao gás natural, podendo ser utilizado para abastecer veículos.

A ação foi idealizada pela Sulgás em parceria com o Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), Câmara Temática de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Comitê Gestor da Copa RS, Secretaria Estadual do Esporte e do Lazer (Sel), Iveco-Bivel, Realeza Furgões e Consórcio Verde-Brasil, formado pelas empresas Ecocitrus e Naturovos.

A Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes-RS) também deu apoio com o fornecimento das lixeiras e disponibilizando equipes para orientarem os participantes do Acampamento Farroupilha sobre a correta segregação do material orgânico. Na Fifa Fan Fest, o projeto foi integrado ao programa “Resíduo Zero”, do DMLU, que faz parte do Plano de Ação para Limpeza Urbana na Copa do Mundo 2014.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...