Portugal 2 x 1 Gana - CR7 marca, mas Portugal dá adeus precoce

Foto: Divulgação

26/06/2014

Em tarde conturbada, Portugal fez a lição de casa e venceu Gana em crise

Em um Grupo G todo embolado e com situações curiosas antes da partida, Portugal e Gana se enfrentaram no Mané Garrincha, em Brasília. Em busca da tão sonhada classificação para as oitavas de final, as duas equipes necessitavam mais do que nunca da vitória. Entretanto a vida dos Portugueses não era fácil, precisavam golear e torcer contra os EUA. Gana , por sua vez vivendo uma crise antes da partida também precisava a qualquer custo da vitória. Em um jogo de poucas oportunidades, Portugal se impôs e venceu Gana pelo placar de 2 a 1. Cristiano Ronaldo não saiu em branco e se despediu precocemente do Mundial, com apenas um gol, que sequer comemorou.

Foto: Divulgação

Com o resultado as duas equipe acabaram eliminadas, Portugal e Gana precisavam vencer e de uma combinação de resultados, fato que não aconteceu e acabou eliminando as duas equipes da Copa. Classificando assim, Alemanha na liderança do Grupo H e Estados Unidos em segundo.

SITUAÇÃO A PARTE!

Na véspera da partida decisiva, Gana se viu envolvida em uma crise. Os jogadores fizeram um uma greve e não treinaram na última terça-feira. O motivo? Pelo fato dos jogadores ganeses estarem com a premiação atrasada. A tentativa de boicote deu certo, o presidente do país, John Dramani, se comprometeu com os atletas e disse que pagaria os US$ 3 milhões (R$ 6,7 milhões), antes da partida. O mandatário cumpriu com a sua palavra.

Não bastasse esse fato, outras duas bombas acabaram caindo na concentração ganesa. Suley Muntari e Kevin Prince Boateng, ambos por indisciplina foram cortados da seleção. Muntari teria supostamente agredido um dos dirigentes de Gana, enquanto Boateng teria agredido verbalmente, com palavras vulgares o técnico da seleção Kwesi Appiah.

CRISE DOS DOIS LADOS!

Não satisfeito com a crise dos africanos, Portugal por sua vez, se não vencer alcançará seu pior desempenho em seis participações no Mundial, superando até as eliminações na fase de grupos em 1986 e 2002.

O JOGO

Sonhando ainda com a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo, Portugal e Gana colocaram ingredientes a mais na partida. Pelo lado dos portugueses, Cristiano Ronaldo precisava mostrar o futebol que o levou a conquistar a Bola de Ouro e salvar sua seleção da pior campanha em Mundiais. Já os africanos tinham a obrigação de esquecer os problemas extracampos e focar apenas no embate.

Com essas situações, a partida apontava ser um jogo bastante aberto e reservando boas situações para as equipes. Portugal começou melhor e logo aos cinco minutos assustou o goleiro ganês. Em uma tentativa de cruzamento, Cristiano Ronaldo acertou a trave e quase abriu o placar. Melhor na partida, Portugal chegou novamente com perigo, mais uma vez, com o melhor do Mundo. Em uma cabeçada, à queima roupa do craque, o goleiro Dauda fez a defesa e salvou os africanos.

Gana não se intimidava com a pressão portuguesa e se arriscava dando o contra-ataque para os adversários. Em um desses lances, os portugueses abriram o placar, aos 30 minutos da primeira etapa. Após cruzamento de Miguel Veloso, Boye tentou fazer o corte e jogou contra o próprio gol.

CR7 FEZ O DELE!

Com o resultado a seu favor, os comandados de Paulo Bento voltaram com a mesma vontade para a segunda etapa, trocavam passes na intermediaria de ataque e envolviam a defesa de Gana. Sem forçar muito, Portugal deu campo para a adversário jogar.

Sem se dar por vencido, os africanos jogavam todas suas esperanças, porém, não colocavam em campo a mesma qualidade técnica demonstrada nos últimos jogos. Os ganeses partiam pra cima na base da vontade, e isso fez diferença. Em uma descida rápida, o ataque ganês pegou a defesa de Portugal desarrumada e em um cruzamento pela esquerda conseguiu o gol. Asamoah Gyan sozinho dentro da área cabeceou pra baixo e empatou a partida, aos 11 minutos da segunda etapa.

Em uma infelicidade do goleiro Dauda, Portugal passou novamente a frente no marcador. O goleiro rebateu a bola para o meio da área, Cristiano Ronaldo chutou forte e ampliou o marcador, aos 34 minutos da segunda etapa. Os ganeses cansados fisicamente aceitavam a avalanche portuguesa em busca de ampliar a vantagem. Sem conseguir encaixar boas jogadas para liquidar a partida, Portugal tentou até o ultimo minuto e parou na defesa de Gana.

FICHA TÉCNICA

PORTUGAL 2 x 1 GANA

PORTUGAL - Beto (Eduardo); João Pereira (Varela), Pepe, Bruno Alves e Miguel Veloso; William Carvalho, Rúben Amorim, João Moutinho e Nani; Éder e Cristiano Ronaldo. Técnico: Paulo Bento.

GANA - Dauda; Afful, John Boye, Mensah e Kwadwo Asamoah; Badu, Rabiu (Acquah) e Andre Ayew (Wakaso); Atsu, Waris (Jordan Ayew) e Asamoah Gyan. Técnico: Kwesi Appiah.

GOLS - Boye (contra), aos 30 minutos do primeiro tempo; Gyan, aos 11, e Cristiano Ronaldo, aos 34 minutos do segundo tempo.
CARTÕES AMARELOS - Afful e Warris (Gana); João Moutinho (Portugal).
ÁRBITRO - Nawaf Shukralla (Fifa/Bahrein).
RENDA - Não disponível.
PÚBLICO - 67.540 pessoas.
LOCAL - Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...