Equipamento antineblina começa a operar no Salgado Filho até 6 de junho

Foto: Divulgação
07/05/2014

Período da Copa coincide com época de nevoeiros na região de Porto Alegre

O equipamento ILS2, que amplia as condições de pouso e decolagem com baixa visibilidade, vai operar no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, até 6 de junho. A estimativa é da Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. A medida pretende assegurar o trânsito de turistas e das 10 seleções que disputarão jogos pela Copa do Mundo no Beira-Rio.

Na manhã de segunda-feira (5.05), uma forte neblina obrigou a interrupção da pista do aeroporto por mais de três horas. O problema é comum nesta época do ano. Segundo levantamento da Infraero, nos meses de maio, desde 2002, o Salgado Filho ficou fechado por 10 dias. Em maio de 2013, foram 22h34min, o equivalente a 10,29% do tempo total de operação. No mês seguinte, o aeroporto precisou parar por mais 42h. As cinco partidas da Copa no Beira-Rio serão entre 15 e 30 de junho, período de intenso nevoeiro.

Para agilizar a liberação do equipamento, pleiteado desde 1997 e instalado no ano passado, técnicos da Superintendência de Infraestrutura Aeroportuária da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) farão, até quinta-feira (8.05), uma vistoria no aparelho, em critérios como sinalização horizontal, balizamentos e luzes. 

Segundo o secretário de Navegação Aérea Civil da SAC, Juliano Noman, o processo de liberação de um equipamento como esse é longo, mas Porto Alegre chegou à última etapa. "Estamos confiantes de que o parecer será no sentido de que a operação é segura". Noman lembrou que o Salgado Filho é um aeroporto grande e importante no contexto da aviação brasileira. "Cada vez que fecha, ocorrem problemas em escala. Todos queremos a liberação do ILS 2, mas era preciso cumprir todos os ritos, pois não poderíamos abrir mão da segurança. O equipamento estará operando nos primeiros dias de junho".

Em caso de aprovação, bastará a publicação de uma portaria no Diário Oficial da União com as alterações cadastrais do aeroporto e a Aeronáutica atualizar as cartas de aproximação por instrumentos, que guiam os procedimentos das aeronaves. Segundo informaçõs obtidas com a SAC, antes mesmo da autorização, as cartas já estarão disponíveis no site do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA).

Antiga demanda

A incidência do nevoeiro na região do aeroporto é uma antiga dor de cabeça para quem utiliza o transporte aéreo em Porto Alegre, com impacto sobre toda a malha. Na segunda-feira, a interrupção do serviço provocou filas na área de check-in. Fechado desde as 6h40min, o terminal voltou ao normal por volta das 10h, deixando quase 60 voos atrasados e pelo menos dois cancelados. Passageiros em conexão tiveram de ser reacomodados.

Durante a Copa, segundo informações da área técnica da Infraero, o fluxo no Salgado Filho tende a ser moderado, já que o perfil de uso em épocas de festas costuma cair. Isso porque a maioria dos passageiros habituais busca negócios no centro do país, e não o turismo, como ocorrerá com o Mundial da Fifa.

Capacidade suficiente

A obra de ampliação do Terminal 1 de passageiros, originalmente prevista para maio de 2014, tem conclusão estimada agora para junho de 2015. A Infraero pondera, contudo, que o terminal atual tem capacidade de absorver com folga a demanda da Copa. No ano passado, o Salgado Filho movimentou cerca de 8,9 milhões de pessoas, mas a capacidade instalada seria suficiente para até 13 milhões de passageiros por ano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...