Itália 0 x 1 Costa Rica - Favorita? Quem? Costa "Zica" extermina o Grupo da Morte

Foto: Divulgação

21/06/2014

A "zebra" da Copa do Mundo carimbou a classificação ao derrotas Itália e Uruguai, dois campeões Mundiais

Inacreditável! A Costa Rica é a primeira seleção a carimbar uma vaga nas oitavas de final do “Grupo da Morte”. Os costarriquenhos desbancaram três, isso mesmo, três campeões mundiais e ganhou o posto da maior “zebra” da Copa do Mundo. Na tarde desta sexta-feira, venceram a Itália pelo placar de 1 a 0, com gol do capitão Bryan Ruiz, que contou novamente com ajuda da tecnologia, e fez com que o acústico da Arena Pernambuco fosse aos gritos de “olé”.

Com a classificação confirmada, a Costa Rica carimba também a eliminação da Inglaterra. O English Team ainda não pontuou no torneio, mas com o confronto entre Itália e Uruguai fica impossibilitado de ficar com uma das vagas do Grupo D.

Para ficar com a liderança, a Costa Rica precisa apenas de um empate contra mais uma campeã do Mundo, a eliminada Inglaterra. Já o outro classificado, sairá no confronto entre Itália e Uruguai, que ainda lutam também pela primeira colocação. Dois dos favoritos, ficarão de fora das oitavas de final e darão as mãos para a Espanha para seguirem rumo suas casas.

OUTRA ZEBRA?
Surpresa? A Costa Rica entrou em campo contra a Itália como a maior zebra, até então, da Copa do Mundo. A Eliminação da Espanha não era prevista por ninguém, mas a vitória dos costarriquenhos diante da Uruguai, por 3 a 1, pegou todos de surpresa, quebrando muitos apostadores e frequentadores de bolões.

Contra a Itália,a Costa Rica poderia apresentar o mesmo futebol que demonstrou diante do Uruguai? Seria possível mais uma faça desse tamanho? Os costarriquenhos provaram que sim e dominaram praticamente o primeiro tempo. Parando ninguém menos do que a tetracampeã Mundial e favorita Itália.

Logo nos minutos iniciais, a Costa Rica ficou com mais de 60% com as bolas nos pés e apostavam nas jogadas de velocidade. A primeira chance veio aos sete, quando Buffon saiu mal do gol, após cabeceio de Borges em cruzamento de Bolaños, mas a zaga afastou a tempo. Aos poucos, a Itália foi equilibrando o embate, mas seguia com dificuldade na criação.

A principal arma da Itália era com Balotelli. O artilheiro perdeu duas grandes chances de abrir o marcador. Aos 31 minutos, Pirlo tocou, o camisa 9 tentou cobertura, mas pegou de canela e mandou para a linha de fundo. Em seguida, o astro do Milan parou nas mãos do goleiro Navas, após chute de primeira.

Mesmo assustando com Balotelli, a Itália sofria uma leve pressão da Costa Rica, que saia muito bem nos contra-ataque. Os costarriquenhos só não abriram o placar aos 42 minutos, pois o árbitro não marcou pênalti de Chiellini em cima de Campbell. No lance seguinte, porém, foram recompensados. Díaz fez boa jogada pelo lado esquerdo de campo e cruzou para Bryan Ruiz. O capitão cabeceou, a bola bateu no travessão e pingou dentro do gol. Com a ajuda da tecnologia, o árbitro apontou o meio de campo. Por mais difícil de acreditar, a Costa Rica foi para o intervalo a frente do marcador.

NÃO É QUE DEU ZEBRA!

Foto: Divulgação

O Clima esquentou nos vestiários. Reservas de Costa Rica e Itália se estranharam e uma briga foi evitada por muito pouco. A apreensão estava nas caras dos italianos, que iam desesperadamente ao ataque. Darmian arriscou, mas Navas defendeu. Em seguida, foi a vez de Pirlo. Em cobrança de falta, o craque obrigou a mais uma grande defesa do arqueiro costarriquenho.

A Costa Rica se fechou, mas saia bem nos contra-ataques e por pouco não fez o segundo. Lançamento para Ruiz. O meia sairia na cara do gol, porém, Buffon jogou como líbero e deu um chutão para frente. A rede não balançou, mas os costarriquenhos entraram em festa. Junto com os brasileiros, incentivavam os jogadores com gritos de “olé”.

O tempo foi passando e o desesperos batendo nos italianos. A Itália parou no sistema defensivo da Costa Rica. Os costarriquenhos faziam o jogo de suas vidas e ficaram muito perto de garantir a primeira colocação do grupo. A dificuldade dos italianos na partida, ficou evidente no chute de Cerci, que tentou o voleio e por pouco não jogou a bola para fora do estádio.

PRÓXIMOS JOGOS
Na próxima partida, a Costa Rica tenta a primeira colocação do Grupo D diante da Inglaterra na terça-feira, às 13h, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Já Itália e Uruguai buscam a classificação no confronto marcado para o mesmo dia e horário, na Arena das Dunas, em Natal.

FICHA TÉCNICA

ITÁLIA 0 x 1 COSTA RICA

ITÁLIA - Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini e Darmian; Thiago Motta (Cassano), De Rossi, Pirlo, Marchisio (Cerci) e Candreva (Insigne); Balotelli. Técnico: Cesare Prandelli.

COSTA RICA - Navas; Oscar Duarte, González e Umana; Gamboa, Borges, Tejeda (Cubero), Bolaños, Ruiz (Breñes) e Diaz; Campbell (Marco Ureña). Técnico: Jorge Luis Pinto.

GOL - Ruiz, aos 43 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS - Balotelli (Itália); Cubero (Costa Rica).
ÁRBITRO - Enrique Osses (Fifa/Chile).
RENDA - Não disponível.
PÚBLICO - 40.285 pessoas.
LOCAL - Arena Pernambuco, no Recife (PE).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...