Corredor cultural integra público da Copa na rota do Beira-Rio



16/05/2014

Projeto Caminho do Gol, da prefeitura de Porto Alegre, terá atrações culturais e serviços em uma rota do centro até as imediações do estádio

O Caminho do Gol na Copa do Mundo em Porto Alegre terá 3,5 quilômetros. Se para os atletas essa distância é cumprida ao natural, o torcedor deverá percorrê-la ainda mais animado. Será nesse percurso, a partir do Mercado Público da capital gaúcha, pela avenida Borges de Medeiros, que os aficionados por futebol irão entrar no clima das partidas que serão disputadas no Estádio Beira-Rio e os visitantes conhecerão um pouco da cultura regional.

No trajeto, que termina no Viaduto Dom Pedro I – a menos de um quilômetro do estádio –, muitas atrações estão sendo planejadas para integrar o público local e os visitantes. A idéia da prefeitura é aproveitar a peculiaridade geográfica da cidade e estabelecer uma espécie de corredor cultural.

O projeto foi concebido pensando em promover um espaço de referência para o deslocamento confortável e seguro do público, nos moldes do FanMile, em Berlim, em 2006; e do FanWalk, na Cidade do Cabo, em 2010. Desenvolvido em três eixos – decoração, programação cultural e atividades institucionais e serviços –, o Caminho do Gol estará dividido em cinco estações: Mercado, Ponte de Pedra, Praça Izabel (com opção para direcionamento ao espaço da FanFest), Parque Marinha e Dom Pedro I.

Ao longo da Borges de Medeiros, que será fechada para o trânsito nos dias de jogos no sentido Centro-Bairro, haverá uma série de atividades culturais itinerantes. “Nosso foco é a produção e expressão cultural de Porto Alegre e do Rio Grande do Sul. Nesse contexto entram a música, o teatro, a dança, o circo, a gastronomia, o Carnaval e outros”, explica  Anna Luíza Surita Duarte, da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre.

O trajeto terá banheiros públicos temporários em todas as estações; cinco containeres de informações e serviços, nas áreas de saúde e segurança, bem como escritórios consulares dos países cujas seleções jogarão na cidade. Serão dois espaços simultâneos, na  Estação Izabel, para acolher a diplomacia das equipes adversárias abertos na véspera e fechados no dia seguinte ao confronto.

Nos dias de jogos às 16h (15 de junho, com França x Honduras; e 22 de junho, com Argélia x Coréia do Sul), a avenida ficará fechada no sentido do Centro ao Bairro das 10h às 20h. Nas datas com jogos às 13h (18 de junho, com Holanda x Austrália; e 25 de junho, para Argentina x Nigéria), a interrupção será das 10h às 18h. No dia 30 de junho, o confronto pelas oitavas de final será às 17h, e o trecho estará bloqueado para veículos das 10h até as 21h.



Enfeites

A decoração, que começa a ser implantada no dia 1º de junho, terá enfeites com bandeirolas sobre o canteiro central e a calçada no sentido Centro-Bairro, além de mapas de localização e três pórticos indicando o início, o fim e o caminho para a FanFest.

“Nossa idéia é criar um espaço para a circulação e a convivência entre a população local e os povos que nos visitarão. Pretendemos ligar os diferentes pontos desse território de Copa de uma forma lúdica, remetendo, também, à FanFest e à zona boêmia da cidade, que é o bairro Cidade Baixa”, explica o coordenador de Projetos da Secopa de Porto Alegre, Maurício Reis Nothen.

A grade de atrações culturais ainda está sendo montada, mas a idéia é de que, além das atividades permanentes, ocorram cinco ou seis atrações em cada dia de jogo, antes e depois das partidas. “Assim, vamos mobilizando o público na ida e na volta do estádio, para o centro ou às áreas da FanFest e da Cidade Baixa”, observa a produtora artística Adriane Azevedo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...