França 3 x 0 Honduras - União de povos e tecnologia marca estreia do RS na Copa do Mundo de 2014

Tarso Genro assistiu à partida junto de autoridades locais e internacionais - Foto: Camila Domingues.

18/06/2014

Em um Estado marcado pelas fortes tradições e a paixão pelo futebol, um jogo de Copa do Mundo, após 64 anos, não poderia ser diferente. A partida França x Honduras, realizada neste domingo (15), misturava o orgulho dos gaúchos com o ambiente global e de diferentes cores da maior competição esportiva do planeta. “Os gaúchos, gremistas, colorados e torcedores dos times do interior fizeram uma bela festa e foram brindados com um grande jogo. O Rio Grande do Sul está de parabéns”, destacou o governador Tarso Genro, que acompanhou a partida.

Enquanto na tribuna principal, o governador do Estado recepcionava o presidente de Honduras, Juan Hérnandez, e a ministra das Mulheres, Cidades, Juventude e dos Esportes da França, Najat Vallaud, juntamente com o prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, e o secretário-geral da Fifa, Jèrôme Valcke, nas arquibancadas e no entorno do estádio Beira-Rio, o megaevento foi capaz de superar rivalidades ao unir gremistas e colorados e despertar o interesse de diversas torcidas, de diferentes partes do mundo. 

Além de franceses e hondurenhos, que prestigiavam suas seleções, os torcedores da dupla grenal e de equipes do interior do Estado, como o Juventude, se misturavam a outros tantos povos. Estado com grande faixa terrestre fronteiriça, o Rio Grande do Sul recebeu, em sua primeira partida da Copa, muitos argentinos, uruguaios, tradicionais vizinhos, e também chilenos. Ainda era possível observar outras camisetas, de outras cores diversas, no estádio Beira-Rio, além da forte presença do vermelho.

Dentro de campo, coube ao francês de origem argelina Karim Benzema dois dos três gols que deram a vitória à equipe francesa. Aos 45 minutos do primeiro tempo, ele abriu o marcador, numa cobrança de penâlti. Aos três minutos do segundo tempo, o atacante dos Les Bleus, como é carinhosamente chamado o time da França, marcou novamente em um lance polêmico. O árbitro Sandro Meira Ricci marcou gol contra do goleiro Valladares na cobrança do camisa 10 francês, mas foi contestado pela equipe de Honduras. 

A mais recente inovação das Copas, a tecnologia da linha do gol, detectou que a bola passou da linha, portanto, validando o gol francês pela tecnologia. A partida foi, também, o primeiro jogo da Copa do Mundo 2014 apitada por um árbitro brasileiro. Para encerrar a goleada, aos 26 minutos da etapa complementar, Benzema pega o rebote e marca o terceiro gol.

A torcida francesa, presente em grande número, cantou seu hino após um problema técnico que impediu a execução do mesmo pelos equipamentos de som. Em menor número, os hondurenhos ganharam reforço da torcida brasileira. Muitos gaúchos presentes também mostram seu amor às raízes vestindo roupas típicas e portando as bandeiras gaúchas e brasileira. 

O empresário André Zanella produziu uma grande cuia em isopor e explicava o significado do chimarrão aos estrangeiros. “Fiz essa cuia com a ideia de divulgar o RS, nossas tradições, e já fui abordado por franceses, hondurenhos, colombianos e venezuelanos”, contou. A partida teve espaço, ainda, para coro de torcedores colorados, gremistas, hondurenhos e até chilenos, também presentes em grande número.

A visão dos estrangeiros
Além da vitória de sua equipe, o francês Esposito François deixa Porto Alegre, após três dias de estadia, com impressões positivas. “Uma cidade muito interessante, com um povo muito feliz e divertido, ressaltou o torcedor de Bordeaux. Já o hondurenho Emilio Fonseca, que reside no Brasil, sentiu-se em casa na capital gaúcha. “Porto Alegre me lembra a capital de Honduras, Tegucigalpa, pelas suas partes altas e estilo das casas”, disse.

O jogo: França 3x0 Honduras

Escalação
França: Lloris, Debuchy, Varane, Sakho, Evra, Cabaye (Mavuba), Matuidi, Pogba(Moussa), Sissoko, Valbuena (Giroud),Griezmann eBenzema. Técnico: Didier Deschamps

Honduras: Valladares, Beckeles, Víctor Bernardez(Osman Chávez), Maynor Figueroa eIzaguirre,
Luis Garrido, Espinoza, Wilson Palacios eAndy Najar (Jorge Claros),Jerry Bengston, (Boniek García), Carlos Costly. Técnico: Luis Suárez

Gols: Benzema ( 45 minutos do 1º tempo e 26 minutos do 2º tempo) e Valladares (Contram aos 3 do segundo tempo)

Arbitragem: Sandro Meira Ricci (Brasil), auxiliado por Emerson de Carvalho e Pedro Marcelo Van Gasse (Brasil)
Cartões Amarelos: Evra, Cabaye e Pogba. Luis Garrido, Palacios e Garcia
Público: 43012
Local: Estádio Beira-rio, Porto Alegre-RS - Brasil. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...