Alunos do RS garantem 6º lugar em campeonato mundial de robótica

Estudantes foram destaque brasileiro na competição
(Foto: Jorge Jardim Júnior/Arquivo Pessoal)

29/07/2014 

Estudantes competiram com equipes de mais de 30 países.
Robocup 2014 aconteceu em João Pessoa, na Paraíba, em julho.

Estudantes de São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, foram destaque na Robocup 2014, a Copa do Mundo da Robótica. A equipe “The NXTs”, formada por alunos do 7º ano do Colégio Sinodal, garantiu o sexto lugar ao competir com jovens de mais de 30 países. Times da capital gaúcha também ganharam prêmios na competição.

O evento aconteceu entre os dias 19 a 25 de julho, em João Pessoa, na Paraíba. Os gaúchos do Sinodal participaram da categoria Robocup Júnior, na modalidade “Rescue”. Os grupos tinham como objetivo desenvolver um robô que, através da linguagem da programação, percorreria um caminho simulando um resgate. Os meninos da NXTs ficaram atrás apenas das equipes da Alemanha e da Hungria.

O professor Jorge Jardim Júnior aponta que o tema não foi novidade para os alunos, que se acostumaram com a tecnologia durante as aulas de robótica na instituição. "O interessante é que os robôs têm os mesmos mecanismos daqueles que detectam pessoas na porta do elevador ou que emitem sons quando um motorista vai estacionar o carro", completa.

Além do sexto lugar, a equipe “The NXTs” ficou na segunda posição mundial na modalidade “Superteam”, em que diferentes times deveriam unir-se em duplas para resolver um desafio de última hora. "Tínhamos 24 horas para reprogramar os robôs de forma que, juntos, resolvessem a missão entregue. Nossa dupla foi o time da Croácia", comenta Júnior.

A equipe Cone, formada por alunos da 8ª série e Ensino Médio do Sinodal, também ficou entre as 30 melhores do mundo.

Classificação

Os estudantes garantiram a classificação para o Mundial no ano passado, quando a equipe Cone, dos alunos do Ensino Médio, ficou na quarta posição da Olimpíada Brasileira de Robótica, competindo com escolas públicas e técnicas de Porto Alegre e outras cidades do Brasil.

O restante dos alunos do ensino fundamental e também da equipe “The NXTs” ficaram entre os cinco melhores. Esse resultado levou os alunos do professor Jorge Jardim Júnior a se classificarem como uma das únicas escolas brasileiras com duas equipes de níveis diferentes no Mundial, de acordo com a instituição.

Fonte: G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...