Suíça 2 x 1 Equador – De virada e nos minutos finais

Foto: Divulgação

16/06/2014

O gol da vitória foi marcado aos 47 minutos do segundo tempo
    
Favorita ao lado da França para se classificar às oitavas de finais, a Suíça começou a Copa do Mundo sofrendo, mas com o pé direito. Na tarde deste domingo, em um jogo muito emocionante realizado no Estádio Mané Garrincha, a Nati saiu atrás do placar, mas conseguiu correr atrás e bateu o Equador, por 2 a 1. O gol da vitória foi marcado aos 47 minutos do segundo tempo.

Com o resultado positivo e os primeiros três pontos somados, a Suíça vai estar entre os melhores colocados do Grupo E até o fim da primeira rodada, enquanto o Equador segue sem pontuar. França e Honduras são as outras duas seleções que estão na chave.

GOL EQUATORIANO E PRESSÃO DA SUÍÇA

Com a maioria da torcida presente no Mané Garrincha, o Equador iniciou a partida esboçando uma pressão na Suíça, mas sem conseguir finalizar, tanto que o primeiro chute foi dos europeus, aos 13 minutos. Xhaka recebeu de fora da área e arriscou para fora. Principal esperança dos suiços, Xhaqiri fez boa jogada inidivudal e bateu rasteiro. Domínguez defendeu com segurança, no centro do gol.

Melhor em campo, a Suíça seguia levando perigo em finalizações de fora da área. Aos 19 foi a vez de Ricardo Rodríguez bater e Domínguez espalmar pela linha de fundo. Dois minutos depois, porém, o Equador aproveitou uma falha da defesa adversária para abrir o placar. Falta cobrada e Enner Valencia subiu livre, apenas desviando de cabeça. Na frente, os equatorianos recuaram e passaram a explorar o contra-ataque.

Xhaqiri cobrou escanteio na segunda trave e Behrami cabeceou para boa defesa de Domínguez. Os jogadores reclamaram de um toque na mão dentro da área de um zagueiro equatoriano, mas o árbitro mandou o lance seguir. Aos 35, Ilner arriscou de longe e o goleiro salvou com as pontas dos dedos, espalmando pela linha de fundo. A pressão sobre o Equador era grande e se intensificou ainda mais nos minutos finais, mas a Suíça não conseguiu chegar ao empate.

DE VIRADA

Assim como terminou o primeiro tempo, a Suíça voltou do intervalo pressionando o Equador e quase empatou aos dois minutos. Lichtsteiner finalizou, a bola desviou no meio do caminho e passou raspando a trave. Na cobrança de escanteio, Ricardo Rodriguez mandou na primeira trave e Mehmedi, que entrou no intervalo, subiu livre, desviando de cabeça para o gol.

Aos 14 minutos, Enner Valencia fez boa jogada na entrada da área e bateu colocado. Benaglio apenas olhou a bola passar raspando o travessão e ir na rede pelo lado de fora. Na sequência, Noboa arriscou rasteiro e o goleiro suiço defendeu com segurança.Os equatorianos começaram a gostar do jogo e quase ficaram na frente novamente do placar em finalização de Montero. Benaglio salvou com os pés.

A Suíça até conseguiu virar com Drmic, mas o árbitro assinalou impedimento, de forma equivocada, do atacante e anulou o gol. Aos 27, Mehmedi puxou contra ataque e tocou para Shaqiri, que soltou a bomba na rede pelo lado de fora. Na sequência, Arroyo ganhou na velocidade e tocou na saída do goleiro. Von Bergen apareceu bem e salvou quase em cima da linha.

Arroyo cobrou falta, a bola desviou na barreira e quase enganou Benaglio, que ainda conseguiu defender. Quando parecia que a partida terminaria empatada, a Suíça acertou um contra ataque mortal, aos 47 minutos. Mehmedi desceu em velocidade e tocou para Ricardo Rodríguez, que cruzou rasteiro. Seferovic apareceu livre e concluiu de primeira.

PRÓXIMOS JOGOS

As duas seleções voltam a campo somente na próxima sexta-feira, pela segunda rodada do Grupo E. A Suíça enfrenta a França, às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, enquanto Equador terá pela frente a Honduras, às 19 horas, na Arena da Baixada, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

SUÍÇA 2 X 1 EQUADOR

SUÍÇA - Diego Benaglio; Stephan Lichtsteiner, Johan Djourou, Von Bergen e Ricardo Rodriguez; Valon Behrami, Gokhan Inler, Granit Xhaka, Shaqiri e Valentin Stocker (Mehmedi); Josip Drmic (Seferovic). Técnico: Ottmar Hitzfeld

EQUADOR - Domínguez; Paredes, Erazo, Guagua e Ayovi; Noboa, Gruezo, Valencia, Montero e Enner Valencia; Caicedo (Arroyo). Técnico: Reinaldo Rueda.

GOLS: Enner Valencia aos 21 minutos do primeiro tempo; Mehmedi aos três e Seferovic aos 47 minutos do segundo tempo

ÁRBITRO: Ravshan Irmatov (UZB)
ASSISTENTES: Abduxamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (KGZ)
CARTÕES AMARELOS: Djourou (Suíça); Paredes (Equador)
PÚBLICO: 68.351 torcedores
RENDA: Não divulgada.
ESTÁDIO: Mané Garrincha, em Brasília.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...