Itália 0 x 1 Uruguai - Cai mais um campeão mundial

Foto: Divulgação

25/06/2014

Em jogo disputado na Arena das Dunas, sagrou-se vitorioso e consegue chegar às oitavas de final no grupo da morte.

No jogo decisivo para o grupo da morte, mais um campeão mundial daria adeus para a Copa do Mundo no fim da partida. O empate classificava a seleção italiana, e o Uruguai precisava de uma vitória simples para classificar às oitavas de final.

O JOGO

Uruguai entrou no gramado em Natal muito recuado e fechando os espaços. Com a proposta de jogar no contra-ataque, a equipe celeste viu os italianos tocarem por mais de 60% a bola no primeiro tempo. As jogadas mais importantes do Uruguai vieram do lado esquerdo do campo de ataque, com o Rodríguez, mas a composição tática do Cavani foi elogiável. Com a bola no pé, Óscar Tabárez mandava o atacante do PSG procurar a tabela e jogar enfiado, sem a bola, o camisa 21 voltava ao círculo central para anular Pirlo no começo das jogadas.

Foto: Divulgação

Com o passar do tempo, a celeste viu a Itália sem objetividade, tocando a bola e tentando chutes de fora da área, e foi pra cima do goleiro Buffon. Com linhas bem compactas, Lodeiro trabalhou bem a bola no primeiro tempo. Em uma boa tabela com Suárez, o craque do Liverpool saiu na cara do gol e tentou o cruzamento rasteiro. Buffon espalmou e a bola ainda sobrou de novo com Lodeiro que tentou outro arremate, mas o arqueiro italiano estava muito ligado.

No intervalo os técnicos resolveram mexer nas equipes. Balotelli recebeu um cartão amarelo muito infantil no primeiro tempo - o italiano deu uma voadora na cabeça de Álvaro Pereira - e foi substituído por Marco Parolo. Na celeste, Lodeiro deixou o gramado para entrar Maxi Pereira. E a substituição surtiu efeito.

O Uruguai voltou pro segundo tempo muito mais incisivo, e fez a tetracampeã Itália se apequenar no campo de defesa. Em um dos primeiros lances do segundo tempo, o árbitro mexicano deu um cartão amarelo estranho para Arévalo, sem o mesmo critério do primeiro tempo. E essa foi a tônica do tempo complementar. Em uma falta infantil no campo de defesa, Marco Rodriguez viu a agressão de Marchisio em Arévalo, e expulsou o italiano.

Dali em diante, só deu celeste no jogo, e foi a Itália que passou a jogar no contra-ataque. Tocando bola no campo de ataque, de um lado pro outro, mas Buffon não dava chance. O Uruguai precisava de um gol para ir às oitavas de final. E depois de muito tentar, finalmente Godín conseguiu colocar a bola nas redes.

Ramírez, que entrou no segundo tempo, cobrou um escanteio com perfeição, na cabeça de Godín, que assim como no Atlético de Madrid, fez um gol heroico, que até aquele momento era o gol classificatório para a celeste. Com o gol, a Itália resolveu ir ao campo de ataque mesmo com um jogador a menos. Mas já não dava mais tempo. Sem Balotelli, e com Immobile pouco inspirado, Muslera não teve grande trabalho.

Suárez também se animou com o gol celeste. O jogador do Liverpool fez boas arrancadas, tentou o segundo gol uruguaio, mas não teve sorte e errou alguns passes. O jogador que foi decisivo contra a Inglaterra, jogou os 90 minutos, não sentiu ou não alegou nenhum incomodo. O camisa 9 ainda protagonizou uma mordida em Chiellini, mas o árbitro fez que não viu.

No fim do jogo, a Itália viu-se eliminada mais uma vez na fase de grupos. Uma decepção para os tetra campeões mundiais. Balotelli chorou e Pirlo saiu de campo para o que pode ser a sua ultima Copa do Mundo. A celeste comemorou muito com a torcida uruguaia que compareceu ao estádio.

PRÓXIMO JOGO

O próximo confronto uruguaio nas oitavas de final é sábado, às 17h, no Maracanã, contra o primeiro primeiro colocado do grupo C, que tem Colômbia e Costa do Marfim.

FICHA TÉCNICA

ITÁLIA: Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Darmian, Verratti (Thiago Motta), Marchisio, Pirlo e De Sciglio; Immobile (Cassano) e Balotelli (Parolo). Técnico: Cesare Prandelli.

URUGUAI: Muslera; Cáceres, Giménez, Godín e Álvaro Pereira (Stuani); Arévalo Ríos, Álvaro González, Cristian Rodríguez (Gastón Ramírez) e Lodeiro (Maxi Pereira); Luis Suárez e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez.

ÁRBITRO: Marco RODRIGUEZ (MEX)
ASSISTENTES: Marvin TORRENTERA (MEX) e Marcos QUINTERO (MEX)
GOLS: Godín, aos 35 minutos do segundo tempo.
CARTÃO AMARELO: Balotelli (Suspenso), De Sciglio(Itália), Arévalo, Muslera (Uruguai)
CARTÃO VERMELHO: Marchisio
RENDA: Não divulgado.
PÚBLICO: 39.706 pessoas
LOCAL: Arena das Dunas, Natal (RN).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...