Estados Unidos 0 x 1 Alemanha - O jogos dos classificados

Foto: Divulgação

26/06/2014

Estados Unidos e Alemanha classificaram para a próxima fase do Mundial e esperam o resultado de Argélia x Rússia, Coreia do Sul x Bélgica

Pela ultima rodada do Grupo G, a Alemanha venceu os EUA com um belo gol de Thomas Müller, de fora da área. O jogo começou com as duas equipes classificadas, mas com a vitória alemã os ganeses precisavam de uma vitória simples para ir as oitavas de final.

Com a vitória de Portugal, alemães e americanos se classificaram para a próxima fase, contra os classificados do Grupo H, que tem Argélia, Bélgica, Rússia e Coreia do Sul. A torcida americana compareceu ao estádio em Recife e apoiou o tempo inteiro, cantando o tradicional “U-S-A”.

O JOGO

A Alemanha partiu pra cima dos americanos desde o primeiro minuto. Podolski deu mobilidade ao ataque alemão, com ótima participação de Özil no campo ofensivo. Os EUA se limitaram a jogar no contra-ataque e em lançamentos direto para o campo de ataque, procurando Davis. Com a bola no pé, os alemães rodavam a bola pelo círculo central e Schweinsteiger mostrou a habitual qualidade.

Dos onze jogadores em campo, sete são jogadores do Bayern de Munique. E a Alemanha mostrou um futebol parecido com o de Pep Guardiola. Toques de bola, rodando, procurando o espaço e tentando bolas enfiadas dentro da defesa americana. Mas Podolski – atacante do Arsenal – não se mostrava entrosado com esse tipo de futebol.

Foto: Divulgação

O tradicional esquema alemão na Copa (4-1-4-1) transformou-se em 4-2-3-1, com Kroos armando as jogadas e Lahn voltando pra cuidar do primeiro passe. Mas no banco de reservas, Joachim Löw não parava um minuto, pois não gostava do que via. Dentro de campo, Schweinsteiger traduzia o incomodo e gritava com a equipe, pedindo mais dos companheiros.

No primeiro contra-ataque americano que deu certo, a bola caiu no pé de Zusi na ponta esquerda que aproveitou a marcação distante e bateu de fora da área, forte. A bola trouxe muito perigo ao gol de Neuer. E com a torcida a favor dos americanos, a equipe de Beasley e Dempsey foi pra cima e começou a acreditar que poderia achar o gol ainda no primeiro tempo.

O camisa sete americano, Beasley, foi responsável por puxar bons contra-ataques, mas Davis não estava em um bom dia. O atacante americano chegou receber um lançamento de trás e iria acabar na cara do goleiro Neuer, mas tropeçou e caiu na entrada na área. Lá atrás, Howard fez boas defesas, sem chances para Müller e companhia.

O primeiro tempo acabou sem gols e as equipes foram para os vestiários com os nervos a flor da pele. Schweinsteiger saiu de campo discutindo com os jogadores alemães, como se pedisse mais empenho dos companheiros. Na volta ao campo, Löw conversava com Klose – atacante da Lazio – e o artilheiro alemão entrou no jogo. Com a mexida, Müller ficou mais aberto nas pontas e Klose mais centralizado na área, como verdadeiro centroavante.

A cada bola que o atacante da Lazio recebia dentro da área a torcida temia. Em uma bola levantada na área, o artilheiro tentou o cabeceio e errou, a torcida vibrou com o erro do atacante. Klose se igualou ao Ronaldo Fenômeno como artilheiro de todas as copas, com 15 gols, e está à procura do décimo sexto para se tornar o artilheiro isolado da história da Copa do Mundo.

A Alemanha começou o segundo tempo em cima dos americanos desde o início da etapa complementar. Em um escanteio cobrado por Özil da direita, Mertesacker cabeceou sozinho dentro da área e Howard fez grande defesa, mas a bola sobrou nos pés do artilheiro Müller, que bateu forte de fora da área, sem chances para o goleiro.

Foto: Divulgação

A partir do gol a equipe americana ficou nervosa. Davis deu lugar para Bedoya, e o meio campo já entrou em campo mostrando serviço. Na primeira dividida o jogador acertou Schweinsteiger em entrada dura, mas o árbitro ficou só na bronca. Poucos minutos depois, o volante Beckerman acertou de novo o meio campista alemão e o árbitro amarelou, tentando manter o controle da partida.

A Alemanha tentou segurar a bola e voltou a jogar com um toque de bola rápido, rodando a bola até achar os espaços na defesa americana. Aos poucos, os EUA voltaram a procurar jogo, mas poucos puderam fazer na consistente defesa alemã.

Com o jogo se encaminhando para o fim e a posse de bola a favor, a tônica do jogo passou a se chamar Klose. Todas as bolas eram alçadas na área, procurando o artilheiro. Ele se movimentou bastante, mas foi bem marcado. A torcida brasileira presente no estádio continuava comemorando a cada erro do atacante.

ARTILHARIA

O belo gol deu a Müller à companhia de Neymar e Robben como artilheiros da Copa do Mundo, com quatro gols, três deles em cima de Portugal. O jogador deu uma declaração esse semana parabenizando Neymar pela qualidade e revelou que não tem interesse em ser artilheiro, sua maior preocupação é levar os alemães ao título mundial.

PRÓXIMOS JOGOS

A Alemanha joga na próxima segunda, às 17h, no Beira-Rio, contra o segundo colocado do Grupo H, que tem Argélia, Bélgica, Rússia e Coreia do Sul. Os Estados Unidos jogam terça-feira, às 17h, na mística Arena Fonte Nova, pela oitavas de final.

FICHA TÉCNICA

ESTADOS UNIDOS 0 X 1 ALEMANHA

ALEMANHA: Neuer; Boateng, Mertesacker, Hummels e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger (Götze), Özil (Schurrle) e Kroos; Podolski (Klose) e Müller. Técnico: Joachim Löw

ESTADOS UNIDOS: Howard; Johnson, Gonzalez, Besler, Beasley; Beckerman, Jones, Zusi (Yedlin), Bradley, Davis (Bedoya); Dempsey.Técnico:Jürgen Klinsmann

ÁRBITRO: Ravshan IRMATOV
ASSISTENTE: RASULOV (UZB) e KOCHKAROV (KGZ)
GOLS: Müller aos 9' do segundo tempo
CARTÃO AMARELO: Höwedes (Alemanha); Gonzalez e Beckerman (EUA)
PÚBLICO: 41.876 pessoas
RENDA: Não divulgado.
LOCAL: Arena Pernambuco, Recife (PE).



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...